Notícias

Secretaria Municipal de Educação participa de celebração ao Dia Internacional da Língua Portuguesa

Idioma oficial do Brasil é comemorado nesta terça-feira (05); Rede Municipal recebe material de estudos, via Correios, para que os estudantes possam realizar atividades em casa com ajuda dos familiares

Publicado em: 05/05/2020 10h14 | Atualizado em: 30/11/2020
Imagem mostra padrão de desenhos típicos de azulejaria portuguesa na cor azul. No centro e em destaque na cor vermelha a frase Dia Internacional da Língua Portuguesa. No rodapé, a Logomarca da Cidade de São Paulo - Educação.

Nesta terça-feira (05) é comemorado o Dia Internacional da Língua Portuguesa e o Brasil é o maior país que a utiliza como idioma oficial. Para efeito de comparação, São Paulo é a cidade com maior concentração de pessoas falantes de português com 12 milhões de habitantes.

Estima-se que cerca de 250 milhões de pessoas são nativas em Língua Portuguesa. Além do Brasil, outros oito países espalhados em quatro continentes adotam o português como idioma oficial: Portugal, Angola, Cabo Verde, Moçambique, São Tomé e Príncipe, Timor-Leste e Guiné-Bissau.

Visando contribuir ainda mais com o aprendizado do nosso idioma neste momento de pandemia em decorrência do Covid-19 (Coronavírus), a Secretaria Municipal de Educação (SME) de São Paulo está enviando para as casas dos estudantes, via Correios, os materiais de estudo que acompanharão os estudantes durante o período de emergência na cidade de São Paulo.

Denominados Trilhas de Aprendizagens, os 14 cadernos estão divididos em quatro eixos: língua portuguesa, matemática, ciências naturais e ciências humanas. O material foi elaborado por educadores da Coordenadoria Pedagógica (Coped) e das Diretorias Regionais de Educação (DREs). Os conteúdos são destinados aos estudantes de todas as etapas de ensino, ou seja, Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio. O material online está disponível para consulta e download neste link.

Os cadernos foram elaborados de forma que as crianças, adolescentes, jovens e adultos que estudam nas escolas municipais de São Paulo possam realizar as atividades com autonomia e/ou ajuda dos familiares, por um período de até dois meses.

 

A Língua Portuguesa na Rede Municipal

A Língua Portuguesa recebeu destaque durante a implementação do Currículo da Cidade para o Ensino Fundamental, que foi elaborado pelos profissionais da Rede Municipal, ao longo de 2017. Resultado de um trabalho dialógico e colaborativo, o Currículo teve a participação dos nossos estudantes por meio de um amplo processo de escuta, que mapeou anseios e recomendações sobre o quê e como eles querem aprender.

Em consonância com o Currículo da Cidade, desde o Ciclo de Alfabetização (1º ao 3º ano), até o Ciclo Autoral (7º ao 9º ano), a aprendizagem da Língua Portuguesa acontece por meio de quatro atividades fundamentais – falar, ouvir, ler e escrever, as quais se realizam em práticas sociais diversas e onde os estudantes são estimulados a utilizá-la de forma autônoma.

Para facilitar o trabalho dos educadores no planejamento de diferentes atividades, a Secretaria Municipal de Educação construiu a Plataforma do Currículo Digital da Cidade de São Paulo. O site possui 259 sequências de atividades produzidas por assessores e docentes em cursos realizados pela SME.

A Plataforma do Currículo Digital da Cidade de São Paulo está disponível para consulta, download e pode apoiar o planejamento de qualquer educador que atue no Ensino Fundamental. Há sugestões para todos os Componentes Curriculares e elas já estão alinhadas com os Objetivos de Aprendizagem e Desenvolvimento do Currículo da Cidade dos diferentes componentes curriculares, os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da UNESCO, presentes no currículo e com as Orientações Didáticas.

