Notícias

IV Semana de Literatura no CEU Cantos do Amanhecer começa nesta terça-feira

Abertura do evento foi marcada por reinauguração da Sala de Leitura; programação vai até o dia 2 de setembro

Publicado em: 30/08/2022 14h34 | Atualizado em: 30/08/2022
30 pessoas estão sentadas na Sala de Leitura, eles estão em uma arquibancada com duas fileiras, dentre elas, 4 pessoas estão sentadas a frente no chão.

A Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) do Centro Educacional Unificado (CEU) Cantos do Amanhecer, na zona Sul de São Paulo, promove a IV Semana de Literatura a partir desta terça-feira (30). A abertura, nesta manhã, foi marcada pela reinauguração e nomeação da Sala de Leitura Dona Edite Marques da Silva, uma divulgadora de poesia conhecida da comunidade que perdeu a visão e se redescobriu através da arte.

A Semana da Literatura é uma das práticas didáticas para fomento à leitura que ocorre na unidade. Esta edição ocorre até o dia 2 de setembro com ações ocupando todo o espaço do CEU. A organização é feita pelos professores Orientadores de Sala de Leitura, Mirian de Souza Amorim e Gustavo de almeida Galbes, com apoio de toda a equipe escolar. 

Nesta terça, as turmas dos 8º e 9º anos receberam a Dona Edite para a nomeação da Sala de Leitura, e assistiram ao documentário “O Olhar de Edite”. Depois alguns estudantes organizaram um mini sarau, onde prestaram suas homenagens à patronesse. Ela recitou uma poesia como agradecimento.

Durante a semana, as atividades irão trabalhar com diferentes linguagens como poesia, prosa, Histórias em Quadrinhos (HQ), Graffiti e cinema; variando o cronograma entre bate-papo, debate, projeção de documentário,  oficina de escrita, oficina de graffiti, contação,  sarau, palestra, apresentação musical, entre outras ações, além de trabalhos de estudantes.

Neste ano, pela primeira vez, o Centro de Educação Infantil (CEI) e a Escola Municipal de Educação Infantil (EMEI) do CEU também participam. Duas turmas por unidade irão até a Sala de Leitura onde será apresentada uma contação de histórias. Além de terem o contato com a literatura, será possível que as crianças que estão no último ano da EMEI, conheçam a EMEF, onde irão estudar no próximo ano. 

“A semana visa ampliar o gosto pela leitura, mostrar que tem bons autores vivos e que a literatura está viva. Queremos ressaltar que o entretenimento não está só na internet, está nos livros também”, afirmou o professor de Língua Portuguesa Fábio Roberto Barreto. 

 

Cronograma de atividades

Fotografia mostra crianças sentadas na Sala de Leitura, elas estão sentadas uma parte na arquibancada e outra no chão sob almofadas. No centra há uma mulher sentada em uma cadeira segurando um microfone.

Turma participando de contação de histórias.

Foram convidados 23 artistas para as apresentações das atividades como o poeta e cineasta Daniel Fagundes, diretor do documentário “O olhar de Edite”, que conta a história da patronesse da Sala de Leitura; Kione Ayo, quadrinista e ilustradora; Thiago Peixoto, poeta, slammer, editor e educador; a autora Elaine Lacerda, que escreveu o livro “Dora”; entre outros.

Cada turma irá participar de, no mínimo, duas atividades, onde terão contato com os artistas e poderão conversar e tirar dúvidas. Toda a ação foi organizada procurando não alterar a rotina escolar. Os estudantes terão aula normalmente, vão para a atividade seguindo o cronograma e voltam para a sala de aula.

A estudante Sarah Oliveira Vanderlei, do 9° ano A, relata que participa da Semana Literária desde a sua primeira edição e está ansiosa por esta. “É interessante a gente conhecer autores e livros novos. Estou ansiosa pela Semana, principalmente para ver os slammers”, disse.  

A EMEF já possuía Sala de Leitura, porém ela passou por uma reforma, a fim de deixar o ambiente mais acolhedor aos estudantes. O professor Fábio comentou que um espaço mais aconchegante e bonito chama a atenção dos estudantes, sendo uma forma de aproximá-los dos livros. 

Agora a Sala de Leitura ganhou uma patronesse, a Dona Edite Marques da Silva. Os estudantes ainda não conheciam o ambiente, o primeiro contato aconteceu nesta terça-feira, na reinauguração, eles estavam ansiosos para ver o resultado da reforma.

“Eu sempre falo para eles, leiam e escrevam, o que já passou e o que está acontecendo agora. A Sala de Leitura entra como um carro chefe para estimular eles a isso, para fomentar a leitura”, foi o conselho que o professor Fábio deixou para os estudantes.

Dona Edite

Mulher está em pé no centro da foto segurando um microfone. Ao fundo há uma estante aberta com diversos livros expostos. No canto esquerdo há uma cadeira e no direito um puff.

Dona Edite na reinauguração da Sala de Leitura.

Dona Edite Marques da Silva, patronesse da Sala de Leitura, é uma fomentadora e divulgadora de poesia, ela mora no bairro Piraporinha, zona sul de São Paulo. Quando tinha 39 anos, Dona Edite perdeu completamente a visão e se redescobriu através da arte, ela decora os poemas e os recita.

Atualmente a patronesse tem 79 anos e é uma parceira do CEU Cantos do Amanhecer, já foi até lá diversas vezes recitar suas poesias, falar sobre racismo, machismo, etc. Embora a artista não tenha uma publicação autoral, é considerada uma fomentadora e divulgadora da poesia e literatura. “Estas Mãos”, de Cora Coralina, foi o primeiro poema que Dona Edite aprendeu de cor após perder a visão.

Alguns estudantes organizaram um mini sarau, com homenagens a Dona Edite, ele aconteceu na Sala de Leitura e no final, a mesma recitou um poema. Eles já possuem um conhecimento sobre a artista, os professores vêm trabalhando-a nas aulas. 

“Dona Edite é uma mulher que revela, através de sua história de vida, ser guerreira e forte. Mesmo sem enxergar ela declama poemas e mostra que mesmo com problemas conseguimos fazer o que gostamos, só precisamos ter força de vontade”, contou a estudante Sabrina Oliveira, do 9º ano C.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

CEUs da DRE Ipiranga

CEUs da DRE Ipiranga

Publicado em: 22/10/2015 11h18 - em Diretoria Regional de Educação Ipiranga

CEUs da DRE Capela do Socorro

CEUs da DRE Capela do Socorro

Publicado em: 22/10/2015 11h16 - em Diretoria Regional de Educação Capela do Socorro

Visita ao Departamento de Alimentação Escolar e escola pública na cidade de Montevidéu no Uruguai
Secretaria Municipal de Educação e APAE criam novos núcleos de atendimento em Educação Especial na cidade

Secretaria Municipal de Educação e APAE criam novos núcleos de atendimento em Educação Especial na cidade

Publicado em: 22/10/2015 9h48 - em Diretoria Regional de Educação Campo Limpo

Consulta Pública: Plano de Ação para a regulamentação da Alimentação Orgânica na Rede Municipal de Ensino
1 1.384 1.385 1.386 1.387 1.388 1.409