Notícias

AEL promove interação com a Educação Infantil

Alunos da AEL Raquel de Queiroz realizam apresentação para crianças do CEI Padre Matias Boñar Gonzáles

Publicado em: 08/08/2017 15h39 | Atualizado em: 30/11/2020

interagindo_ed_inf_740_x_430.jpg

A manhã da segunda, 14 de dezembro, foi diferente e divertida para as crianças do Centro de Educação Infantil (CEI) Padre Matias Boñar Gonzáles, pertencente à Diretoria Regional de Educação (DRE) Penha. Elas assistiram à apresentação cultural dos alunos da Escola Municipal de Ensino fundamental (EMEF) Artur Alvim que participam da Academia Estudantil de Letras (AEL) Raquel de Queiroz.

A visita ao CEI foi realizada a partir de um convite da Coordenadora Pedagógica, Luciana Rita da Silva, que viu a peça teatral “Xeretando o Folclore” ,apresentada pelos alunos dessa AEL, em outubro, na Semana de Arte Moderna, evento anual de mostra de trabalhos realizados pelas Academias Estudantis de Letras.

Luciana disse que ao conhecer o projeto da AEL, por meio da peça, pensou em fazer uma interação desse trabalho com o projeto pedagógico do CEI. O convite foi prontamente aceito pelas professoras que desenvolvem o projeto na EMEF Artur Alvim, Márcia Affonso, Coordenadora de Estudos Literários, e Claudia Medeiros, Coordenadora de Atividades de Teatro.

Na apresentação para os alunos do CEI, vários personagens do Folclore Brasileiro como Saci, Iara, Lobisomem, Mula-sem-cabeça, Cuca, Curupira e uma gata chamada Xereta brincaram e interagiram com as crianças.

Ao final da peça, a avaliação da Coordenadora Luciana foi muito positiva. “Teve criança do CEI pedindo autógrafo para a gata Xereta, e elas nos surpreenderam, porque achei iam ficar morrendo de medo da Cuca e, no entanto, elas a amaram. Os alunos da AEL ainda promoveram interação com uma aluna nossa com autismo”, falou, entusiasmada, a Coordenadora.

06_interagindo_ed_inf_740_x_430.jpg

Rafael, 3 anos, contou “que ficou com um pouquinho de medo do Lobisomem, mas depois passou”. Mariana Alves, aluna que interpretou a gata Xereta, falou que a experiência foi ótima e se sentiu maravilhosa, pois até autógrafos pediram para ela. “As crianças são muito bonitinhas, queria pegar cada um deles e levar para casa”, disse Mariana.

Para Samir Mustapha, Coordenador do Projeto na DRE Penha, essa experiência iniciada pela AEL Rachel de Queiroz sinaliza um novo caminho a ser percorrido no ano que vem. “É a AEL contribuindo com uma educação que derrube as barreiras entre escolas. Hoje foi uma aprendizagem para os pequeninos e também para os alunos da AEL, que souberam interagir de forma incrível com as crianças”, disse Samir.

Sheyla Baptista Bastos, Coordenadora Pedagógica da EMEF Artur Alvim, também aprovou a experiência e ressaltou que, a princípio, os alunos da AEL ficaram receosos em relação ao modo de lidar com as crianças pequenas. “Depois, todos viram como são capazes dessa interação”, contou Sheyla.

Xeretando o Folclore – Peça escrita por Andrea Medeiros, irmã da professora Claudia Medeiros, Coordenadora de Atividades de Teatro da AEL Raquel de Queiroz. Andrea é formada em Artes Cênicas e contribui continuamente com o Projeto AEL. A peça apresentada para os alunos do CEI foi baseada em uma história escrita por ela quando ainda estudava. Os personagens foram readaptados para o folclore brasileiro, uma tarefa executada em conjunto com os alunos da AEL Raquel de Queiroz.

Veja a galeria de fotos

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

fotografia de quadra poliesportiva Coberta

Prefeitura de SP anuncia cobertura de 95 quadras poliesportivas na rede municipal

Publicado em: 12/01/2022 11h14 - em Secretaria Municipal de Educação

Apresentação teatral na abertura do Recreio nas Férias.

“Recreio nas Férias” começa nesta segunda-feira com protocolo contra contaminação do Covid

Publicado em: 10/01/2022 2h47 - em Secretaria Municipal de Educação

foto de professora na sala de leitura, dois estudantes olham atentamento para ela. Todos usam máscaras

SME divulga classificação prévia dos interessados na contratação temporária

Publicado em: 07/01/2022 9h47 - em Diretoria Regional de Educação Butantã

Em cima, os dizeres: Gratificação de difícil Acesso. No meio: desenho de um mapa, com um localização ao centro, destacada por um pin

Gratificação de Difícil Acesso: saiba como identificar o distrito da sua escola

Publicado em: 06/01/2022 5h17 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia de uma sala de aula com um professor usando máscara de proteção individual e estudantes sentados em suas cadeiras.
1 2 3 4 1.211