Notícias

Prefeitura vai distribuir cestas com produtos da agricultura familiar para mais de 1 milhão de alunos da rede municipal

Cestas estarão disponíveis para retirada nas unidades escolares a partir deste mês de abril

Publicado em: 15/04/2021 13h20 | Atualizado em: 04/05/2021

 

Imagem mostra itens da Cesta Saudável com mantimentos não perecíveis, frutas e legumes

A Prefeitura de São Paulo, através da Secretaria Municipal de Educação (SME) irá distribuir a partir deste mês de abril, a Cesta Saudável, com alimentos oriundos da agricultura familiar. O programa prevê a entrega de cestas para mais de 1 milhão de alunos da rede municipal.

Com investimento de R$110 milhões, será entregue uma cesta para cada aluno. Os responsáveis poderão fazer a retirada na unidade escolar da rede municipal em que o estudante estiver matriculado, mediante agendamento para evitar aglomerações. As famílias serão comunicadas sobre as datas e horários para a retirada. Do total investido, R$ 80 milhões foram direcionados para a aquisição de produtos da agricultura familiar para composição das cestas.

Através do Programa Cesta Saudável, 5 mil famílias de agricultores foram beneficiadas e 40 mil empregos gerados sendo 15 mil no campo. Cada estudante receberá uma caixa contendo os seguintes itens básicos: 1 kg de feijão, 5 kg de arroz, 1 kg de macarrão, 0,5 kg de farinha de mandioca, 1 kg de açúcar mascavo, leite em pó,, suco de frutas e doce de banana. Como parte da cesta, também serão distribuídos frutas e legumes, sendo: 1 kg de batata, 0,5 kg de cenoura, 0,5 kg de beterraba, 0,5 kg de chuchu, uma dúzia de bananas e seis unidades de maçã.

Cartão-merenda
Durante a pandemia, mesmo com a retomada das aulas presenciais, foi determinada a continuidade do fornecimento do cartão-merenda para todos os alunos até que todas as unidades da rede retomem integralmente suas atividades. Os valores são de R$101,00 (Centros de Educação Infantil), R$63,00 (Escolas Municipais de Educação Infantil) e R$ 5,00 (Escolas Municipais de Ensino Fundamental).

O benefício foi criado em abril de 2020 para garantir a segurança alimentar dos estudantes durante o período de suspensão das aulas presenciais, quando a oferta de merenda também foi interrompida. Até o momento, a Prefeitura destinou mais de R$ 718,9 milhões para abastecer os cartões-merenda dos alunos da rede.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Fotografia tirada em uma quadra mostra 5 pessoas de uma banda. Da esquerda para a direita, a primeira pessoa é um homem e está sentado atrás de uma bateria, com uma das mãos ele segura uma baqueta e com a outra arruma os óculos; a segunda pessoa está de pé, é um homem e toca sanfona; a terceira pessoa está em pé, é um homem e toca violão; a quarta é uma mulher e toca triângulo; e a última pessoa é homem e toca tambor. Todos estão com um microfone na frente.

CEUs recebem shows de forró

Publicado em: 22/06/2022 3h06 - em Secretaria Municipal de Educação

Banner com a logomarca do Centro De Educação Em Direitos Humanos
banner do II Seminário Memórias Arquivadas, as possibilidades dos arquivos para a pesquisa em História de Educação

II Seminário Memórias Arquivadas vai abordar pesquisas em História da Educação

Publicado em: 21/06/2022 5h36 - em Secretaria Municipal de Educação

Whatsapp Image 2022 06 21 At 15.07.20

Estudantes da Rede Municipal passam por triagem oftalmológica pelo programa ‘Ver na Escola’

Publicado em: 21/06/2022 3h18 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia de um rapaz, dos olhos para baixo. Ele está escrevendo em uma agenda. Ao fundo há um computador portátil e uma planta desfocados.

IFSP recebe inscrições para especialização em Educação Profissional e Tecnológica

Publicado em: 21/06/2022 2h18 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 4 5 1.249