Notícias

SME promove o Junho Migrante com rodas de conversa sobre migração

Encontros vão discutir acolhimento na Educação Infantil e desafios no Ensino Fundamental; escolas municipais atendem mais de 8 mil estudantes migrantes

Publicado em: 21/06/2022 12h16 | Atualizado em: 21/06/2022
Junho Migrante - diversos retratos de crianças com a imagem de um mapa do mundo

A Secretaria Municipal de Educação promove nesta terça-feira (21) e nesta quarta-feira (22) duas rodas de conversa virtuais sobre migração na Educação Infantil e no Ensino Fundamental voltadas aos educadores. As inscrições estão abertas e podem ser feitas por meio do formulário neste link.

Os eventos fazem parte da programação Junho Migrante 2022: Diálogos para uma educação intercultural promovido pelo Núcleo de Educação para as Relações Étnico-Raciais. Eles ocorrem em celebração ao Dia Mundial da(o) Migrante e o Dia Mundial da(o) Refugiado(a) comemorados em 19 e 20 de junho, respectivamente.

As rodas de conversa pretendem estimular reflexões e trocas de experiências sobre práticas de acolhimento a migrantes já realizadas na rede.

Neste ano, a Rede Municipal de Ensino de São Paulo possui  8435 estudantes migrantes matriculados de cerca de 100 nacionalidades. Entre elas, a mais representativa é a boliviana, seguida da haitiana, e há também um número significativo de estudantes originários da Venezuela, Angola, Paraguai, Peru, Argentina, Japão, Colômbia e Estados Unidos da América.

Veja mais informações sobre as rodas de conversa:

Dia 1 – Infâncias e migração: acolhimento nas Unidades de Educação Infantil

Público alvo: Profissionais que atuam nos CEIs e EMEIs (Rede direta e parceira)

21/06 – 19h30 às 21h

Participantes:

Tabita Lopes – Cientista social, mestra pela UNIFESP, técnica em Educação e Formação do Centro de Referência e Atendimento para Imigrantes.

Carolinne Mendes da Silva – professora de história doutora e mestra pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP), está à frente dos Povos Migrantes no NEER (Núcleo de Educação para as Relações Étnico-Raciais) da Secretaria Municipal de Educação (SME).

Dia 2 – Migração e interculturalidade: diálogos possíveis no Ensino Fundamental

Público alvo: Profissionais que atuam nas EMEFs, EMEFMs e CIEJAs

22/06 – 12h às 13h30

Participantes:

Tabita Lopes – Cientista social, mestra pela UNIFESP, técnica em Educação e Formação do Centro de Referência e Atendimento para Imigrantes.

Ana Katy Lazare Gabriel – Doutoranda em Linguagem, Educação e Psicologia pela Universidade de São Paulo. Mestre em Educação e Linguagem pela Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo. É professora de português para imigrantes e refugiados na extensão da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Está à frente do Centro de Estudo de Línguas Paulistano (CELP) da Secretaria Municipal de Educação (SME).

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Ilustração de uma jovem negra que é personagem da Revista Jovenilda e sua turma
fotos dos itens que compõe o uniforme das escolas da prefeitura de São Paulo
Fachada de uma Escola Tecnica Estadual - Etec

Aluno da EMEF Coelho Neto conquista primeiro lugar em curso da ETEC São Mateus

Publicado em: 27/01/2023 11h06 - em Secretaria Municipal de Educação

Foto de crianças da Emebs Lucie Bray fazendo pintura em plástico transparente. Uma professora os auxilia
fotografia de auditório com aReunião De Planejamento

SME promove Organização Pedagógica de 2023

Publicado em: 24/01/2023 5h08 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 1.310