Notícias

Desfile em homenagem aos 50 anos da EMEF Heitor de Andrade

Estudantes abordaram temas como a Década de 60, Rádio, Ditadura Militar, Tropicália, Jovem Guarda, Televisão e Escolas

Publicado em: 16/11/2017 16h18 | Atualizado em: 30/11/2020

desfile_heitor_740_x_430.jpg

No início da manhã do sábado, dia 23 de setembro, os estudantes da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Heitor de Andrade, da Diretoria Regional de Educação (DRE) Capela do Socorro, participaram de desfile, no bairro de Veleiros, em comemoração aos 50 anos da Unidade Educacional.

A banda formada por 13 ex-estudantes embalou o desfile dos 600 alunos da Heitor de Andrade. Os estudantes abordaram temas como a Década de 60, Rádio, Ditadura Militar, Tropicália, Jovem Guarda, Televisão e Escolas.

Os times de Rugby e Handebol e as ginastas da escola caminharam com os seus troféus e relembraram as suas conquistas nos diversos campeonatos realizados na cidade de São Paulo. Educandos homenagearam, com placas, professores e outros profissionais que trabalharam na EMEF.

Outros eventos – O mês de setembro da EMEH Heitor foi recheado de festividades e projetos para comemorar os seus 50 anos. No dia 31 de agosto, foi realizado o projeto “Cápsula do Tempo” com as turmas do 1º ano. Os educandos enterraram, no pátio da escola, um autorretrato, informações como nome, altura, cor de cabelo, digitais e peso, além de um desenho da família. A cápsula será desenterrada em 2025, quando estiverem se formando. No dia 2 de setembro, aconteceu a noite de celebração aos 50 anos de inauguração da EMEF. Apresentações esportivas e culturais foram prestigiadas por convidados, familiares do Heitor e ex-estudantes.

EMEF e Heitor – No início, em 1963, a unidade chamava-se Escolas Agrupadas Jardim Santa Helena. Em 1967, a escola homenageia Heitor de Andrade e passa a se chamar Escolas Agrupadas Heitor de Andrade, mais tarde denominada Escola Municipal Heitor de Andrade. A inauguração, no dia 1º de setembro de 1967, foi repleta de homenagens ao comunicador e de celebrações pela nova escola. Antonino Ettore Clemente Fecarotta nasceu em Palermo, Sicília, no dia 10 de junho de 1922 e veio para o Brasil em 1924. Quando trabalhava na Rádio Tupi Difusora, seu nome longo e complicado de se pronunciar fez com que o diretor sugerisse o nome artístico “Heitor de Andrade”, o que ele acatou.

Em 1950, Assis Chateaubriand trouxe a TV para o Brasil e Heitor de Andrade esteve entre os pioneiros. Na TV Tupi, a partir de 1953, atuou e produziu diversos programas como “O Céu é o limite” e “Aponte o culpado”. Heitor de Andrade faleceu em São Paulo, em 18 de junho de 1966, com apenas 44 anos de idade, em decorrência de aneurisma cerebral.

Veja mais imagens do evento

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Mosaico de imagem com uma ilustração de estudantes do Imprensa Jovem, onde se lê

Chegou a 3ª edição da revista Imprensa Jovem

Publicado em: 29/07/2022 5h12 - em Educomunicação

Professora ao lado de uma estudante. Elas olham para o caderno que está sobre a mesa onde a professora mostra algo com o dedo.
Semana Municipal Primeira Infância 1 a 5 de agosto de 2022

Semana Municipal da Primeira Infância debate o que é ser criança em São Paulo

Publicado em: 28/07/2022 12h11 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia de uma mãe amamentando seu bebê.

Prefeitura de São Paulo lança o Programa Mãe Paulistana-Creche

Publicado em: 27/07/2022 8h35 - em Secretaria Municipal de Educação

Premio Arte Na Escola

CEI Jardim Panamericano é destaque no prêmio Arte na Escola Cidadã

Publicado em: 27/07/2022 3h51 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 4 5 1.260