Notícias

EMEF Juscelino Kubitschek de Oliveira desenvolve projeto “Ancestralidade”

Trabalho realizado teve como foco a valorização da cultura africana

Publicado em: 22/12/2017 14h03 | Atualizado em: 30/11/2020

ancestralidade_740x430.jpg

O projeto “Ancestralidade” passou a ser desenvolvido na Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Juscelino Kubitschek de Oliveira, Pres, da Diretoria Regional de Educação (DRE) Guaianases, no 1º bimestre deste ano, a partir das discussões e propostas apresentadas para elaboração do Projeto Político Pedagógico (PPP) da Unidade Escolar. A iniciativa teve o objetivo de resgatar valores étnico-raciais africanos.

Com o propósito de possibilitar aos educandos o reconhecimento de suas origens, para que se apropriem e empoderem de saberes, costumes e crenças, foram elaboradas diversas atividades. Entre elas, foi produzida uma peça de teatro com alunos do Ciclo Autoral (8ºs e 9ºs anos). As apresentações foram realizadas para os demais alunos da Unidade (Ciclos de Alfabetização e Ciclo Interdisciplinar). Também houve uma apresentação na EMEFM Oswaldo Aranha Bandeira de Mello.

A metodologia utilizada partiu de um embasamento teórico que resgata memórias dos ancestrais e ajuda na reflexão sobre tolerância e convívio com as diferenças. Os contos africanos foram a maneira de apresentar uma visão dinâmica das relações entre África e Brasil, como os aspectos humanos, econômicos, culturais e o idioma Português. Já as conversas com o grupo buscaram desconstruir as violências que atingem e influenciam o jovem da periferia, sobretudo os afrodescendentes.

Todas as atividades foram feitas de maneira interdisciplinar, em parceira entre o Professor de Arte Lenilson de Souza Thomaz e a Professora Orientadora de Sala de Leitura (POSL) Natali Gonçalves Inagaki. Seguindo uma sequência didática de leituras literárias e exposição de materiais multissensoriais, também foram organizados debates e oficinas. As ações basearam-se nas últimas notícias veiculadas. Entre elas, casos de violências, ataques de racismo, entre outros temas do cotidiano.

De acordo com Lenilson, “o projeto teve participação efetiva de toda comunidade escolar e integrou diversas áreas do conhecimento, garantindo uma melhoria nas relações interpessoais e, consequentemente, transmitindo de forma positiva, dentro e fora da escola, uma perspectiva de continuidade”.

Clique aqui para ver algumas fotos do projeto

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Foto de mãe amamentando seu bebê. Ela está sentada em uma almofada vermelha e amarela

SME abre inscrições para campanha CEI Amigo do Peito 2022

Publicado em: 16/05/2022 8h34 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia de Gravação De Vídeo Em Libras (1)

SME e TV Cultura produzem 3.330 vídeos inéditos em Libras com ajuda de instrutores surdos

Publicado em: 13/05/2022 4h14 - em Secretaria Municipal de Educação

Visita Ao Theatro Muinicipal 02
Fotografia mostra seis pessoas em pé e uma sentada. A pessoa sentada é uma mulher, veste camiseta preta e está com os braços cruzados sobre a mesa. Ao seu lado esquerdo, há uma repórter, ela veste a camisa laranja da

Estudantes surdos produzem reportagens em vídeo em Libras pelo Imprensa Jovem no CIEJA Perus I

Publicado em: 13/05/2022 12h03 - em Diretoria Regional de Educação Pirituba

foto de uma sala com bebês, o chão é forrado com placas coloridas de emborrachado e alguns almofadões. Alguns bebês olham para a câmera. Ao fundo, Duas mulheres interagindo com eles

SME faz nova convocação de aprovados em concurso em diversos cargos

Publicado em: 13/05/2022 10h25 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 4 1.237