 

Museu da Língua Portuguesa realiza programação especial online 

O Museu da Língua Portuguesa, instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, está comemorando o Dia Internacional da Língua Portuguesa 2020 com três dias de programação virtual. De 3 a 5 de maio serão apresentados uma série de atrações: música, ‘slam’ (apresentação de poesia falada), literatura, contação de histórias, oficina, bate-papos e performances às redes do museu. A programação será transmitida no YouTube e Facebook do Museu, a partir das 15h. Confira a programação de hoje (05):

15h – Contação de histórias, com Fernanda Raquel

15h30 – Ortografia também é gente: uma conversa entre escritores

A poeta mineira Ana Elisa Ribeiro conversa com o escritor português Marco Neves, a escritora e artista visual de Guiné-Bissau Gisela Casimiro, o professor moçambicano Nataniel Ngomane e a poeta pernambucana Micheliny Verunschk sobre a palavra como instrumento para dar conta do que estamos vivenciando hoje.

16h30 – Performance “Silêncio”, com Eduardo Fukushima

Sozinho e com a cópia da chave que abre o portão do MLP o dançarino Eduardo Fukushima descobre um museu em silêncio. Apresenta no lugar completamente vazio pílulas coreográficas inspirada nas instalações do museu.

17h – Conexão musical: Angola, com Kalaf Epalanga

O músico e escritor angolano Kalaf Epalanga faz uma discotecagem afetiva e histórica de músicas de seu país e das relações musicais que constroem seu repertório pessoal, em conversa com o historiador Rafael Galante.

18h – Poesia na língua do Slam, com Roberta Estrela D’Alva e convidados do Brasil, Cabo Verde e Portugal

Slam com os poetas brasileiros Kimani (SP), Lucas Afonso (SP), Lews Barbosa (SP), Wellington Sabino (MG, vencedor do Slam da Língua Portuguesa, promovido pelo Museu da Língua Portuguesa na Flip 2019), Tom Grito (RJ), Bixarte (PB), Allan Jones (SE) e Tatiana Nascimento (DF); a portuguesa Raquel Lima e o cabo-verdiano Edyoung Lennon, ambos participantes do Flip Slam, também realizado pelo Museu na Flip.

Interprogramas: Exibidos entre as atrações

Peripécias Poéticas – A língua portuguesa, em suas diversas tonalidades, texturas e variações, é o grande elo de Peripécias Poéticas, sob curadoria do FESTLIP – Festival Internacional das Artes da Língua Portuguesa. São pequenos vídeos de poesia vividos por atores de diversos países que falam português, como Guiné-Bissau, Moçambique, Brasil, Portugal e São Tomé e Príncipe.

Cartas de um outro tempo – Projeto da Revista Pessoa, “Cartas de um outro tempo” capta a realidade dramática imposta pelo coronavírus, com a experiência do confinamento, medos e relações com o outro e o mundo. Para o Dia da Língua Portuguesa, cerca de 12 autores lerão, em vídeo, suas cartas.

Pontes de Leitura​ – A partir do Clube do Livro do professor moçambicano Nataniel Ngomane, leitores compartilham com o público do museu trechos de seus livros favoritos.

 

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

I Congresso de Educação em Gênero e Diversidade Descontruindo Estereótipos - 8/dez/2022 - 12h às 22h - Salão Nobre - Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo - Largo São Francisco, 95, Centro.

SME realiza I Congresso de Educação em Gênero e Diversidade

Publicado em: 07/12/2022 8h18 - em Secretaria Municipal de Educação

imagem com o texto Esse Lugar Que Tanto Amo

Embaixada da França promove ações voltadas para profissionais da educação

Publicado em: 06/12/2022 4h24 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia mostra 5 estudantes sentados. Na frente deles há um tecido no chão, com cestas com frutas de brinquedo e livros em cima

Escola da Rede Municipal de SP monta barraca literária em feira livre

Publicado em: 06/12/2022 3h57 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia de uma estudante negra, ela está concentrada escrevendo no livro sobre sua mesa.

Está aberto período de inscrição para estudantes do Ensino Fundamental e Médio

Publicado em: 05/12/2022 12h43 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia de estudantes correndo em aralimpíada

Estudantes da Rede Municipal são destaque nas Paralímpiadas Escolares 2022

Publicado em: 05/12/2022 12h06 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 1.301