Notícias

Rede Municipal de Ensino celebra 18 anos de Educomunicação em Conferência para mais de 2 mil professores e estudantes

Ação acontece nos dias 13 e 14/11 de novembro, no Anhembi; Haverá palestras com jornalistas, oficinas de linguagens e boas práticas do projeto Imprensa Jovem

Publicado em: 13/11/2019 16h51 | Atualizado em: 30/11/2020
Uma fotografia mostra 4 garotas com camiseta laranja Imprensa Jovem juntas sorrindo para foto.

 

Para celebrar os resultados alcançados nestes 18 anos, a Secretaria Municipal de Educação (SME) realiza nesta quarta (13) e quinta-feira (14), das 8h às 17h, a I Conferência Municipal Educom SP, no Palácio das Convenções do Anhembi.

O evento, voltado para 2 mil profissionais de educação da rede e estudantes, será realizado juntamente com o III Seminário e Mostra Tecnologias para Aprendizagem, iniciativa do Núcleo Técnico de Currículo  da SME por intermédio do Núcleo de Educomunicação e Tecnologias para Aprendizagem.

O tema notícias falsas (fake News) será debatido na Conferência por palestrantes da Unesco Brasil e jornalistas da BBC Brasil, Estadão, UOL e Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP.

A programação trará palestrantes que marcaram a história dos 18 anos da educomunicação em São Paulo, como o professor Ismar de Oliveira Soares (ECA-USP), profissionais de educação e estudante das escolas municipais, até ex-estudantes que atuam profissionalmente na área.

Os conferencistas poderão participar de oficinas de linguagens utilizadas nos meios de comunicação e conhecer boas práticas do programa Imprensa Jovem.

A Conferência terá o espaço Media Lab – Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, inspirado no conceito de laboratório de mídia, o espaço será dedicado à discussão das temáticas fundamentais da Agenda 2030 e de boas práticas, com ênfase em projetos midiáticos centrados no estudante como a trilha das mudanças climáticas que será realizada por estudantes indígenas e apresentação de curta-metragem.

Além das ações já mencionadas, haverá projetos de combate à notícias falsas, cineclubes, produção de minidocumentários feitos por estudantes migrantes, rádio e TV escolar da Educação de Jovens e Adultos (EJA) e até a equipe da Imprensa Jovem Mirim, formado por crianças da Educação Infantil, serão destaque no evento, comenta Carlos Lima, Coordenador do Núcleo de Educomunicação da Secretaria Municipal de Educação.

Para fazer inscrição e acessar a programação do evento, clique no link.

 

Currículo da Cidade e os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável

A Secretaria Municipal de Educação (SME-SP) em parceria com a Unesco Brasil é o primeiro em todo mundo a ter os objetivos de aprendizagem do Currículo da Cidade  relacionados aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, “Isso é muito importante, pois, além de permitir que os estudantes adquiram as competências fundamentais para uma educação de qualidade, os motiva a serem cidadãos ativos e com voz para a transformação do mundo para melhor”, explica Carlos Lima.

A ação reconhece a importância da participação dos estudantes para o alcance das 17 metas globais estabelecidas pela Assembleia Geral das Nações Unidas até 2030.

Combate às notícias falsas (fake news)

Em 2019, a Secretaria Municipal de Educação foi pioneira no Brasil ao implementar um curso de formação de professores para o combate às notícias falsas nas escolas.

Estudantes que dominam diferentes mídias atuam no combate às notícias falsas (fakes News) transformando o mundo em que vivem a partir de projetos e práticas curriculares que estimulam a liberdade de expressão e a participação de crianças, adolescentes, jovens e adultos que estudam nas escolas municipais.

Premiação e Reconhecimento da Unesco

O projeto Imprensa Jovem está presente em 417 escolas municipais de São Paulo, e ganhou o mundo sendo reconhecido internacionalmente com o Prêmio de Aprendizagem Criativa concedido pela UNESCO como referência global em evento Alfabetização Midiática e Informacional (AMI) realizado na Suécia.

Este tipo de iniciativa, implementada há 18 anos pelas políticas públicas e programas de educomunicação em São Paulo, alinhados à Alfabetização Midiática e Informacional (AMI), levou a Rede Municipal a ser reconhecida internacionalmente pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) e a Unesco como prática a ser replicada no mundo.

Em Gotemburgo, na Suécia, o mundo parou para ver as práticas desenvolvidas pelos estudantes que usam os coletes laranjas e fazem coberturas de evento, tendo facilidade com as mais diferentes mídias, promovendo a transformação do mundo para um lugar melhor”, finaliza Carlos.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Estudantes sentados na quadra jogando vôlei sentado.

DRE São Miguel realiza 1º Festival de Vivências Paralímpicas

Publicado em: 07/12/2022 8h24 - em Diretoria Regional de Educação São Miguel

Imagem onde se lê

SME realiza I Congresso de Educação em Gênero e Diversidade

Publicado em: 07/12/2022 8h18 - em Secretaria Municipal de Educação

imagem com o texto Esse Lugar Que Tanto Amo

Embaixada da França promove ações voltadas para profissionais da educação

Publicado em: 06/12/2022 4h24 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia mostra 5 estudantes sentados. Na frente deles há um tecido no chão, com cestas com frutas de brinquedo e livros em cima

Escola da Rede Municipal de SP monta barraca literária em feira livre

Publicado em: 06/12/2022 3h57 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia de uma estudante negra, ela está concentrada escrevendo no livro sobre sua mesa.

Está aberto período de inscrição para estudantes do Ensino Fundamental e Médio

Publicado em: 05/12/2022 12h43 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 1.302