Notícias

Robótica na Educação

Alunos da Rede desenvolvem projetos de Robótica nas Unidades Educacionais

Publicado em: 20/05/2016 15h59 | Atualizado em: 30/11/2020

robotica_740_x_430.jpg

As tecnologias digitais ou convencionais, integradas ao processo de Informação e Comunicação, de forma contextualizada na vida e experiência dos alunos, têm sido a base do trabalho nos Laboratórios de Informática Educativa da Rede Municipal de Ensino de São Paulo (RME).

A RME sempre buscou atuar na implantação das TICs (Tecnologias de Informação e Comunicação) em seus trabalhos, passando, a partir da década de 80, pela Linguagem Logo e Megalogo e evoluindo com o passar do tempo para o incentivo ao desenvolvimento das inteligências múltiplas usando inúmeras formas, como a linguagem de programação e a robótica educacional, através do Projeto “A Cidade que a gente quer”, desenvolvido em parceria com o Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico – LSI-TEC, ligado à Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, em duas etapas: 2004 e 2014.

A Robótica com fins educacionais tem se destacado como uma poderosa ferramenta para a construção de conhecimentos e a articulação das tecnologias ao currículo com características interdisciplinares. Promove o desenvolvimento cognitivo dos educandos, favorecendo oportunidades de autoria e o protagonismo – bem como a permanência do educando na escola. Com a robótica, os alunos realizam experimentos e criam protótipos funcionais e para pesquisas experimentais. Esses robôs ou protótipos são controlados pelos próprios alunos por meio da programação de instruções em computadores e, dessa forma, além de construí-los, os alunos devem programá-los, adotando como princípio a aprendizagem centrada em problemas, baseada em projetos e focada na investigação com processos compartilhados em espaços colaborativos.

O foco do uso pedagógico e educacional da robótica na Secretaria Municipal de Educação (SME) vai além de apenas programar robôs, oportunizando aos educandos o desenvolvimento de habilidades ligadas à lógica, noção espacial, pensamento matemático, trabalho em grupo, organização e planejamento de projetos, conhecimento tecnológico e projetos interdisciplinares, criatividade e autonomia, além do protagonismo social.

Atentos ao potencial da robótica no processo de ensino e aprendizagem, o Núcleo de Informática Educativa, alicerçado nas premissas do Programa Mais Educação São Paulo, vêm desenvolvendo ações para que essa prática se torne realidade na RME.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

mão feminina preenchendo gabarito de prova de concurso
ilustração de crianças usando uniforme escolar azul e branco, com silhueta da cidade ao fundo com balões representando idiomas variados simbolizados pelas bandeiras dos países.

Estudantes da Rede Municipal de SP podem manifestar interesse em aprender idiomas no CELP

Publicado em: 19/01/2022 11h05 - em Centro de Estudos de Línguas Paulistano

Imagem de uma mão sobre o computador.

SME abre processo seletivo interno para coordenador de Polo UniCEU

Publicado em: 14/01/2022 5h27 - em Secretaria Municipal de Educação

fotografia de professora atendendo um garoto em sua mesa. Todos usam máscara facial.

SME publica classificação definitiva dos candidatos para eventual contratação

Publicado em: 14/01/2022 10h30 - em Secretaria Municipal de Educação

fotografia de dois notebooks sobre uma mesa
1 2 3 1.211