Notícias

A cidade de São Paulo e a Educação Integral em diálogo com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável

Conheça os trabalhos desenvolvidos na primeira edição do curso de formação, realizada entre abril e junho deste ano

Publicado em: 24/09/2018 17h18 | Atualizado em: 30/11/2020

curso_ed_integral_ods_740x430.jpg

Entre os meses de abril a junho de 2018, aconteceu o curso “A cidade de São Paulo e a Educação Integral em diálogo com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável”, cuja finalidade foi contribuir para a continuidade e a ampliação do Programa “São Paulo Integral” – instituído pela Portaria nº 7.464 de 03/12/2015, reorientado pela Portaria SME nº 8.003 de 09/10/2017 (revogada pela atual Instrução Normativa SME nº 13, de 11/09/2018), em consonância com o Projeto 25 – “São Paulo Educadora”, constante do Programa de Metas da Cidade de São Paulo 2017-2020 (Metas 13 e 14), em diálogo com o Currículo da Cidade e com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, fortalecendo a formação dos professores que atuam nos CEIs, EMEIs, EMEFs, EMEFMs e EMEBSs.

Compreendendo a Formação Integral como um direito, constituída na centralidade dos sujeitos, por considerá-lo em todas as suas dimensões: intelectual, física, cultural, emocional e social, o curso defende a concepção de Educação Integral que vai além do tempo na escola, mas que valoriza, sobretudo, a Formação Cidadã para a vida. Visa, também, ampliar a discussão acerca das oportunidades de aprendizagem e a realização das experiências pedagógicas nos “Territórios do Saber” de forma qualificada, bem como a potencialidade dos Projetos Integradores nos “Territórios CEUs” – formado pelos 46 Centros Educacionais Unificados (CEUs) da Cidade de São Paulo, os quais têm por natureza e concepção de criação o objetivo de oportunizar as práticas de Educação Integral.

As discussões e atividades do curso foram amparadas pelos referenciais teóricos produzidos em âmbito acadêmico, pela publicação “Educação para os ODS – Objetivos de Aprendizagem/UNESCO 2017” e pelos documentos produzidos pela Secretaria Municipal da Educação de São Paulo, em especial o Currículo Integrador da Infância Paulistana, o Currículo da Cidade e as publicações sobre Educação Integral. Amparou-se ainda, sobretudo, nas experiências pedagógicas já vivenciadas nas Unidades Educacionais da Rede Municipal de Ensino, em que a apropriação dos Territórios Educativos da Cidade possibilita a configuração e a ressignificação de espaços para a realização de atividades pedagógicas na perspectiva de um currículo integrador.

Foram ofertadas 200 vagas em quatro polos distintos: a EMEFM Vereador Antônio Sampaio, a Biblioteca Mário de Andrade, o Auditório da DRE Penha e o CEU Cidade Dutra. Foram apresentadas atividades pedagógicas que podem ser realizadas no período expandido e que dialogam com os eixos das Múltiplas Linguagens, da Gestão Democrática e da Sustentabilidade Socioambiental, em consonância com os “Objetivos do Desenvolvimento Sustentável” e a Agenda 2030. Neste sentido, buscou-se o entendimento, a partir das reflexões, discussões e propostas de reorientação das práticas apresentadas pelo curso, que o currículo tanto na Educação Infantil, quanto no Ensino fundamental, deve ser compreendido como um conjunto de práticas que buscam articular as experiências e os saberes dos estudantes com os conhecimentos que fazem parte do patrimônio cultural, corporal, artístico, ambiental, social, científico e tecnológico, de modo a promover o desenvolvimento integral das crianças e dos adolescentes na perspectiva da Educação Integral, Integrada e Integradora, orientados pelo princípio de Cidade Educadora.

O curso contou com a regência da Profa. Dra. Ana Paula de Pietri (Assessora Técnica do Núcleo de Educação Integral/SME-COCEU), Prof. Esp. Emanuel Pinheiro Junior (Diretor do Núcleo de Educação Integral/SME-COCEU) e Profa. Esp. Laura Cavalcante Bueno (Assistente Técnico de Educação I do Núcleo de Educação Integral/SME-COCEU).

Devido à procura e ao número de inscritos desta 1ª edição, será oferecida uma 2ª edição do curso em outubro. Informações sobre as inscrições serão publicadas em breve no Diário Oficial.

Veja neste link os trabalhos e projetos desenvolvidos pelos educadores participantes da primeira edição, organizado por polos:

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Fotografia de Gravação De Vídeo Em Libras (1)

SME e TV Cultura produzem 3.330 vídeos inéditos em Libras com ajuda de instrutores surdos

Publicado em: 13/05/2022 4h14 - em Secretaria Municipal de Educação

Visita Ao Theatro Muinicipal 02
Fotografia mostra seis pessoas em pé e uma sentada. A pessoa sentada é uma mulher, veste camiseta preta e está com os braços cruzados sobre a mesa. Ao seu lado esquerdo, há uma repórter, ela veste a camisa laranja da

Estudantes surdos produzem reportagens em vídeo em Libras pelo Imprensa Jovem no CIEJA Perus I

Publicado em: 13/05/2022 12h03 - em Diretoria Regional de Educação Pirituba

foto de uma sala com bebês, o chão é forrado com placas coloridas de emborrachado e alguns almofadões. Alguns bebês olham para a câmera. Ao fundo, Duas mulheres interagindo com eles

SME faz nova convocação de aprovados em concurso em diversos cargos

Publicado em: 13/05/2022 10h25 - em Secretaria Municipal de Educação

fotografia de parque de uma escola com os muros Grafitados

EMEI da periferia da zona sul tem seus muros e paredes grafitados por 25 artistas

Publicado em: 11/05/2022 10h53 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 4 5 6 1.239