Notícias

SME distribui cerca de 52 mil livros para educadores da Rede Municipal sobre enfrentamento a violência contra bebês, crianças e adolescentes

Material foi produzido pelo NAAPA; entrega dos exemplares será concluída até o mês de junho 

Publicado em: 25/04/2023 9h00 | Atualizado em: 25/04/2023
Imagem com o fundo branco e o título, uma mão segurando o livro "Conhecer para Proteger: enfrentando a violência contra bebês, crianças e adolescentes"

A Secretaria Municipal de Educação, por meio do Núcleo de Apoio e Acompanhamento para Aprendizagem (NAAPA), distribui para educadores da Rede Municipal um exemplar do livro “Conhecer para proteger: enfrentando a violência contra bebês, crianças e adolescentes”.  

O material foi produzido pelo NAAPA e teve origem no diálogo com os profissionais da Rede Municipal de Ensino e na constatação da necessidade de discutir esta temática a fim de promover a escuta e o apoio aos profissionais no que se refere à condução e aos encaminhamentos dos casos apresentados ao NAAPA.  

Comprometido com a promoção da dignidade e do pleno desenvolvimento de bebês, crianças e adolescentes, a publicação apresenta a definição de dez violências que ainda acometem os estudantes da SME, auxilia na identificação, por meio do reconhecimento de sinais, bem como de procedimentos para a prevenção  e encaminhamentos para o enfrentamento da violência. 

Todos os educadores das EMEFs, EMEFM e EMEBS receberão a publicação, incluindo gestão, quadro de apoio e professores. O documento já está sendo entregue às escolas pelo NAAPA das DREs e o envio se estenderá até junho. 

Tipos de violência contra bebês, crianças e adolescentes

O livro destaca violências como a física, química, sexual, psicológica, negligencial, estrutural, institucional, autoinfligida, entre crianças e adolescentes; trabalho infantil. E o material conta, ainda, com três seções divididas da seguinte forma:

Fique atento – a seção lista inúmeros sinais apresentados por bebês, crianças e adolescentes que podem estar sendo vítimas de algum tipo de violência, convocando o educador para atentar-se a estes indícios.

O que você pode fazer – nesta parte do livro, o profissional da educação encontrará orientação sobre as ações que devem ser adotadas no ambiente escolar, assim que suspeitar ou confirmar algum tipo de violência cometida.

Importante saber – esse espaço é reservado para informações complementares, ampliando a reflexão proposta no livro todo.

Acesse a publicação “Conhecer para proteger: enfrentando a violência contra bebês, crianças e adolescentes”.

Proteção Escolar de Cultura e Paz

Com um investimento adicional de R$ 35,4 milhões, o programa Proteção Escolar de Cultura e Paz estabelece, entre outras medidas, a criação do Comitê de Proteção Escolar com a participação de sete secretarias para um protocolo integrado de orientação às unidades escolares; aumento de 50% da Ronda Escolar (GCM); ampliação do programa Mães Guardiãs (de 5 mil para 7 mil); ampliação de 25% das equipes de apoio psicológico nas unidades escolares e a criação de um Gabinete Integrado de Segurança Escolar.

As medidas objetivam ampliar a prevenção e resolução de conflitos, sob diferentes vertentes, que envolvam alunos na comunidade escolar. As ações também estão alinhadas ao Currículo da Cidade, aplicado nas escolas municipais e que busca garantir as condições e oportunidades para que os estudantes tenham acesso a uma formação integral para a vida e pleno exercício da cidadania.

Sobre o Núcleo de Apoio e Acompanhamento para a Aprendizagem

O NAAPA atende às unidades educacionais da Rede Municipal de Ensino (RME) no desenvolvimento de práticas pedagógicas para crianças e adolescentes que em virtude de situações sociais, culturais ou emocionais, se encontram em sofrimento ou com significativos prejuízos no seu processo de escolarização. 

O núcleo atua com equipes multidisciplinares advindas da carreira do magistério municipal, psicólogos, psicopedagogos e coordenadores do NAAPA, em itinerâncias às escolas, em grupos de trabalho e na orientação quanto à articulação da rede de proteção social, objetivando a garantia de direitos de bebês, crianças e adolescentes, notadamente quanto à permanência, desenvolvimento e aprendizagem. 

Conheça a página do NAAPA.

Notícias Mais Recentes

1 2 3 1.448