Notícias

Alunos são convidados a debater imigração e direitos humanos em aula aberta no CIEJA Iguatemi

Ação visa incentivar o respeito às diversas culturas e o acolhimento de alunos imigrantes

Publicado em: 25/06/2019 16h54 | Atualizado em: 30/11/2020

ejaiguatemiprincipal_740x430.jpg

No dia 19 de junho de 2019, no Centro Integrado de Educação de Jovens e Adultos (CIEJA) Iguatemi, da Diretoria Regional de Educação (DRE) São Mateus, ocorreu uma aula aberta que teve como tema principal as Imigrações atuais no Brasil. Esta aula foi o encerramento de mais uma etapa de projeto “Direitos Humanos: direito, liberdade e a igualdade da unidade”, realizado pela unidade desde 2018.

A Assistente Pedagógica Educacional da unidade, Shirlei Aparecida da Penha Ribeiro, explicou que, para o ano de 2019, a meta é o estudo amplo sobre Direitos Humanos, em atendimento a Resolução nº 1, de 30 de maio de 2012 e a agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável e Educação para Cultura de Paz. “É papel da escola priorizar estratégias de ensino que encaminhem os educandos para a transformação social, através do incentivo e respeito à dignidade humana, do reconhecimento e valorização das diferenças e das diversidades, igualdade de direitos, laicidade e sustentabilidade socioambiental”, afirmou.

ejaiguatemi_740x430.jpg

Para a realização deste projeto, foi realizada uma parceria com a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC) que enviou um formador para realizar palestra sobre o direito ao trabalho e também colaborou na formação dos professores, com temas de valorização a diversidade (LGBTI, Étnico-racial, Migrantes) garantindo espaço de reflexões e discussões a respeito de Direitos Humanos.

“Nosso planejamento, que foi elaborado coletivamente, se voltou para o fortalecimento das práticas docentes, com o objetivo de oportunizar aos alunos a aquisição de conhecimentos sobre direitos humanos, sobretudo aqueles que tocam no tema imigração, já que a escola precisa se preparar para receber estes alunos”, explicou a Coordenadora Geral, Luciene Elaine Xavier da Silva.

Foram realizadas ações pedagógicas que ajudaram no aprendizado como, por exemplo, a visita ao Museu da Imigração, que já foi sede da extinta Hospedaria dos Imigrantes que chegavam na cidade de São Paulo, localizada no bairro da Mooca, passeio que foi utilizado para refletir sobre a segregação, o preconceito e a xenofobia presentes no contexto escolar, com o objetivo de superar esses problemas.

Na aula aberta, o Professor de Geografia, Aluísio Ribeiro fez um breve passeio pela história relatando o processo imigratório no Brasil desde a chegada dos indígenas, passando pelos imigrantes portugueses e africanos. “De acordo com o Artigo 13 da Declaração Universal dos Direitos Humanos, toda pessoa tem o direito de circular livremente e escolher a sua residência no interior de um Estado, de abandonar o país em que se encontra, incluindo o seu, e o direito de regressar ao seu país de origem”, declarou o professor, incentivando o respeito às diversas culturas e o acolhimento, visto que, unidade há alunos bolivianos e haitianos matriculados.

ejaiguatemi2_740x430.jpg

Dia do imigrante – No Brasil o dia do imigrante é comemorado em 25 de junho, no Brasil. A data foi criada como uma forma de homenagear estas pessoas que deixaram seus países de origem, muitos fugindo de guerras ou desastres naturais, deixando pra trás amigos e família em busca de melhores condições de vida.

Nas unidades da Secretaria Municipal de Educação existem ao todo 5.542 alunos estrangeiros de diversas nacionalidades, porém, o maio número é de bolivianos, com 2756, seguido de haitianos e angolanos, com 1115 e 338 alunos, respectivamente. Entre os servidores, há o total de 57 profissionais estrangeiros atuando nas diversas instâncias.

No âmbito da Secretaria Municipal de Educação, é o Núcleo de Educação Étnico-Racial, coordenado por Vera Lucia Benedito, o responsável por promover a formação dos docentes, além de desenvolver ações e projetos para a prevenção e o contate à xenofobia, discriminação e ao preconceito. Entre estas ações destacamos o III Seminário Junho Imigrante e o Seminário Internacional Imigração e Educação, ambos previstos para acontecer ainda no segundo semestre de 2019 e o curso “Portas Abertas: Português para Imigrantes”, oferecido aos professores da Rede, que foi realizado no início do ano letivo.

Origem do Dia do Imigrante – Esta data foi escolhida por ser o fim das celebrações da semana da Imigração Japonesa e foi instituída pelo Decreto nº 30.128, de 14 de novembro de 1957, emitido pela Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (ALESP).

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Fotografia de uma réplica de uma pirâmide, mostrando um cartaz e um quadro.
Imagem aérea da empena de um Grafite com 128 metros quadrados no CEU Heliopolis

CEU Heliópolis ganha grafite de 128 m² que muda paisagem do bairro

Publicado em: 19/05/2022 12h30 - em Secretaria Municipal de Educação

Arte com a capa do documentário ‘Educação Presente para o Futuro’.
Logomarca da Semana Do Brincar - data de 21 e 28 de maio

Programação da Semana Municipal do Brincar começa neste sábado (21)

Publicado em: 18/05/2022 6h58 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia aérea de um grupo de pessoas sentados na grama no CECI Tenondé Porã.

Indígenas do CECI Tenondé Porã aprendem técnicas de primeiros socorros

Publicado em: 18/05/2022 5h59 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 4 5 1.240