Notícias

Prefeitura de SP anuncia fim de rodízio para os estudantes da rede municipal a partir do dia 25 de outubro

Presença dos alunos, no entanto, segue facultativa; medida foi autorizada pelos órgãos de saúde e protocolos como o uso de máscara e álcool em gel continuam

Publicado em: 14/10/2021 16h29 | Atualizado em: 15/10/2021
Imagem mostra em primeiro plano um aluno usando moletom preto e cinza, com máscara azul. À sua frente, um caderno e um estojo vermelho. Ao fundo, outros alunos também aparecem escrevendo em cadernos

Presença dos alunos segue facultativa; medida foi autorizada pelos órgãos de saúde e protocolos como o uso de máscara e álcool em gel continuam (Foto: Ana Karla Muner)

O Prefeito Ricardo Nunes e o secretário municipal de Educação Fernando Padula anunciaram, nesta quinta-feira (14), o fim do rodízio entre os alunos no atendimento presencial nas escolas da rede municipal. A medida foi baseada nas orientações dos órgãos de saúde e passa a valer a partir do dia 25 de outubro. Agora, as unidades de Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio poderão receber 100% dos alunos sem a necessidade de distanciamento.

A frequência nas atividades presenciais, segue facultativa às famílias, de acordo com a lei 17.437, de 12 de agosto de 2020. “Desde o início nós seguimos as orientações da saúde e da vigilância sanitária, tanto para o fechamento quanto reabertura das escolas. Neste momento, a área da Saúde diz que todos os alunos podem ser atendidos todos os dias”, disse Padula. As escolas terão mais de 10 dias para se adaptarem, assim como para o contato e orientações às famílias.

Apesar da participação nas atividades presenciais ainda estar a critério dos pais e responsáveis, ainda é necessária a assinatura no termo de responsabilidade e no comprometimento para a retirada das atividades e participação nas aulas remotas.

Escolas estão abertas desde fevereiro
Na rede municipal, as unidades foram reabertas em 15 de fevereiro, com limite de capacidade de até 35% dos estudantes, em formato de rodízio. Para a Educação Infantil (CEIs, CEMEIs e EMEIs) também havia o limite de até 35%, porém sem rodízio.

Em 17 de março, por conta da piora da pandemia na cidade de São Paulo, a SME adiantou o recesso do mês de julho. As atividades foram retomadas em 12 de abril, ainda com até 35% dos estudantes, em formato de rodízio.

Em 8 de setembro, os Centros de Educação Infantil retomaram o atendimento de 100% das crianças, sem rodízio, também sem a obrigatoriedade de presença.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Um professor segura o braço de uma estudante que sobe em uma corda. Ao fundo, uma floresta e um rio.

Estudantes da Rede Municipal visitam Polo de Ecoturismo de São Paulo

Publicado em: 18/04/2024 6h16 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia mostra seis pessoas sentadas em uma bancada vermelha, atrás deles se lê

Secretaria Municipal de Educação promove encontro formativo para educadores sobre proteção escolar

Publicado em: 18/04/2024 3h16 - em Secretaria Municipal de Educação

Uma criança com uniforme da prefeitura toca em um tablet em cima de uma mesa

Estudantes da Rede Municipal de Ensino ganham recurso para aprender Matemática

Publicado em: 18/04/2024 2h07 - em Secretaria Municipal de Educação

Foto de estudante usando notebook da escola.
Fotografia mostra duas mãos pegando pedrinhas coloridas que formam um coração cheio de predas nas cores amarela, vermelha e azul.
1 2 3 1.440