Notícias

Prefeitura propõe regras para volta às aulas na rede municipal

Texto enviado para a Câmara Municipal prevê atendimento diferenciado para a educação infantil, recuperação, aprovação automática e mudança na entrega de materiais

Publicado em: 20/07/2020 14h52 | Atualizado em: 20/01/2021
Cei Nova Luz

A Prefeitura encaminhou para a câmara municipal um Projeto de Lei com medidas para o retorno das aulas presenciais. O PL prevê a aquisição de vagas para a pré-escola na rede privada. O objetivo é suprir a demanda das crianças que os pais tiraram das unidades particulares. Em maio, a Pasta criou o site para pedido de pré-matrículas, dessa forma há um acompanhamento nos pedidos. Até o momento, já temos 4,6 mil pedidos de matrículas na rede infantil. O atendimento de crianças de 4 a 6 anos é obrigatório e responsabilidade do município, em 2017, a gestão Bruno Covas conseguiu zerar a fila para essa faixa etária (em dezembro de 2016, 10 mil crianças aguardavam vagas). Segundo o projeto, a busca por vagas ficará limitada a 5% do número total de estudantes nessa etapa. Hoje, a rede municipal tem 232,5 mil alunos matriculados na pré-escola.

Além disso, o PL prevê a normatização sobre a recuperação, acompanhamento da saúde de alunos e servidores e a contratação de temporários para suprir os postos de professores do grupo de risco, por exemplo.  Também está descrito no projeto novos meios para aquisição e entrega de uniformes e kit de materiais. O retorno das aulas presenciais ocorrerá conforme regras noticiadas pelo Estado de São Paulo.

Outro ponto importante do texto é sobre o acompanhamento da saúde dos alunos e servidores. Por meio de novas contratações e parcerias com organizações da sociedade civil, também serão colocadas à disposição equipes para acompanharem a saúde nas escolas.

Uniformes e materiais 

A distribuição de uniformes e materiais escolares também terá novidade. Em 2020 a SME irá descentralizar a compra e repassar o valor para que as famílias possam adquirir o que é necessário para cada caso.  Pelo novo meio, cada família terá acesso a um aplicativo com um valor destinado a compra dos materiais e só poderá usar nos estabelecimentos previamente cadastrados. Para a aquisição dos uniformes a Prefeitura assinou contrato com a PagSeguro, após licitação.

Com a mudança cada família passa a ter o controle da compra do que realmente precisa, e pode utilizar a verba durante parte do ano letivo, tendo a oportunidade, por exemplo, de adquirir agasalhos no inverno com a medida adequada. Antes todos os uniformes eram entregues no inicio das aulas com base na medida do fim do ano anterior.

 

 

 

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Mulheres na sala de aula de Confeitaria. Elas estão de frente para mesa coletiva e manuseiam uma massa em forminhas. Também usam máscara de proteção individual, avental e touca.

Inscrições abertas para as turmas de 2023 dos cursos gratuitos profissionalizantes dos CMCTs

Publicado em: 28/11/2022 11h50 - em Secretaria Municipal de Educação

Cowparede - fotografia de esculturas de vacas pintadas por artistas

CEU Paraisópolis recebe exposição CowParade

Publicado em: 25/11/2022 1h01 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia de grupo de estudante tocando instrumentos de percussão

EMEF Imperatriz Leopoldina forma ritmistas com ‘batucada’

Publicado em: 25/11/2022 10h00 - em Secretaria Municipal de Educação

Capa do Álbum de Mancala Awelé feito por um estudantes.

Confira o resultado do concurso “Meu Álbum de Mancala Awelé”

Publicado em: 24/11/2022 11h37 - em Secretaria Municipal de Educação

Viii Jornada Pedagógica
1 2 3 1.299