Notícias

DAE participa de Encontro Internacional na França sobre Segurança Alimentar e Nutricional

A Secretaria Municipal de Educação esteve presente no encontro para compartilhar experiências e conhecer novos projetos

Publicado em: 10/12/2015 11h00 | Atualizado em: 30/11/2020
Imagem p noticia motpellier.jpg

Entre os dias 16 a 18 de novembro, o Departamento de Alimentação Escolar (DAE) participou, junto com a Secretaria Municipal do Desenvolvimento, Trabalho e Emprego, e a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano, do Encontro Internacional de Politicas Urbanas de Alimentação em Montpellier, na França. O objetivo foi à troca de experiências em politicas publicas voltada para o tema Segurança Alimentar e Nutricional (SAN).

Participaram do evento diversas cidades, que foram selecionadas a partir do envio de trabalhos, nos quais cada um descrevia a sua experiência dentro do tema principal. A otimização logística da alimentação escolar e o desenvolvimento rural e urbano no Município de São Paulo foram as duas experiências apresentadas pela Prefeitura de São Paulo.
No primeiro dia de evento, os representantes das secretarias, Luiz Henrique Bambini, Leandro Cuerbas e Anna Kaiser, visitaram o mercado atacadista de Montpellier, onde observaram uma estrutura organizacional diferente da praticada em São Paulo. “Diferente da nossa realidade, o mercado, além de ter menor dimensão, possui uma lógica comercial muito mais solidária, onde tanto agricultores como comerciantes são atores na definição dos preços. Isso permite um comércio mais justo e sustentável, fatores fundamentais à manutenção da SAN”, comentou Luiz Bambini, assessor do DAE.
A gestão do espaço é realizada por uma associação de agricultores e vendedores de alimentos, permitindo uma maior fiscalização das atividades. A prefeitura de Montpellier tem ação fundamental nesta gestão compartilhada, já que atua como incentivadora e fomentadora das atividades ali realizadas. “Visitamos a instalação de uma estrutura de processamento de alimentos, que realiza a o fracionamento, higienização, embalagem, refrigeração e etecetera, facilitando o consumo e visando à agregação de valor aos alimentos locais”, disse Luiz.
No segundo dia ocorreu a apresentação do DAE, representado pelo assessor Luiz Henrique Bambini, que discorreu sobre a redução do desperdício de alimentos e economia de recursos ao falar sobre o processo de repadronização de alguns gêneros alimentícios fornecidos na alimentação escolar municipal.
O terceiro e último dia foi caracterizado pela discussão coletiva de todos os temas apresentados. Pode se conhecer um pouco de cada projeto, como os restaurantes populares de Curitiba, as hortas comunitárias para abastecer e combater à fome local em Dakar, as hortas escolares em Quito e os alimentos advindos da agricultura local em Medellín e Colombo, no Sri Lanka.
“A interação realizada com mais de dez cidades ao redor do mundo, acerca de um tema tão importante como SAN, proporciona ao Município de São Paulo a possibilidade de rever alguns procederes acerca do assunto, e assim otimizar a sua atuação neste sentido. Manter-se atualizado é fundamental à pauta de alimentação em desenvolvimento em São Paulo”, finalizou o assessor Luiz Henrique Bambini.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Logomarca da Semana Do Brincar - data de 21 e 28 de maio

Programação da Semana Municipal do Brincar começa neste sábado (21)

Publicado em: 18/05/2022 6h58 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia aérea de um grupo de pessoas sentados na grama no CECI Tenondé Porã.

Indígenas do CECI Tenondé Porã aprendem técnicas de primeiros socorros

Publicado em: 18/05/2022 5h59 - em Secretaria Municipal de Educação

Arte com o texto

JAM Virtual 2022: evento desafia estudantes e professores a criarem protótipos de robôs

Publicado em: 18/05/2022 12h32 - em Secretaria Municipal de Educação

Grupo de homens idosos em uma quadra poliesportiva

CEUs se classificam para etapa regional do Jogos Estaduais da Melhor Idade

Publicado em: 17/05/2022 11h38 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia de uma sala de aula onde os estudantes estão em grupo ao redor de suas mesas e fazem atividades com materiais reciclados como garrafas pet, tampinhas, papeis, entre outros.

Estudantes transformam recicláveis em brinquedos e aprendem sobre sustentabilidade 

Publicado em: 17/05/2022 10h00 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 1.238