Tpa Educação Digital (1)

O Currículo da Cidade – Tecnologias para Aprendizagem, da Rede Municipal de Ensino de São Paulo, se destaca por sua abordagem inovadora e integrada, preparando os estudantes para os desafios e oportunidades da era digital. Este currículo é embasado em uma abordagem construcionista, que enfatiza a aprendizagem ativa e a construção do conhecimento por meio da experiência prática e da interação com o ambiente. A abordagem metodológica promove o desenvolvimento de múltiplos letramentos, incluindo o digital, visual, sonoro e informacional, reconhecendo a importância do domínio tecnológico e dos diferentes modos de comunicação na sociedade contemporânea.

 

Eixos Estruturantes do Currículo de Tecnologias para Aprendizagem

 

– Programação: Fomenta um processo de aprendizagem dinâmico, onde os estudantes aprendem a descrever suas ideias, observar os efeitos produzidos pelos computadores e ferramentas digitais, refletir sobre seus objetivos e os resultados obtidos, e revisar suas ideias iniciais, promovendo um ciclo contínuo de aprendizagem baseada na experimentação e reflexão.

– Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC): Aborda o papel e uso das TIC na sociedade, incentivando a participação em produções colaborativas, a compreensão da segurança e veracidade da informação, a criatividade e propriedade intelectual, e a reflexão sobre as implicações morais e éticas do uso das TIC. O objetivo é capacitar os estudantes para usar as TIC de forma responsável e crítica.

– Letramento Digital: Concentra-se em capacitar os estudantes para interagir eficientemente com uma variedade de mídias digitais, desenvolvendo habilidades críticas e criativas para a compreensão e produção de conteúdo em diferentes formatos.

 

Cultura Maker

 

A cultura maker é um componente essencial do currículo, promovendo a criatividade, a colaboração e a autonomia. Este movimento enfatiza o “faça você mesmo” (Do it Yourself – DIY) e o “mão na massa” para a solução de problemas de maneira criativa, inventiva e compartilhada. Incentiva os alunos a desenvolverem projetos para resolver desafios e questões comunitárias, utilizando tecnologia e compartilhando soluções online e nas suas comunidades. A cultura maker está intrinsecamente ligada à robótica educacional e aos espaços criativos de prototipagem, oferecendo aos estudantes oportunidades práticas de aprendizado e inovação​​.

 

O Construcionismo

 

A abordagem metodológica do currículo é baseada no Construcionismo, que promove uma aprendizagem ativa e a construção do conhecimento através da experiência prática e interação com o meio, compartilhando as soluções desenvolvidas e estimulando comunidades de compartilhamento de projetos e soluções. Esta abordagem valoriza a adaptação do ensino às necessidades individuais dos estudantes e enfatiza o desenvolvimento de habilidades relevantes para a vida contemporânea e futura, focando nas experiências obtidas pelos estudantes em suas realidades. O Construcionismo destaca a importância de ir além do domínio da tecnologia, enfatizando o desenvolvimento de capacitação intelectual e produção em diversos letramentos.

Este currículo inovador proporciona uma educação tecnológica integral e diversificada, equipando os estudantes com habilidades e conhecimentos necessários para prosperarem em uma sociedade cada vez mais digital e interconectada. Através da combinação de teoria e prática, os estudantes são incentivados a serem criativos, críticos e colaborativos, preparando-os não só para o mercado de trabalho, mas também para serem cidadãos responsáveis e informados no mundo digital.