Notícias

Visita ao Departamento de Alimentação Escolar e escola pública na cidade de Montevidéu no Uruguai

Nutricionista do DAE visita órgão responsável pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar do Uruguai

Publicado em: 22/10/2015 11h06 | Atualizado em: 30/11/2020

IMG_2868.jpg

No dia 10 de outubro, a nutricionista Daniela Wenzel, do Departamento de Alimentação Escolar (DAE) da Secretaria Municipal de educação (SME) realizou uma visita ao Departamento de Alimentação Escolar do Uruguai, órgão responsável pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) do país, como também pelo Programa de Alimentação Escolar (PAE) da cidade de Montevidéu.

O DAE, do Uruguai, pertence ao Conselho de Educação Inicial e Primária – CEIP, órgão da Administração Nacional de Educação Pública. A recepção foi realizada por Graciela Moizo, diretora geral e por Caren Zelmonovich e Laura Estable, nutricionistas responsáveis pela execução do Programa em diferentes regiões do país.

  • Nesse encontro, alguns assuntos foram abordados como tipos de gestão, cardápio, logística de abastecimento e Educação Alimentar e Nutricional; seguido de um reconhecimento da área física do departamento e contato com outros membros da equipe. O PAE, na cidade de Montevidéu, conta com um quadro técnico de, aproximadamente, seis nutricionistas, um químico e, mais recentemente, um engenheiro de alimentos.
  • No Uruguai, atualmente, há 2.350 unidades educacionais, com 258.750 alunos atendidos em toda rede pública de ensino. Esse número corresponde a 73% do total de alunos matriculados no país. Dessas unidades, 98% estão cobertos pelo PNAE. Em Montevidéu são 204 escolas com serviço de alimentação para atender 48.918 alunos.
  • O PAE, como ocorrido em São Paulo, começou com o fornecimento de um copo de leite no início do século passado. Em 1998 houve a necessidade de iniciar o processo de terceirização do sistema de alimentação, que corresponde, atualmente, a 10% do total de unidades sendo, 60% transportadas e 40% preparadas na própria escola.

A finalidade do PAE uruguaio é de contribuir para o adequado estado nutricional da população escolar, através da alimentação saudável, vigilância nutricional e Educação Alimentar e Nutricional. Alguns avanços recentes foram:

– Cobertura: extensão em quantidade e qualidade do serviço de alimentação escolar.

  • Diminuição de carboidratos e aumento de proteínas;
  • Maior variedade e frequência de hortaliças e frutas;
  • Frequência de carnes e aumento no consumo de pescados;
  • Incorporação de frutas e alimentos integrais no desjejum e lanche;
  • Redução na frequência de alimentos ultraprocessados;
  • Modificação dos métodos de cocção;
  • Diminuição e controle de sódio. 
    – Novas modalidades de prestação de serviço.
    – Melhorias nas especificações técnicas para a compra de equipamento e infraestrutura.
    – Controles técnicos de serviços.
    – Lei 19.140 Alimentação Saudável: visa promover grupo de alimentos e bebidas nutritivamente adequadas, proibir a publicidade e venda de alimentos na escola e promover saídas didáticas.
    – Participação da equipe técnica do PAE na comissão de reformulação das GABA.MSP (Manual para a Promoção de Práticas Saudáveis de Alimentação na População Uruguaia, do Ministério da Saúde Pública).
    – Encontros nacionais periódicos de nutricionistas do PAE.

Visita à escola a nutricionista do DAE de São Paulo visitou, no dia 11 de setembro, uma escola municipal de Montevidéu. A unidade atende crianças de seis a doze anos, em tempo integral. Esse encontro foi marcado pelo contato com a equipe de docentes e alunos da unidade em sala de aula, além do reconhecimento da estrutura física e o acompanhamento da distribuição do lanche aos alunos.

Essas atividades estão em consonância com a conduta adotada pelo DAE de São Paulo, que tem como um dos eixos que norteiam suas ações, o aperfeiçoamento da governança, tendo como motivação a ampliação do diálogo com diferentes instituições públicas ou privadas.

Segundo Daniela, esse intercâmbio propiciou uma vivência e uma troca de experiência profissional muito rica. “A realização dessas atividades vem somar e valorizar a importância de parcerias que visam a ampliação de discussões sobre a construção, implantação e execução da política de alimentação escolar”, completou Daniela Wenzel

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Crianças e professora de Educação Infantil em sala de aula.
Professora de Educação Infantil sentada no chão da sala com cinco bebês sentados a sua volta brincando.

SME faz nova convocação de aprovados em concurso

Publicado em: 22/09/2022 5h07 - em Secretaria Municipal de Educação

Imagem com o fundo em mosaico colorido em tons de lilás, azul e verde, onde se lê
Imagem com fundo azul, três faixas no canto esquerdo nas cores rosa, azul e verde, no centro está escrito IV EducaPenha.

DRE Penha realiza IV EducaPenha

Publicado em: 21/09/2022 6h59 - em Diretoria Regional de Educação Penha

Fotografia mostra pessoas sentadas em cadeiras de auditório. Elas estão olhando para frente, para o palco, onde há um homem de pé, segurando um microfone, que está falando enquanto olha para uma apresentação de slide, onde se lê: “Será que eu fiz certo?” na cor vermelha. Abaixo contém o texto: “Na dúvida, pergunte, consulte os colegas, os estudantes. Estude, retome a teoria. Refaça, volte ao começo. E faça outra vez. A prática é fundamental para o desenvolvimento, evolução”, que está escrito na cor preta.
1 2 3 4 1.284