Notícias

Leituraço: Junho Imigrante mobiliza alunos da Rede Municipal de Educação

Evento aconteceu em Escolas da Diretoria Regional de São Miguel

Publicado em: 14/06/2019 17h00 | Atualizado em: 30/11/2020

leituracoemefvirgilio_740x430.jpg

No dia 7 de junho aconteceu o 1º “Leituraço” de 2019 da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Virgílio de Mello Franco, com os alunos dos Ciclos de Alfabetização e Interdisciplinar. A atividade mobilizou professoras, funcionários e gestão para contar histórias sobre a temática “Junho Imigrante”. Também participaram os alunos do Centro de Educação Infantil (CEI) Jardim São Martinho e da Escola Municipal de Educação Infantil (EMEI) Maria da Luz, localizadas no mesmo terreno da escola, na Zona Leste de São Paulo.

O “Leituraço” busca incentivar a leitura e permitir aos educandos o desenvolvimento de saberes importantes para sua formação, em diálogo com o Currículo da Cidade: a abertura à diversidade, o pensamento crítico e a criatividade, a comunicação, a empatia e a colaboração com uma sociedade melhor.

A Professora Orientadora da Sala de Leitura (POSL) Bruna Gomes Ferreira Claro,organizadora da atividade, começou a organiza-la a partir dos encontros de formação na Diretoria Regional de Educação (DRE) de São Miguel. Ao trazer a ideia para a escola, com o apoio das demais educadoras, foi dando corpo à atividade, em parceria com as escolas vizinhas: “O Leituraço costuma mobilizar toda uma escola na leitura de obras literárias. Esse foi especial porque mobilizamos 3 unidades: a nossa EMEF, a CEI e a EMEI que ficam no entorno”, relata Bruna Gomes.

Para o Leituraço, os alunos escolheram um dos 20 livros selecionados sobre o tema “imigração”. A partir daí, foram divididos em grupos e levados pelos mediadores da leitura até a parte externa das escolas, onde a leitura foi realizada.

Cada mediador pensou em estratégias para enriquecer a experiência da leitura. A Auxiliar Técnico de Educação (ATE) Maria do Rosário Souza Santos, por exemplo, usou um turbante, simbolizando o contato com a cultura árabe, presente no livro “Meu avô árabe” (Maísa Zakzuk, Panda Books, 2012). A estagiária Ana Caroline de Souza aproveitou o enredo do livro “Meu avô português” (Manuel Filho, Panda Books, 2012) e levou fotografias de doces típicos de Portugal para mostrar aos alunos. Já o diretor Edilson da Silva Cruz e a secretária Viviane Pereira Porto, ao final da leitura do livro “A menina que abraça o vento” (Fernanda Paraguassu, Vooinho, 2017), organizaram os alunos para um abraço coletivo nos educadores da escola, visando passar uma mensagem de tolerância e respeito pelas diferenças.

Ao final da atividade, os alunos do 5º ano A, da professora Selma Fernandes Pereira, escreveram um texto coletivo no qual relatam os impactos da atividade para sua formação: “Após a leitura, notamos que não pode haver preconceito entre as pessoas. Preconceito jamais, igualdade sempre”, finalizou a professora.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

1 2 3 4 5 1.211