Notícias

“Seminário Hortas Pedagógicas” promove socialização de práticas para a RME

Evento contou com a presença de especialistas e membros das unidades educacionais

Publicado em: 13/11/2018 11h28 | Atualizado em: 30/11/2020

Seminario_Hortas_Pedagogicas_740_x_430.jpg

No dia 6 de novembro, aconteceu no auditório da Uninove do campus Vergueiro, o “Seminário Hortas Pedagógicas nas Unidades Escolares”. O evento teve o intuito de socializar práticas voltadas à implantação de hortas pedagógicas em escolas da Rede Municipal de Ensino (RME) como instrumento de educação ambiental, alimentar e nutricional. 

O evento contou com a presença de especialistas e representantes de unidades educacionais da RME, compartilhando experiências de trabalhos realizados dentro do tema proposto para o seminário.

A coordenadora da Coordenadoria Pedagógica (COPED) Leila Oliva, realizou a abertura do evento comentando sobre a importância da horta pedagógica nas escolas. “Podemos fazer ligações extremamente ricas e desafiadoras no sentido da aprendizagem dos nossos estudantes, desde o Centro de Educação Infantil (CEI) até o ciclo autoral. Eles podem ser desafiados a construírem uma aprendizagem significativa a partir desse projeto”, comenta Leila.

A coordenadora da Coordenadoria do Departamento de Alimentação Escolar (CODAE), Patrícia Panaro, ressaltou a importância das hortas pedagógicas. “Por meio delas, pode-se desenvolver ações de educação alimentar e nutricional, proporcionando aos alunos e educadores, um maior envolvimento com os alimentos in natura, desde a escolha e preparo da terra e das sementes, até o desenvolvimento e ciclo da vida dos alimentos, onde eles acabam conhecendo e reconhecendo os alimentos”, diz a coordenadora do CODAE.

Atualmente, existem 509 Hortas Pedagógicas na RME, 111 foram formadas esse ano, por meio da parceria entre a SME, COPED, CODAE,  Secretaria do Verde e do Meio Ambiente (SMVA) e Secretaria do Trabalho e Empreendedorismo (SMTE).

A meta da Secretaria Municipal de Educação (SME) em parceria com a CODAE e COPED é auxiliar na implementação de Hortas Pedagógicas em todas as unidades escolares até 2021.

O Núcleo de Educação Alimentar Nutricional da CODAE, representado por Julia Mercedes Florido, apresentou as principais ações desenvolvidas pela CODAE com foco nas Hortas Pedagógicas:

  • Lei nº 16.140, de 17 de março de 2015, dispõe sobre obrigatoriedade da inclusão de alimentos orgânicos ou de base agroecológica na alimentação escolar na RME;
  • Decreto nº 56.913, de 5 de abril de 2016, regulamenta a Lei nº 16.140;
  • Formações em parceria com a SMVA e SMTE para as unidades escolares (decreto); 
  • Pesquisa para coleta de dados referentes ao número de Hortas na RME.

Mariana Alcalay, representante da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), apresentou ao público os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e Hortas nas escolas. “São objetivos muito desafiadores, porque tira a responsabilidade única do governo e passa a ser de todos”, comenta Mariana.

Representando a Organização das Nações Unidas (ONU), Flávia Schwartzman, trouxe ao público experiências com Hortas Escolares realizadas na América Latina e Caribe. “A Horta é uma ferramenta metodológica dinâmica e interativa que favorece a construção do conhecimento sobre as múltiplas dimensões dos alimentos, promove o aprendizado coletivo, a disseminação das práticas alimentares, envolvimento e participação de famílias, professores e comunidade escolar”, enfatiza Flávia.

Para falar sobre o projeto hortas pedagógicas em parceria com a SME, Fernando Beltrame, da Associação Paulista dos Gestores Ambientais (APGAM), explicou como será o processo de implementação, formação e compra dos materiais de insumo e ferramentas para as 200 hortas pedagógicas a serem implantadas nas unidades escolares da RME a partir de 2018.

“O projeto terá duração de 18 meses, formará cerca de 600 profissionais de diferentes áreas e das escolas que ainda não possuam Hortas Pedagógicas, haverá visitas técnicas para orientação e acompanhamento. Será fornecido, em parceria com o Banco do Brasil, insumos e ferramentas para as unidades que aderirem ao projeto”, revela Fernando.

Todas as informações referentes a essa iniciativa serão publicadas no Diário Oficial da Cidade.

No período da tarde, foram apresentados relatos de experiência das Diretorias Regionais de Educação (DREs) e unidades educacionais:

  • Nutricionista Lopes Macedo – (DRE Guaianases)
  • CEI Jardim das Vertentes (DRE Butantã)
  • EMEI Anísio Teixeira (DRE Campo Limpo)
  • CEU EMEF Parque São Carlos (DRE São Miguel Paulista)

O encerramento do evento ficou por conta dos representantes da SME, Wagner Palanch (COPED) e Matilde Scandola (CODAE).


Galeria de Fotos

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Fotografia de mãos unidades e a logomarca da crece
Festival Literário

EMEF Célia Regina Lekevicius Consolin promove Festival literário para toda a comunidade

Publicado em: 19/04/2024 4h16 - em Diretoria Regional de Educação Jaçanã/Tremembé

Um professor segura o braço de uma estudante que sobe em uma corda. Ao fundo, uma floresta e um rio.

Estudantes da Rede Municipal visitam Polo de Ecoturismo de São Paulo

Publicado em: 18/04/2024 6h16 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia mostra seis pessoas sentadas em uma bancada vermelha, atrás deles se lê

Secretaria Municipal de Educação promove encontro formativo para educadores sobre proteção escolar

Publicado em: 18/04/2024 3h16 - em Secretaria Municipal de Educação

Uma criança com uniforme da prefeitura toca em um tablet em cima de uma mesa

Estudantes da Rede Municipal de Ensino ganham recurso para aprender Matemática

Publicado em: 18/04/2024 2h07 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 1.440