Notícias

SME celebra os 50 anos das Salas de Leitura nas escolas municipais

Atualmente, só nas escolas de gestão direta da Rede Municipal de Educação, são 900 salas e espaços de leitura

Publicado em: 29/11/2022 18h44 | Atualizado em: 30/11/2022
SAEL 50 Anos

Para celebrar a história das Salas de Leitura nas escolas municipais da cidade de São Paulo, a Secretaria Municipal de Educação, por meio da sua Coordenadoria Pedagógica, promoveu o Seminário da Sala de Leitura – 50 anos. O evento aconteceu no Teatro da Pontifícia Universidade Católica – TUCA e reuniu escritores brasileiros consagrados e educadores.

Pedro Bandeira, Sérgio Vaz e José Roberto Torero foram alguns dos escritores que participaram do bate-papo com os presentes. Professores Orientadores de Sala de Leitura foram convidados para falarem das suas experiências e estudantes de escolas municipais fizeram apresentações literárias e culturais. 

Histórico

O Programa Sala e Espaço de Leitura iniciou como a experiência piloto Programa Escola-Biblioteca, em 1972, uma ação intercomplementar que propunha o entrosamento entre uma escola municipal e uma biblioteca infantil. Em 1973, o Programa foi instituído na rede em caráter permanente, ampliando-se o número de unidades atendidas e, em 1975, estabeleceu-se a implantação de Salas de Leitura nas escolas, chegando a 45 salas, em 1977. Nas décadas posteriores, o projeto se consolidou e se expandiu significativamente. 

Salas e Espaços de Leitura

Atualmente, só nas escolas de gestão direta da Rede Municipal de Educação, são 900 salas e espaços de leitura. Na educação infantil, entre os Centros de Educação Infantil e as Escolas Municipais de Educação Infantil, são 322 lugares de leitura literária e mediação de leitura. Já nas unidades de Ensino Fundamental, Médio e nas escolas Bilíngues de Surdo, a soma é de 568 unidades que contam com o espaço da Sala de Leitura, ambiente destinado ao armazenamento do acervo, as aulas de leitura literária e empréstimos de livros.

Nestas salas, os Professores Orientadores de Sala de Leitura desenvolvem a mediação da leitura, apresentam a literatura como eixo articulador do trabalho em diálogo com outras manifestações artísticas, constituindo-se como um espaço para integração das diferentes áreas do conhecimento e primando pelo princípio da Bibliodiversidade. O Programa Sala e Espaço de Leitura conta com o Projeto Jovens Mediadores de Leitura, Clube de Leitura e Sarau, que promovem o protagonismo dos estudantes.

Investimento em leitura

Em abril deste ano, a SME distribuiu cerca de 7 milhões de livros literários para as escolas da rede municipal. Os títulos foram adquiridos para os programas Minha Biblioteca e Acervos para Salas e Espaços de Leitura que beneficiaram 1 milhão de estudantes de todas as etapas do ensino. Essa quantidade é três vezes maior do que a adquirida no ano anterior. A maior parte dos títulos – 5 milhões – foi para compor e renovar os acervos das escolas.

Os outros 2 milhões foram distribuídos por meio do programa Minha Biblioteca. Neste ano, pela primeira vez, até os estudantes do ensino médio e EJA foram contemplados. 

Aquisição de livros sobre a temática étnico-racial

A Prefeitura adquiriu 741.333 livros literários sobre a temática étnico-racial para compor os acervos das escolas municipais e serem distribuídos entre os estudantes por meio do programa Minha Biblioteca. A compra faz parte do programa “São Paulo Farol Antirracista”, realizado em parceria com a Secretaria Municipal de Relações Internacionais com intuito de promover ações de combate ao racismo.

São 178 títulos de diferentes autores consagrados, destinados a diferentes públicos. Para crianças há, por exemplo, obras como “Meu Crespo é de Rainha”, de bell hooks, “E foi assim que eu e a escuridão ficamos amigas”, de Emicida, e “O Pequeno Príncipe Preto”, de Rodrigo França. Destinados aos estudantes do ensino fundamental e médio, há obras como “Torto Arado”, romance premiado de Itamar Vieira Junior, “Miss Davis”, que conta a história da ativista Angela Davis, além de títulos de Conceição Evaristo, Lélia Gonzalez e Carolina Maria de Jesus.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Fotografia de estudantes e professor em área verde carregando mesas de madeira.

EMEF Philó desenvolve projeto de ‘eco praça’ em parceria com Faculdade de Arquitetura da USP

Publicado em: 08/02/2023 4h04 - em Secretaria Municipal de Educação

fotografia em um globo terrestre sendo segurado por duas mãos. Segue com um bilhete escrito Inglês

Biblioteca do CEU Capão Redondo promove roda de conversa em inglês

Publicado em: 07/02/2023 1h17 - em Secretaria Municipal de Educação

Imagem mostra mulher em frente a uma mesa com note e caderno. No canto superior esquerdo as logomarcas: UniCEU (Universidade nos CEUs) e UNIVESP

Rede de universidade dos CEUs tem mais de 4.600 vagas abertas para 9 cursos de ensino superior

Publicado em: 06/02/2023 5h42 - em Secretaria Municipal de Educação

Mãos
Fotografia de uma professora em sala de aula com estudantes.

Mais de 1 milhão de estudantes da Rede Municipal de SP voltam às aulas nesta segunda-feira (6)

Publicado em: 06/02/2023 10h22 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 1.312