Notícias

Educação do futuro e o espaço da mulher na tecnologia

Matéria produzida pela equipe de Imprensa Jovem da EMEF Prof.º Roberto Mange

Publicado em: 05/02/2018 17h16 | Atualizado em: 30/11/2020

Educa_futuro_mulher_tecnologia_740_x_430.jpg
Matéria produzida pela equipe de Imprensa Jovem da EMEF Prof.º Roberto Mange

Na 11ª edição da Campus Party Brasil, realizada no Pavilhão do Anhembi, em São Paulo, os assuntos foram as promessas para o futuro (não tão distante quanto imaginamos).

Há poucos anos, não se ouvia falar em transações e dinheiro 100% digital na web, por exemplo. As criptomoedas estão aí, revolucionando o mercado financeiro! E os games não faltaram (e nunca faltam) durante nossa cobertura. A Academia Gamer mostrou, dos mais leigos aos mais entendidos no assunto, a projeção do futuro desse mercado que atinge principalmente os herdeiros do futuro: jovens. Existem games que vão entrando cada vez nas mais diferentes áreas com o intuito de auxiliar e multiplicar resultados positivos. Uma delas é a educação, que foi um dos temas principal do evento “A Educação do Futuro”.

A iniciativa visa mostrar que a tecnologia não é mais aquele universo restrito apenas a pesquisadores e cientistas como há décadas atrás. Com workshops, palestras e oficinas, mostra-se que está mais fácil o acesso a informação e manuseio das tecnologias.

Cada vez mais, qualquer um pode ter sua pequena cria tecnológica para chamar de “sua”. Para todos e para todas. Na parte social, pudemos ver a discussão e a luta pela igualdade de gênero também na área de tecnologia.

O projeto Women Dev Summit é uma das iniciativas que batalham para mostrar a todos que há espaço para mulheres e que o lugar dela é onde ela quiser. Nossas repórteres bateram um papo com as idealizadoras do projeto e participaram de um workshop de programação voltado especialmente para as meninas.

Uma das organizadoras do projeto, a programadora Cristina Luz, 25 anos, deu dicas às repórteres. “Meninas, sejam curiosas, experimentem o máximo de ferramentas possíveis, busquem acesso às diversas plataformas, tentem aprender os códigos de programação que têm aventura, brinquem de videogame, aproveitem ao máximo as tecnologias, sejam as mais curiosas possíveis. Pode parecer difícil, mas se joguem que vai dando certo”, aconselhou Cristina.

Encontramos mulheres empoderadas mostrando que lugar de mulher é na Campus Party, é na tecnologia, é em todo lugar, onde as meninas quiserem. A tecnologia está em expansão, igual o nosso universo. Muitas coisas já foram criadas, estão sendo criadas e ainda vão ser criadas. Passado, presente e… futuro estão nas mãos dos garotos e das garotas também.

Pudemos ver que esse futuro está sendo criado em cima daquelas mesas nos workshops e também está aí com você, dentro da sua mente.

Quem sabe você aí, garota, não tem uma ideia que possa revolucionar o mundo?

O futuro é agora, basta olhar para frente.

Por Amanda Lúcia, Erik Santos, Gabriel Dias, Katry Albuquerque, Pollyana Alves e Vilma Nardes – EMEF Prof.º Roberto Mange – DRE Butantã

Educa_futuro_mulher_tecnologia_740_x_430_2.jpg

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Fotografia da fachada do CEU Paraisópolis, onde mostra um prédio redondo e outro retangular na lateral, com faixas coloridas na frente.

CEU Paraisópolis promove evento com atividades gratuitas para toda a família

Publicado em: 23/11/2022 2h42 - em Secretaria Municipal de Educação

Estudante de Educação de Jovens e Adultos Eja

Escolas municipais de SP recebem matrículas de estudantes da EJA para 2023

Publicado em: 21/11/2022 5h10 - em Secretaria Municipal de Educação

Fragmento da capa das Orientações Curriculares Povos Afro Brasileiros
Arte com duas meninas negras em frente a uma estampa étnica, na parte superior o texto
Fotografia de três crianças negras. Dois meninos e uma menina, todos olham para a lente da câmera fotográfica.

CEUs promovem concursos para celebrar o Dia da Consciência Negra

Publicado em: 18/11/2022 5h43 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 4 5 6 1.300