Notícias

São Paulo zera a fila de espera por vaga na pré-escola pela primeira vez na história

Em cinco meses, Secretaria Municipal de Educação cria mais de 10 mil vagas para crianças entre 4 e 5 anos na rede de ensino

Publicado em: 31/05/2017 11h14 | Atualizado em: 30/11/2020

vagas em educa infantil.jpg

A Secretaria Municipal de Educação conseguiu este ano, em cinco meses de gestão, zerar a fila de espera por vagas de pré-escola nas EMEIs de São Paulo. O pico da fila foi em fevereiro, quando o número de crianças entre 4 e 5 anos esperando pelo acesso à educação infantil chegou a 10.548.

São Paulo atinge assim a meta nacional, prevista para 2016, e passa à frente de muitos estados e municípios. Em todo o Brasil, cerca de 515 mil crianças entre 4 a 5 anos estão fora da escola.

“Zerar a fila de atendimento para a pré-escola é um feito histórico. É um grande passo para São Paulo garantir educação infantil de qualidade para todas as crianças a partir dos 4 anos”, afirma o secretário municipal de Educação, Alexandre Schneider.

A inclusão na rede de todas as crianças cadastradas na fila foi possível com ações em três frentes. Primeiro, foi posta em prática uma gestão eficiente de matrículas, que gerou 7.599 vagas, fazendo auditoria da capacidade real de atendimento de cada unidade de ensino, ampliando o número de escolas a que cada criança concorria e ativando no sistema a localização por mapa dos endereços de cadastro que não eram reconhecidos, por exemplo.

Outra ação foi a criação de mais 74 turmas em 33 unidades de ensino, transformando em sala de aula ambientes de usos diversos que estavam disponíveis, resultando em mais 2.077 crianças atendidas. E por fim, a oferta de transporte escolar de estudantes para unidades além de 2km de suas residências, mediante consulta aos pais, o que possibilitou o atendimento de mais 872 alunos.

A partir de agora, a solicitação por vaga deverá ser atendida em no máximo um mês. A oferta da educação nessa faixa etária busca garantir o direito da criança às plenas condições para seu desenvolvimento integral.

A secretaria de educação vai investir na ampliação do acervo de livros, brinquedos e kits de tecnologia para uso em sala de aula, com o objetivo de enriquecer a experiência dos alunos.

“O desenvolvimento infantil é favorecido pela riqueza e diversidade de interações com outras crianças e adultos, e pelo tempo de brincar e o acesso a materiais como livros e dispositivos tecnológicos oferecidos em nossas escolas”, explica Schneider.

Hoje a rede municipal conta com 558 unidades de educação infantil, sendo 550 EMEIs e 8 CEMEIs, que atendem 223.393 crianças.

Notícias Mais Recentes

1 2 3 1.213