Notícias

Primeiro encontro do Curso “Viver Literatura 2017”

Professores lotaram o auditório da Academia Paulista de Letras no sábado, 8 de abril

Publicado em: 08/08/2017 15h23 | Atualizado em: 30/11/2020

Primeiro_encontro_do_Curso_Viver_Literatura_2017_740_x_430.jpg

No último sábado, 8 de abril, teve início o curso “Viver Literatura na Academia de Letras dos Professores da Cidade de São Paulo” (ALP). Aproximadamente 400 professores lotaram o auditório da Academia Paulista de Letras no período da tarde.

Após a abertura oficial, com a fala da professora Sueli Gonçalves, idealizadora do Projeto AEL, foi apresentado um vídeo da retrospectiva do Curso “Viver Literatura 2016”. Os professores participantes da última edição subiram ao palco e contaram aos novos cursistas qual autor escolheram como amigo literário, ou seja, o escritor que escolheram para aprofundar sua pesquisa e assumir a cadeira deste patrono na ALP.

A escritora Maria Lúcia Lopes, integrante da Academia de Letras de Campos de Jordão, esteve presente e deu boas-vindas a todos os professores.

Logo em seguida, alunos da Academia Estudantil de Letras (AEL) Cora Coralina, da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Luís Washington Vita, Diretoria Regional de Educação (DRE) Penha, apresentaram um “Passeio pela obra dramática de Chico Buarque”, cantando trechos de músicas como “Geni e o Zepelim” (Peça Ópera do Malandro), “Bárbara” (Peça Calabar) e Beatriz (Peça O grande Circo Místico)

002.jpg

Dando continuidade ao encontro, a professora Maria Aparecida da Silva Barreto, da Rede Municipal de Educação de Poá, e membro da APL, apresentou o primeiro seminário sobre o escritor, roteirista e dramaturgo Nelson Albissú. Cidinha, como é conhecida, se encantou com o Projeto AEL, anos atrás, quando conheceu a Professora Sueli e levou a ideia para a Escola Municipal de Ensino Básico (EMEB) Professor Walter de Almeida Monteiro, na cidade de Poá. Naquela época, no ano de 2011, era Coordenadora Pedagógica e fundou a Academia Estudantil de Letras, tendo como patrono o escritor Nelson Albissú.

005.jpg

O escritor, falecido no ano passado, foi homenageado na presença de familiares e representantes da AEL Nelson Albissu, de Poá, além de professores convidados.

Para completar a parte dos seminários, o professor e coordenador do Projeto AEL, na DRE Penha, Samir Ahmad dos Santos Mustapha, falou sobre “A obra teatral de Chico Buarque”, apresentando algumas músicas feitas para as peças “O grande circo místico”, “Dança da Meia Lua” e “O Corsário do Rei”. Explanou também, sobre as peças de Chico Buarque: Roda Viva (1968), Calabar, o Elogio da traição (1973), Gota d’água (1975) e Ópera do Malandro (1978).

006.jpg

Já no final da tarde, encerrando o primeiro encontro, os alunos da AEL Cora Coralina voltaram ao palco e encenaram “Os Saltimbancos”, ilustrando o tema abordado pelo professor Samir.

Alunos e as professoras Thalita Garcia Gomes, Ana Carolina Porto Leme Lira e Sonia Frazão, responsáveis pela AEL Cora Coralina, foram aplaudidos de pé, pelo auditório lotado.


Sobre o Viver Literatura 2017 –
O curso terá seis encontros mensais, até outubro, com o objetivo de ampliar o universo cultural dos professores, promover o protagonismo acadêmico e contribuir para a expansão das Academias Estudantis de Letras na Rede Municipal de Ensino de São Paulo.

Veja galeria

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Imagem com fundo azul claro no quadrante esquerdo na parte superior segue o texto
Foto de um trem de brinquedo de madeira. A primeira e a última parte são vagões ao centro, uma parte é a letra A em vermelho, outra a letra E em verde e outra a letra L em amarelo é

Academias Estudantis de Letras realizam mostra cultural online

Publicado em: 20/10/2021 8h00 - em Academia Estudantil de Letras

Imagem de um braço e uma mão segurando uma vacina para aplicar.

SME participa da Campanha Municipal de Multivacinação

Publicado em: 19/10/2021 2h42 - em Secretaria Municipal de Educação

Composição com quatro imagens . No primeiro quadrante de cima para baixo, da esquerda para direita: em fundo preto imagem de seis coroas coloridas feitas de fitas e missangas; no segundo quadrante a imagem do rosto de uma mulher negra, ela usa turbante dourado; no terceiro quadrante, vários frascos de perfumes com imagens e flores dentro deles; e no último há uma escultura.
Fotografia de uma professora e seus estudantes da EMEI sentados sobre uma toalha xadrez verde. Eles estão em um piquenique na área externa com grama, folhas secas e árvores. Ao fundo um homem está em pé, ele usa roupas e luvas verdes.

EMEI Parque Brasil inaugura o Bosque Arco-Íris

Publicado em: 19/10/2021 10h00 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 1.199