Notícias

EMEF Imperatriz Leopoldina forma ritmistas com ‘batucada’

Projeto ajuda a desenvolver habilidades como confiança, concentração e memorização dos estudantes

Publicado em: 25/11/2022 10h00 | Atualizado em: 24/11/2022
Fotografia de grupo de estudante tocando instrumentos de percussão

O projeto “Batucada da Imperatriz” da EMEF Imperatriz Leopoldina, localizada no Jardim Cidade Pirituba, tem o intuito de envolver e formar estudantes como ritmistas de uma bateria mirim, assim como de uma escola de samba. Atualmente, a Batucada conta com a participação de mais de 40 alunos, que têm aulas de quarta-feira e quinta-feira das 12h às 13h30. Há aulas extras quando necessário para os ensaios de apresentações.

Com as aulas são desenvolvidas entre os estudantes habilidades como confiança, concentração e memorização. O projeto é idealizado pelo professor de geografia Márcio Antônio da Silva.

Inicialmente os alunos têm o contato com os instrumentos que compõem uma bateria, conhecendo a função de cada um deles. Em seguida, eles aprendem a tocar cada um deles, assim como as intervenções no meio do samba, a famosa “paradinha”.

Os alunos participantes têm a liberdade de escolher o instrumento que mais se adaptou ou gostou para poder tocar nas apresentações da “Batucada da Imperatriz”. A última apresentação ocorreu na EMEF Jardim da Conquista para a Semana Marielle Franco, evento que teve o intuito de promover a visibilidade para a consciência negra e ancestralidade.

A gestão da escola também apoia o projeto. Recentemente foi usado os recursos financeiros do PTRF para a compra de camisas para os alunos participantes utilizarem nas apresentações.

Batucada - Fotografia de grupo de estudante tocando instrumentos de percussão

Notícias Mais Recentes

1 2 3 4 5 1.441