Notícias

Coletiva de Imprensa Jovem discute impactos da alimentação na escola e na sociedade

Durante evento do Seminário Educação Além do Prato alunos questionam especialistas em alimentação

Publicado em: 08/11/2016 16h16 | Atualizado em: 30/11/2020

Seminario12.png

O Seminário Educação Além do Prato foi registrado pela Imprensa Jovem da Secretaria Municipal de Educação (SME). Cerca de 80 jovens comunicadores das EMEFs Aclamado (DRE São Mateus), Altino Arantes e Duque de Caxias (ambas da DRE Ipiranga), Jardim Fontalis e General Júlio Marcondes Salgado (ambas da DRE Jaçanã-Tremembé) participaram da coletiva de imprensa do Seminário. Mediados pelo ex-aluno da Imprensa Jovem Cícero Ivanilson e pela estudante Lorena Miranda Lopes, da EMEF Júlio Marcondes Salgado, os estudantes entrevistaram a chef Paola Carosella, o agricultor familiar Rafael Grothe, a diretora assistente do Centro de Excelência contra a Fome Mariana Rocha e o estudante Wallace Henrique Santos.

Wallace contou sobre sua participação no projeto de intercâmbio de informações sobre alimentação escolar entre países chamado “Além da Rio +20”. Com a participação de estudantes tanzanianos, italianos e brasileiros, o projeto envolveu o debate e a busca de soluções para dois problemas de saúde contemporâneos relacionados à alimentação: a obesidade e o desperdício.

Paola falou sobre a importância de se criar um vínculo afetivo com a alimentação e elogiou iniciativas como a implantação de hortas escolares das hortas escolares como ferramenta importante nesse processo. “Nossa relação com os alimentos depende de como eles nos são apresentados. Sabemos como são cultivados? Conhecemos as pessoas que preparam a alimentação?”. Ela enfatizou, ainda, a importância de se estreitar a relação entre a agricultura familiar local e a alimentação escolar. “Por que o trigo está presente na alimentação escolar, mas a mandioca não, se o trigo não é brasileiro? É importante pensarmos nisso”, questionou.

Quando questionado por um aluno sobre a introdução de alimentos orgânicos na nossa alimentação, Rafael Grothe, chamou atenção aos hábitos de consumo da população. “As pessoas costumam buscar sempre as frutas maiores e mais bonitas. Mas esses produtos grandes muitas vezes são os que mais receberam agrotóxicos”, afirmou.

Já Mariana apresentou dados sobre a fome no mundo e a importância de se ter uma alimentação escolar saudável. “O Brasil já tem uma preocupação cada vez maior de pôr alimentos saudáveis nas escolas e também está ligando a alimentação escolar com a agricultura familiar”, relatou Mariana. “Muitos países querem aprender conosco e por isso criamos o Centro de Excelência”, explicou.

Confira a íntegra da Coletiva aqui.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Imagem mostra três meninos brincando em um brinquedo inflável e sendo molhados por um jato de água.
Estudante é vacinada em escola municipal

Saúde inicia vacinação de adolescentes em escolas da rede pública de SP

Publicado em: 25/11/2021 5h23 - em Secretaria Municipal de Educação

Estudantes e professores em atividade na EMEF Amorim Lima

Estudantes da EMEF Amorim Lima realizam exposição sobre poluição luminosa

Publicado em: 24/11/2021 4h32 - em Secretaria Municipal de Educação

Professora de ensino fundamental em sala de aula

SME vai contratar 6.889 professores para diversas funções

Publicado em: 24/11/2021 2h15 - em Secretaria Municipal de Educação

banner de divulgação da VI Jornada Pedagógica

Profissionais da Educação Infantil participam da VI Jornada Pedagógica

Publicado em: 24/11/2021 11h39 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 1.210