Notícias

Relações étnico-raciais e de gênero em debate

Jornada Pedagógica trouxe para discussão as identidades do currículo escolar

Publicado em: 25/10/2016 16h17 | Atualizado em: 30/11/2020
relacoes_etnicos_DRESA_740_x_430.jpg

No dia 30 de setembro, o auditório da Seicho no Ie recebeu professores da Diretoria Regional de Educação (DRE) Santo Amaro para a formação “Educar para as relações étnico-raciais para as relações de gêneros e sexualidades: uma necessidade?”. A discussão procurava questionar a necessidade de incorporar reflexões, estudos e práticas, numa perspectiva de currículo descolonizado e contra hegemônico.

Foram convidados para compartilhar seus relatos as professoras Mislene Pereira, da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Prof. Amélia Rodrigues de Oliveira; Ariane e Mariana, da EMEF Ana Maria Alves Benetti e Patricia Rocha, da Escola Municipal de Educação Infantil (EMEI) Jardim Americanópolis. As docentes mostraram ao público seus projetos para a autonomia das crianças negras, respeito à cultura indígena e valorização das mulheres. Segundo a professora Mislene Pereira, a ideia dos projetos é humanizar.

Além deles, Dulce Xavier, Secretária Adjunta da Secretaria de Políticas para as Mulheres (SMPM) e Djamila Ribeiro, Secretária Adjunta da Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania (SDHC), também contaram suas experiências. Dulce contou um pouco sobre como a SMPM funciona e de que forma ela contribui para a autonomia feminina, enquanto Djamila compartilhou um pouco de sua experiência como ativista de direitos humanos e sobre a importância da intervenção na sala de aula. “Quando a gente não intervém, a gente autoriza o machismo e o racismo. A ausência também é ideologia”, comenta.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

1 2 3 1.212