Notícias

Secretaria Municipal de Educação realiza curso para uso consciente e responsável da Internet

Evento discute com profissionais da educação o uso da internet segura

Publicado em: 06/06/2019 18h02 | Atualizado em: 30/11/2020

Internet Segura_740x430 1.jpg

Nesta quarta (5) e quinta-feira (6), o Núcleo Técnico de Currículo – Tecnologias para Aprendizagem (NTC-TPA), da Coordenadoria Pedagógica (COPED), realizou o curso Uso Consciente e Responsável da Internet.

O evento possibilitou a percepção e ampliou a capacidade de utilização crítica das mídias digitais no Brasil, refletiu sobre o compartilhamento de imagens, reputação digital e segurança digital, discutiu aspectos ligados ao bullying e cyberbullying e subsidiou o trabalho dos laboratórios pela fundamentação teórica e metodológica dos Eixos do Currículo (Programação, Tecnologia da Informação e Comunicação e Letramento Digital).

Participaram Professores Orientadores de Informática Educativa (POIEs), Professores de Educação Infantil, Professores de Educação Infantil e Ensino Fundamental I, Professores de Ensino Fundamental II e Médio, Coordenadores Pedagógicos, Diretores de Escola e Assistentes Técnicos de Educação I que atuam com Tecnologias para Aprendizagem nas Diretorias Regionais de Educação.

Internet Segura_740x430.jpg

O curso auxiliou os profissionais a pensarem em como trabalhar às questões da internet com os estudantes sempre lembrando que há limites com relação aos Direitos Humanos e que o ambiente virtual não é diferente do ambiente real no que diz respeito aos direitos e deveres.

Os formadores do curso fazem parte do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto Brasil – NIC.br, do Comitê Gestor da Internet no Brasil – Cgi.br, do Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação – Certi.br (que é um departamento do NIc.br) e da Associação Civil de Direito Privado – SaferNet Brasil.

Na Rede Municipal de Ensino, existem escolas que já trabalham essas e outras questões relacionadas ao uso da internet segura como é o caso da Escola Municipal de Ensino Municipal (EMEF) Plinio Salgado.

O trabalho sobre internet segura na escola

Na Escola Municipal de Ensino Fundamental Plínio Salgado, da Diretoria Regional de Educação (DRE) Capela do Socorro, a Professora Orientadora de Informática Educativa (POIE) Marcia Maria S. Alves desenvolve o projeto “Segurança na Internet” com os estudantes do 8º e 9º anos, nas aulas regulares (Ciclo Autoral).

A professora Márcia conta que “A ideia de trabalhar a navegação segura veio após observações recorrentes de casos de exposição excessiva na internet, vazamento de nudes, plágio nos trabalhos escolares e diferentes formas de agressão envolvendo nossos estudantes nas redes sociais”.

A proposta de trabalho se desenvolve em cinco fases e tem a duração prevista para um bimestre. Da primeira a última etapa, os estudantes passam por uma sensibilização com rodas de conversa utilizando situações problema com polêmicas relativas ao uso da internet.

Conhecem ferramentas online para edição de imagens como o Canva e produzem cartazes virtuais. Elaboram campanha publicitária preventiva ou de alerta sobre assuntos como os riscos nas redes sociais, a exposição excessiva na internet, a liberdade de expressão e danos à reputação, o cyberbullying, o discurso de ódio, os danos e riscos à prática de nude ou sexting, os direitos autorais, plágio e compartilhamento responsável.

Na etapa “Viral do Bem” compartilharam os trabalhos produzidos com a comunidade escolar através das redes sociais da escola e expuseram uma versão impressa dos mesmos no mural da escola.

Essa forma de compartilhamento permitiu que o conteúdo trabalhado na sala de informática ultrapassasse as paredes da sala. “Para fazer com que nossos debates e aprendizagens extrapolem as paredes da sala de informática, contribuindo para uma mudança de cultura no sentido de fazermos um uso mais consciente e seguro da internet tanto para nós, quanto para os demais usuários”, comentou Marcia.

O trabalho foi finalizado com a navegação no site SaferNet no qual os estudantes pesquisaram sobre o uso seguro da internet e aprenderam como fazer denúncias ao se depararem com conteúdos contendo crimes virtuais e um debate virtual através da plataforma Padlet com a questão provocadora “Qual deve ser nossa atitude ao encontrar ou receber algum crime na web feita por um amigo (a)?”

A POIE ressalta que essa temática deve fazer parte do cotidiano da escola e por isso a proposta de aula sobre esse conteúdo deve ter continuidade.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

1 2 3 4 5 1.211