Notícias

Vivência africana: experimentações de movimento e sabor

Atividade terá como tema as culturas africanas e afro-brasileiras.

Publicado em: 09/03/2017 16h57 | Atualizado em: 30/11/2020
vivencia_africana_experimentacoes_movimento_sabor_740_x_430.jpg

Na tarde desta quinta, 9 de março, a Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Vinicius de Moraes, da Diretoria Regional de Educação (DRE) de São Mateus, receberá o evento “Vivência africana: experimentações de movimento e sabor”. Como sugerido no próprio nome, a atividade proporcionará aos alunos vivências que envolvem a temática afro.

A unidade, que já tem reconhecido histórico no campo da atuação antirracista, conta com o trabalho da professora Cibelle de Paula, que coordena o projeto “Danças Populares Brasileiras: Corporeidade e Movimento Teatral” e faz parte de um coletivo de mulheres negras que promove ações de combate ao racismo e ao sexismo. “Trata-se de uma iniciativa nacional, cuja atuação conjunta envolve organizações do campo de defesa de direitos em quatro cidades brasileiras – Brasília, Recife, Rio de Janeiro e São Paulo”, explicou Cibelle.

Conheça o Projeto Danças Populares

Cibelle explicou que a ideia é promover um dia de imersão no universo da diáspora negra “Por isso a importância de atuar com esses alunos que já possuem repertório nesse sentido”, explicou. Os alunos que participarão desta imersão atuarão como multiplicadores da vivência aos demais estudantes da escola.

Durante o evento, ocorrerá contação de histórias do projeto Princesas Negras, um lanche feito pela sambadeira e artista popular Nega Duda e uma oficina de dança com a percussionista e dançarina Mariama Camará.

Notícias Mais Recentes

1 2 3 1.449