Notícias

Discutindo relações étnico-raciais sob o olhar da literatura infanto-juvenil

Encontro contribuiu para exercitar a reflexão sobre a ação docente no aprimoramento da prática pedagógica.

Publicado em: 10/11/2017 17h15 | Atualizado em: 30/11/2020
etnico_raciais_infanto_juvenil_740_x_430.jpg

No último dia 8 de novembro, a Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Professor Luiz David Sobrinho, da Diretoria Regional de Educação Pirituba/Jaraguá, recebeu a visita da Professora Mestranda do curso Educação e Currículo da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUCSP), Luciene Silva, atuando também como Professora Orientadora da Sala de Leitura (POSL) na EMEF Jairo de Almeida, da mesma diretoria.

Luciene, é especialista em História e Cultura Africana e Afro Brasileira, foi conversar com os professores sobre cultura Afro e o uso da literatura infanto-juvenil para apoiar a discussão das relações étnico-raciais. Ela elogiou o Leituraço – projeto desenvolvido pela Secretaria Municipal de Educação (SME) de São Paulo desde 2014, busca estimular a leitura de autores e histórias da cultura africana e afro-brasileira – por ser capaz de mobilizar toda a comunidade escolar na discussão de um tema. “O Leituraço é meu objeto de pesquisa do mestrado”, revelou Luciene.

Durante a formação, Luciene apresentou aos professores algumas sugestões de leituras, com destaque para os livros Black Power de Tayo de Kiusam de Oliveira, Luana, A Menina Que Viu O Brasil Neném – Oswaldo Faustino, Arthur Garcia e Aroldo Macedo e O Mundo Começa na Cabeça, de Prisca Agustoni e Tati Móes. “Atualmente o currículo que assume compromisso com as questões das relações étnico-raciais está atendendo a exigência de formar cidadãos sadios em suas construções psicossociais. Essas questões são de interesse de brancos e negros que compõem a sociedade e devem conviver com respeito, empatia”, afirmou Luciene.

O diretor da unidade, Fábio Rogério Nepomuceno, explicou que o Projeto Especial de Ação (PEA) da escola, durante esse ano de 2017, tem como tema Multiculturalismo e Diversidade, continuando estudos iniciados em 2016 com organização das coordenadoras pedagógicas Rosana da Costa e Juliana Quintino. “Sempre que possível, buscamos estabelecer diálogos com outros grupos e ampliar as discussões convidando colegas educadores de outras escolas e outros espaços educativos para fazerem apresentações informais e conversas sobre temas relevantes relacionados ao tema”, explicou Fábio.

Entre os convidados estiveram a ativista social Francine Flor, com a apresentação do Projeto Januárias na Janela e falou sobre feminismo, a professora, psicóloga e mediadora Hilda Rodrigues falando sobre o problema de automutilação que aflige alguns adolescentes, a professora Leonor Antunes, integrante do Centro de Formação e Acompanhamento á Inclusão (CEFAI), falou em dois encontros sobre as diversas necessidades especiais e propostas de intervenção pedagógica.

Em outras oportunidades foram abordados temas como interdisciplinaridade, oficina de jogos colaborativos e identidades. “Também tivemos a oportunidade de visitar as escolas vizinhas, EMEI Fernando de Azevedo e CEI Jardim Panamericano, para tentar começar a fazer um currículo integrado, como proposto pela Secretaria Municipal de Educação”, explicou Nepomuceno. “A participação da professora Luciene espalhou algumas sementes de referência para ajudar os colegas professores a discutirem o preconceito, a aceitação e a importância da diversidade étnico-racial, religiosa e de gênero na escola”, concluiu.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

fotografia de professora atendendo um garoto em sua mesa. Todos usam máscara facial.

Educação tem autorização para abrir novo concurso público

Publicado em: 19/11/2021 2h31 - em Secretaria Municipal de Educação

Imagem com temática africana com o texto EXPO Internacional Dia da Consciência negra São Paulo - 2021
foto de cartaz com poesia sendo colado na parede por duas pessoas

Estudantes da zona Sul da capital espalham poesias pelos corredores da escola

Publicado em: 18/11/2021 10h20 - em Secretaria Municipal de Educação

Imagem mostra uma menina em uma sala de aula com a parede amarela ao fundo. Ela usa uma máscara azul, camiseta branca com a logomarca da Prefeitura de São Paulo. Está olhando e sorrindo para a câmera.

Rede Municipal de São Paulo abre período de matrículas e rematrículas

Publicado em: 17/11/2021 3h12 - em Secretaria Municipal de Educação

2 encontro municipal de grêmios estudantis 2021

II Encontro Municipal dos Grêmios Estudantis ocorre nos dias 22 e 26 de novembro

Publicado em: 17/11/2021 12h01 - em Secretaria Municipal de Educação

1 3 4 5 6 7 1.211