Notícias

Professoras da EMEI Cidade Ademar III desenvolvem projeto de música com estudantes

Nesta quarta-feira (13) será realizado o primeiro concerto didático com a apresentação de uma orquestra

Publicado em: 13/09/2023 9h00 | Atualizado em: 13/09/2023

Crianças estão sentadas no chão, elas assistem um homem que está de pé na frente delas tocando saxofone.
Na EMEI Cidade Ademar III, da DRE de Santo Amaro, a professora Fernanda Gomes, idealizadora do projeto, usa música para ensinar. O projeto “Músicas daqui, ritmos do mundo”, iniciado em fevereiro, possibilita que as crianças conheçam, por exemplo, as notas musicais e a história dos instrumentos. Para tornar a atividade ainda mais lúdica, nesta quarta-feira (13), haverá na escola a apresentação do primeiro concerto didático, com a apresentação de uma orquestra.

Composto por 45 integrantes, o grupo da orquestra faz parte da Banda Infantojuvenil Boa Vontade, formada por estudantes e ex-alunos do 6° até o 3° do médio da escola de música do Instituto de Educação José de Paiva Netto. O concerto é realizado por instrumentos de sopros, madeiras, metais, percussão, além de contrabaixos.

Mas não é a primeira vez que haverá uma apresentação musical na unidade. No mês passado, a cantora lírica, Eleni Arruda, esteve na escola e fez uma bela apresentação com a cantiga “O Cravo Brigou Com a Rosa”.

Durante o primeiro semestre do ano, outros músicos e instrumentistas passaram pela escola, entre eles, saxofonista, guitarrista, violonista, flautista e até integrantes de uma bateria de samba. A escola ainda contou com as apresentações de patins profissional realizada por uma bailarina e de uma banda formada por uma família da escola, na qual uma criança era a baterista.

Durante o segundo semestre, o intuito é expandir o conhecimento musical e convidar um percussionista, um pianista, um cantor de rap e um DJ, entre outros artistas musicais.

Antes das apresentações dos músicos, as professoras trabalham, em conversa com as crianças, levantamento das músicas que gostam de ouvir – conhecendo cada nota musical, a história de cada instrumento, utilizando o mapa múndi, leituras de livros e pesquisas na internet.

Ainda assim, com o intuito de tornar mais real todo o aprendizado, essa experiência teórica também é expressada em forma de desenho, com o uso de papel, lápis de cor, materiais reutilizados, massinha modelar, entre outros objetos utilizados para a produção dos instrumentos musicais estudados.

Os repertórios trabalhados com os pequenos são desenvolvidos durante atividades em rodas diárias, cujo objetivo é aprender e ensinar uns aos outros de uma forma descontraída e divertida. Dentre as canções do repertório infantil, estão: “atirei o pau no gato”, “borboletinha na cozinha”, “cai, cai balão”, “sapo jururu”, o “cravo e a rosa”, entre outras melodias que atravessam gerações.

Para a professora Fernanda e demais professoras participantes, o projeto ajuda a promover o conhecimento amplo da cultura musical de forma lúdica, visando o desenvolvimento do intelecto, do corpo, ritmo e coordenação motora, processos importantes para o aprendizado e desenvolvimento pedagógico das crianças.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Estudantes tocando trompete
Fotografia de estudantes sentados em roda em momento de leitura. Ao fundo, na parede há uma pintura de par de asas onde se lê

EMEF Professor Antônio Duarte promove segundas-feiras literárias

Publicado em: 10/06/2024 12h23 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia de uma mão segurando um lápis sobre uma folha de respostas.

Provas para o Vestibulinho da ETEC – 2º Semestre de 2024 acontecem neste domingo (09)

Publicado em: 07/06/2024 4h51 - em Secretaria Municipal de Educação

441b66e8 A593 44ad 9a0b 443264c551ea
Figura em tons beges com desenhos de

Curso sobre Arquivos Públicos Municipais acontece nesta segunda-feira (10) na Câmara Municipal

Publicado em: 07/06/2024 2h29 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 4 1.457