Notícias

Jornal do Gregório: exercício da democracia na periferia

Imprensa Jovem da EMEF Padre Gregório Westrupp desenvolve telejornal sobre literatura marginal

Publicado em: 20/07/2016 14h31 | Atualizado em: 30/11/2020

jornal_gregorio_ij_740_x_430.jpg

Matéria redigida por Valéria Mota e Nilton Serra, professores orientadores do “JG – Jornal do Gregório”

Vídeo produzido pela equipe de Imprensa Jovem da EMEF Padre Gregório Westrupp

A prática democrática não se dá apenas no voto, mas também na participação e no uso que os cidadãos fazem de tudo que compõe a sociedade. Neste sentido, a utilização igualitária da informação é um elemento fundamental no processo de construção da democracia. Uma sociedade justa é aquela em que os meios de comunicação estão democratizados, seja pela compreensão sobre eles, seja pelo uso que se faz deles, seja a informação diversificada que chega a todos.

A Internet, esse território libertário nascido do pensamento juvenil da década de 1970, contribui muito para que a democratização atinja os meios de comunicação e aprimore a democracia. Informação é poder! Quem a detém, adquire poder sobre o outro. Empoderar o indivíduo significa também fazer com que a informação circule entre todos os cidadãos.

Fazer um telejornal na periferia com crianças e jovens? Há alguns anos, propostas como essa seria motivo de piada. Com o desenvolvimento da rede mundial de computadores, das redes sociais virtuais e da tecnologia acessível aos mais carentes, a piada torna-se realidade. Um celular e um computador conectado à Internet, sob orientação de profissionais engajados com a democracia, faz com que os envolvidos percebam e se apropriem da prática dos meios de comunicação de massa: a pauta, a seleção de informações, a edição etc. Isso é tomar consciência da construção da informação e, por consequência, um exercício de democracia.

2016 é ano de Bienal do Livro de São Paulo e o Núcleo de Educomunicação da Secretaria Municipal de Educação de São Paulo propôs que fizéssemos um trabalho dentro do Imprensa Jovem sobre Literatura Marginal. O resultado deveria ser apresentado como um telejornal. O desafio, por nossa escola, EMEF Padre Gregório Westrupp, foi aceito. Junto com os alunos, estudamos os conceitos no curso online de Telejornalismo oferecido pela SME, analisamos alguns autores e elaboramos quais seriam os passos e quem seriam os profissionais a serem entrevistados.

A pauta, o roteiro e todas as etapas de um telejornal foram sendo elaboradas pelos alunos com e sob orientação dos professores envolvidos. Conhecer os escritores que vivem e falam da periferia sendo morador do mesmo território à margem dos centros urbanos é se apropriar de uma voz para iluminar, conscientizar-se e “desalienar” da dura e famigerada realidade opressora e destruidora em que são submetidos desde que nasceram.

O JG / Jornal do Gregório na sua primeira edição, sobre Literatura Marginal, é apenas um passo na vida das pessoas envolvidas, mas é um passo significativo quando observamos a importância do contexto social em que se insere, a história dos envolvidos e o momento da nossa história nacional. Eis no YouTube o resultado prático da proposta. Suas consequências são imensuráveis.

Esperamos que esta seja a primeira de muitas edições, pois o povo tem fome e quando sentir o sabor forte da democracia, não abrirá mais mão de sentar-se à mesa do banquete. Dividamos o pão!

Veja o vídeo produzido pela equipe de Imprensa Jovem da EMEF Padre Gregório Westrupp:

Notícias Mais Recentes

1 2 3 4 1.201