Notícias

Programa Imprensa Jovem celebra 18 anos 

Evento acontece nesta sexta-feira (8) na Câmara Municipal de São Paulo; haverá lançamento de um Gibizão contando sobre o início do programa

Publicado em: 06/12/2023 17h37 | Atualizado em: 03/01/2024
Fotografia de dois estudantes sentado frente a frente em uma entrevista.

Nesta sexta-feira (8), o Programa Imprensa Jovem – Agência de Notícia na Escola celebra 18 anos com cerimônia na Câmara Municipal de São Paulo. O evento acontece no Auditório Prestes Maia, a partir das 14h. Em 2023, o programa está presente em 385 escolas da Rede Municipal de Ensino e atende cerca de 7 mil estudantes.

A cerimônia contará com a presença de autoridades, intervenção artística, participação de ex-integrantes do programa, além de lançamento do Gibizão sobre o início do Imprensa Jovem. Será um momento de comemoração e oportunidade de diálogo entre estudantes, professores, organizações e especialistas em educação e educomunicação. 

Entre as atrações, há destaque para a coletiva de imprensa conduzida pelos estudantes do Imprensa Jovem com o autor de “Até que a Morte nos Ampare”, Marcos Martinz. 

Já os relatos de práticas ficarão por conta da EMEF M’Boi Mirim com Projeto Detetives das Fake News, do Centro de Educação Infantil (CEI) Reimberg com o Projeto Imprensa Jovenzinha, e a parceria parceria entre os estudantes do Programa Imprensa Jovem e de Jornalismo da Universidade Metodista com a Revista Imprensa Jovem.

Confira aqui a programação completa.

O princípio de tudo 

A ação educativa teve início em uma reunião de pauta do projeto Rádio Escolar, na EMEF Pedro Teixeira, da DRE São Miguel, em 2005. A partir daí, cresceu, se expandiu pelas escolas municipais da capital e até pelo mundo. 

E para contar esta história haverá o lançamento do Gibizão “Imprensa Jovem – Estudante a tem voz – O princípio de tudo”, feito por Onézio Cruz. A publicação ganhará uma exposição no hall do Auditório Prestes Maia. 

Clique aqui para ver o Gibizão.

Imprensa Jovem

Ao participar do Imprensa Jovem os estudantes têm oportunidade de ampliar canais de comunicação da escola com a sua comunidade e produzir informações relevantes para suas realidades, além de desenvolverem habilidades para uma leitura crítica da mídia, combater a desinformação e Fake News.

Carlos Lima, idealizador do projeto e coordenador da Educomunicação, na SME-SP, considera  o momento um ponto histórico na Alfabetização Midiática Informacional na América Latina. “Após o reconhecimento da Unesco, com o Prêmio Aliança Global de Mídia e Informação, ganhamos o  mundo com um projeto que democratiza a participação do estudante na escola. Considerar como política pública de educação é apoiar a educação de qualidade prevista nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, disse.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Fotografia de mãos unidades e a logomarca da crece
Festival Literário

EMEF Célia Regina Lekevicius Consolin promove Festival literário para toda a comunidade

Publicado em: 19/04/2024 4h16 - em Diretoria Regional de Educação Jaçanã/Tremembé

Um professor segura o braço de uma estudante que sobe em uma corda. Ao fundo, uma floresta e um rio.

Estudantes da Rede Municipal visitam Polo de Ecoturismo de São Paulo

Publicado em: 18/04/2024 6h16 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia mostra seis pessoas sentadas em uma bancada vermelha, atrás deles se lê

Secretaria Municipal de Educação promove encontro formativo para educadores sobre proteção escolar

Publicado em: 18/04/2024 3h16 - em Secretaria Municipal de Educação

Uma criança com uniforme da prefeitura toca em um tablet em cima de uma mesa

Estudantes da Rede Municipal de Ensino ganham recurso para aprender Matemática

Publicado em: 18/04/2024 2h07 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 4 1.441