Notícias

Programa Amigos do SAMU

Iniciativa promove, em unidades educacionais, atividades de prevenção ao trote telefônico para serviços de emergência

Publicado em: 22/02/2016 13h29 | Atualizado em: 30/11/2020

samu_sp2_740_x_430.jpg

O Núcleo de Educação em Urgência do SAMU realiza um trabalho com crianças e adolescentes de prevenção ao trote (telefônico) para serviços de emergência.

O “Programa Amigos do SAMU” nas escolas tem o objetivo de sensibilizar as crianças e a comunidade escolar sobre a importância e os objetivos do SAMU, a forma correta de utilização do serviço e os riscos do trote.

O programa foi colocado em prática pelo Núcleo de Educação em Urgência através do corpo de instrutores e funcionários do próprio serviço, que realizam as atividades nas escolas públicas e privadas da cidade de São Paulo. No ano em que o programa foi implantado, em 2008, o SAMU-SP recebia 30% de trotes. Hoje, o serviço recebe 4,69% de trotes.

Agendamento – Para a escola receber a visita do SAMU-SP, basta enviar uma solicitação para o e-mail: samueducacao@prefeitura.sp.gov.br

Como é desenvolvido o programa? – O público-alvo do programa são crianças e adolescentes a partir do Ensino Fundamental I e a comunidade escolar (pais, responsáveis e funcionários).

O SAMU-SP conta com uma ambulância destinada exclusivamente para treinamentos e projetos desenvolvidos com a comunidade, como o Programa Amigos do SAMU. Ela é semelhante à utilizada no atendimento normal. Um dos instrutores do Núcleo de Educação em Urgência juntamente com um auxiliar de enfermagem e um condutor de veículo de urgência do serviço vão com a ambulância até a escola que foi agendada para o evento.

Chegando ao local, as crianças são reunidas no pátio da escola ou em alguma outra área onde seja possível realizar a atividade. A partir daí, a equipe inicia uma conversa com as crianças, levantando as informações que elas possuem sobre o SAMU. Há explicações sobre o que é o SAMU, qual a forma de acionamento e quais situações em que deve ser acionado o serviço.

Após este primeiro contato, as crianças são convidadas a participarem de uma pequena simulação de um atendimento que o SAMU realiza. Uma delas é escolhida como “vítima”. A professora simula ligação para o número 192 e faz o acionamento fictício. Após alguns segundos, a ambulância chega ao local com a equipe que irá socorrê-la. Esta ambulância que até então estava escondida, entra com seus luminosos e sirene em franca atividade. A criança é atendida pela equipe, imobilizada e colocada na prancha e transportada dentro da ambulância. Se o espaço da escola permitir, é realizado um “passeio” com ela de ambulância. Após esta apresentação, o “papo” fica mais sério e então o instrutor fala sobre a importância do serviço, os riscos do trote e as consequências para todos: serviço e comunidade.

As atividades são encerradas com uma visita das crianças à ambulância e o manuseio de materiais e equipamentos. Ao término das atividades, as crianças recebem um folheto explicativo do Programa Amigos do SAMU para levarem para casa e a escola recebe um certificado de “Escola Amiga do SAMU”.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Cowparede - fotografia de esculturas de vacas pintadas por artistas

CEU Paraisópolis recebe exposição CowParade

Publicado em: 25/11/2022 1h01 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia de grupo de estudante tocando instrumentos de percussão

EMEF Imperatriz Leopoldina forma ritmistas com ‘batucada’

Publicado em: 25/11/2022 10h00 - em Secretaria Municipal de Educação

Capa do Álbum de Mancala Awelé feito por um estudantes.

Confira o resultado do concurso “Meu Álbum de Mancala Awelé”

Publicado em: 24/11/2022 11h37 - em Secretaria Municipal de Educação

Viii Jornada Pedagógica
Foto posada com os participantes do Slam da DRE Santo Amaro

5º edição do Slam Nossa Voz reúne professores e estudantes na zona sul de São Paulo

Publicado em: 23/11/2022 3h08 - em Diretoria Regional de Educação Santo Amaro

1 2 3 1.298