Notícias

Encerramento do Projeto Scholas Cidadania

Evento promove a participação e o compromisso cidadão a favor do bem comum

Publicado em: 31/10/2016 15h12 | Atualizado em: 30/11/2020
encerramento_do_projeto_scholas_cidadania_740_x_430.jpg

Na manhã da última sexta, 28, o Centro Educacional Unificado (CEU) Cidade Dutra, localizado na região de Interlagos, recebeu o evento de encerramento do Projeto Scholas Cidadania. Coordenado pelo Instituto Olga Kos, o projeto tem como objetivos impulsionar a cultura do encontro entre estudantes provindos de diferentes contextos, promover a participação e o compromisso cidadão a favor do bem comum, além de favorecer o pluralismo social, cultural e religioso, engajando os jovens em uma construção social.

Durante a semana de imersão, que aconteceu entre os dias 24 e 28 de outubro, os jovens participaram de uma série de atividades para identificar os problemas, eleger o que eles consideram prioritários e juntos buscarem as melhores soluções.

No último dia, representantes dos cerca de duzentos jovens participantes apresentaram um resumo das propostas que tiveram como eixos temáticos a Educação – Sistema Educacional e seus desafios na cidade de São Paulo e a Intolerância – racial, gênero, religião e social para a Vice-Prefeita e Secretária Municipal de Educação, Nádia Campeão, a Primeira-Dama e Coordenadora da São Paulo Carinhosa, Ana Estela Haddad, a Secretária Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida, Marianne Pinotti, e o Presidente do Instituto Olga Kos de Inclusão Cultural, Wolf Kos.

Projeto Scholas Cidadania Brasil – Scholas Cidadania é um programa educativo para a formação de estudantes do nível médio, cursando o penúltimo ano, que pretende aproximá-los da sua realidade mais próxima através de um esquema que resgate a importância da participação e do compromisso social, cívico e político. Esse programa busca gerar um âmbito de aproximação às problemáticas cotidianas da comunidade de cada estudante, partindo de uma perspectiva construtiva, na qual o jovem participe mediante uma investigação e posterior apresentação de propostas e de soluções.

O Brasil é o 16º país a receber o programa, que já passou por Argentina, Haiti, Paraguai, Emirados Árabes Unidos, Espanha, Itália, Estados Unidos, Cuba, Índia, Filipinas, França, Egito, Austrália, Moçambique e Nigéria e já teve debatidos assuntos como deficiências no sistema educacional e de saúde, insegurança, gravidez precoce, bullying, discriminação, suicídio entre jovens, vício em drogas, homofobia e corrupção.

Sobre o Instituto Olga Kos – Fundado em 2007, o Instituto Olga Kos de Inclusão Cultural (IOK) desenvolve projetos artísticos e esportivos para crianças, jovens e adultos com deficiência intelectual e pessoas sem deficiência, que se encontram em situação de vulnerabilidade social e residem em regiões próximas aos locais onde as oficinas são realizadas.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

fotografia de quadra poliesportiva Coberta

Prefeitura de SP anuncia cobertura de 95 quadras poliesportivas na rede municipal

Publicado em: 12/01/2022 11h14 - em Secretaria Municipal de Educação

Apresentação teatral na abertura do Recreio nas Férias.

“Recreio nas Férias” começa nesta segunda-feira com protocolo contra contaminação do Covid

Publicado em: 10/01/2022 2h47 - em Secretaria Municipal de Educação

foto de professora na sala de leitura, dois estudantes olham atentamento para ela. Todos usam máscaras

SME divulga classificação prévia dos interessados na contratação temporária

Publicado em: 07/01/2022 9h47 - em Diretoria Regional de Educação Butantã

Em cima, os dizeres: Gratificação de difícil Acesso. No meio: desenho de um mapa, com um localização ao centro, destacada por um pin

Gratificação de Difícil Acesso: saiba como identificar o distrito da sua escola

Publicado em: 06/01/2022 5h17 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia de uma sala de aula com um professor usando máscara de proteção individual e estudantes sentados em suas cadeiras.
1 2 3 4 1.211