Notícias

Roda de conversa discute ações do Programa Português para Imigrantes

Evento ocorre no dia 16 de fevereiro e inscrições abrem nesta quinta-feira (10); participantes poderão trocar experiências e relatar dificuldades

Publicado em: 08/02/2022 18h18 | Atualizado em: 08/02/2022
Ilustração com rostos de pessoas de diferentes raças dispostas lado a lado. Segue com o texto Portas Abertas - português para imigrantes

No próximo dia 16 de fevereiro, às 19h, a Secretaria Municipal de Educação (SME), juntamente com a de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC), promove uma Roda de Conversa sobre o Portas Abertas: Português para Imigrantes. O objetivo é escutar os envolvidos e participantes do projeto, seja educadores ou estudantes. 

A roda de conversa é organizada pelo Núcleo de Educação para as Relações Étnico-Raciais da SME e a Coordenação de Políticas para Imigrantes e Promoção do Trabalho Decente da SMDHC. Durante o momento formativo será estimulada a troca de experiências e levantadas as dúvidas e dificuldades encontradas nas unidades polos do projeto.

Podem participar os Auxiliares Técnico de Educação, professoras(es), coordenadoras(es), assistentes de diretor(a), diretoras(es) e supervisoras(es) de UEs que já oferecem ou que tenham interesse em atuar no projeto Portas Abertas: Português para Imigrantes. Estudantes e ex-estudantes do projeto também são aceitos. 

Os interessados podem preencher o formulário de inscrição entre os dias 10 a 12 de fevereiro. Serão ofertadas 150 vagas, considerando as limitações da plataforma Teams. Os inscritos receberão o link para acesso à atividade pelo e-mail cadastrado.

Sobre o Projeto Portas Abertas – Português para Imigrantes – É o primeiro projeto do poder público no Brasil que busca garantir o ensino de Português para imigrantes como política pública, de forma contínua, capilarizada e gratuita.

Tem o objetivo de promover os direitos para a população migrante da cidade de São Paulo, assegurando seu acesso, permanência e aprendizagem na escola, além da inserção no mercado formal de trabalho e a regularização migratória. 

Atualmente, 11 unidades educacionais da cidade de São Paulo contam com o projeto. O curso tem duração de três semestres, sendo divididos em três módulos com 90 horas de aula cada. As aulas são ministradas somente por professores da Rede Municipal de Ensino, que recebem formação específica sobre o tema. O material didático é próprio e específico para os níveis básico, intermediário e avançado.

 

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Estudantes sentados na quadra jogando vôlei sentado.

DRE São Miguel realiza 1º Festival de Vivências Paralímpicas

Publicado em: 07/12/2022 8h24 - em Diretoria Regional de Educação São Miguel

Imagem onde se lê

SME realiza I Congresso de Educação em Gênero e Diversidade

Publicado em: 07/12/2022 8h18 - em Secretaria Municipal de Educação

imagem com o texto Esse Lugar Que Tanto Amo

Embaixada da França promove ações voltadas para profissionais da educação

Publicado em: 06/12/2022 4h24 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia mostra 5 estudantes sentados. Na frente deles há um tecido no chão, com cestas com frutas de brinquedo e livros em cima

Escola da Rede Municipal de SP monta barraca literária em feira livre

Publicado em: 06/12/2022 3h57 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia de uma estudante negra, ela está concentrada escrevendo no livro sobre sua mesa.

Está aberto período de inscrição para estudantes do Ensino Fundamental e Médio

Publicado em: 05/12/2022 12h43 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 1.302