Notícias

Prefeitura de SP anuncia fim de rodízio para os estudantes da rede municipal a partir do dia 25 de outubro

Presença dos alunos, no entanto, segue facultativa; medida foi autorizada pelos órgãos de saúde e protocolos como o uso de máscara e álcool em gel continuam

Publicado em: 14/10/2021 16h29 | Atualizado em: 15/10/2021
Imagem mostra em primeiro plano um aluno usando moletom preto e cinza, com máscara azul. À sua frente, um caderno e um estojo vermelho. Ao fundo, outros alunos também aparecem escrevendo em cadernos
Presença dos alunos segue facultativa; medida foi autorizada pelos órgãos de saúde e protocolos como o uso de máscara e álcool em gel continuam (Foto: Ana Karla Muner)

O Prefeito Ricardo Nunes e o secretário municipal de Educação Fernando Padula anunciaram, nesta quinta-feira (14), o fim do rodízio entre os alunos no atendimento presencial nas escolas da rede municipal. A medida foi baseada nas orientações dos órgãos de saúde e passa a valer a partir do dia 25 de outubro. Agora, as unidades de Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio poderão receber 100% dos alunos sem a necessidade de distanciamento.

A frequência nas atividades presenciais, segue facultativa às famílias, de acordo com a lei 17.437, de 12 de agosto de 2020. “Desde o início nós seguimos as orientações da saúde e da vigilância sanitária, tanto para o fechamento quanto reabertura das escolas. Neste momento, a área da Saúde diz que todos os alunos podem ser atendidos todos os dias”, disse Padula. As escolas terão mais de 10 dias para se adaptarem, assim como para o contato e orientações às famílias.

Apesar da participação nas atividades presenciais ainda estar a critério dos pais e responsáveis, ainda é necessária a assinatura no termo de responsabilidade e no comprometimento para a retirada das atividades e participação nas aulas remotas.

Escolas estão abertas desde fevereiro
Na rede municipal, as unidades foram reabertas em 15 de fevereiro, com limite de capacidade de até 35% dos estudantes, em formato de rodízio. Para a Educação Infantil (CEIs, CEMEIs e EMEIs) também havia o limite de até 35%, porém sem rodízio.

Em 17 de março, por conta da piora da pandemia na cidade de São Paulo, a SME adiantou o recesso do mês de julho. As atividades foram retomadas em 12 de abril, ainda com até 35% dos estudantes, em formato de rodízio.

Em 8 de setembro, os Centros de Educação Infantil retomaram o atendimento de 100% das crianças, sem rodízio, também sem a obrigatoriedade de presença.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

bebês sentados em uma mesa de refeição

CEI Jardim Santa Tereza resgata história de funcionários e promove almoços culturais temáticos

Publicado em: 30/11/2021 12h25 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia de professor escrevendo em lousa escolar

Prefeitura de SP abre cadastro para professores de Educação Infantil, Fundamental e Médio

Publicado em: 29/11/2021 5h38 - em Secretaria Municipal de Educação

Imagem mostra um celular sendo segurado por uma pessoa e outra mostrando um cubo ao fundo. Abaixo, um fundo verde e bege com o texto

SME realiza 2ª Semana de Tecnologias com palestras e oficinas

Publicado em: 29/11/2021 4h44 - em SME/NTC/NEER

Banner Dezembro Migrante

Dezembro Migrante contará com lives formativas para educadores

Publicado em: 29/11/2021 2h43 - em Secretaria Municipal de Educação

fotografia da cantora Monica Salmaso usando chapéu de caipira

Estudantes e educadores são convidados a participar de workshop online com a cantora Mônica Salmaso

Publicado em: 29/11/2021 11h59 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 4 1.212