Notícias

Premiação destaca boas práticas de atendimento à primeira infância na região Sul de São Paulo

Vencedores receberão até R$ 5 mil em equipamentos e materiais

Publicado em: 13/11/2019 16h00 | Atualizado em: 04/05/2021
Imagem tirada de trás do palco pegando os convidados sentados em cadeiras sobre o palco e ao fundo a platéia.

 

Cerca de 400 pessoas participaram na última sexta-feira (8), do Seminário Intersetorial Primeira Infância: “As potências e os desafios no enfrentamento à vulnerabilidade”, iniciativa que teve por objetivo divulgar boas práticas de atendimento à primeira infância nos serviços da rede municipal direta e parceira de Educação, Saúde e Assistência Social nas regiões de Capela do Socorro, Parelheiros, M’Boi-Mirim e Campo Limpo.

 

Taize Grotto de Oliveira, que integra a Divisão de Gestão Democrática e Programas Intersecretarias, unidade da Coordenadoria dos CEUs e Educação Integral (COCEU), da Secretaria Municipal da Educação (SME), explica que o Acordo de Cooperação “Famílias que Cuidam” celebrado entre a SME e a Instituição PLAN International enfatiza a importância do cuidado necessário à primeira infância e, sobretudo, aos adultos que participam de seu desenvolvimento, tecendo, desta forma, uma rede de apoio e afeto à família por meio dos serviços de atendimento à primeira infância.

 

“O projeto vem para melhorar o desenvolvimento integral de crianças de 0 a 6 anos, por meio de ações intersetoriais direcionadas ao fortalecimento das competências familiares, envolvendo as crianças, mães e pais, cuidadores, profissionais de saúde, educação e assistência social”, explicou Taize.

 

Durante o evento foram anunciados os projetos finalistas do Prêmio da Primeira Infância em São Paulo, iniciativa criada para premiar boas práticas de atendimento à primeira infância nos serviços da rede direta e da conveniada de saúde, educação e assistência social nos bairros da zona sul da Cidade de São Paulo. Foram eles:

 

Imagem do palco da Premiação de Boas Práticas De Atendimento à Primeira Infância.

 

Na área de Assistência Social, os indicados foram:

 

  • SASF Campo Limpo, que realizou visitas domiciliares; atividades grupais (reuniões com os responsáveis e as crianças, oficinas lúdicas) e atividades culturais.

 

  • SASF Capão Redondo I, que realizou visitas para orientar as famílias a respeito da importância do brincar, as possibilidades de construção de espaço saudável e seguro para o desenvolvimento integral das crianças.

 

Na área da Saúde, os indicados foram:

 

  • UBS Jardim Eliane, com o projeto “Brincar é coisa séria” cujo objetivo é o resgate e a valorização do brincar em um território permeado pela vulnerabilidade econômica e social, onde o brincar muitas vezes não tem espaço para existir.

 

  • UBS Cantinho do Céu, com o atendimento em grupo de estimulação Neuromotora e risco psíquico, rede de contato com unidades educacionais locais.

 

Na área da Educação, os finalistas foram:

 

  • CEI Flamboyant, cujo Projeto Político Pedagógico (PPP) busca oportunizar à criança ter acesso a materiais de largo alcance, possibilitando aos bebês e crianças escolherem com o que eles querem brincar, proporcionando uma interação que aguçe a imaginação, a criação e os tornem atores das suas próprias descobertas.

 

  • CEI Natalia Pedroso Rosemburg, com o Projeto Horta, que fortaleceu as relações entre a escola e a comunidade, integrando as famílias, permitindo que nossos bebês e crianças tivessem contato com a natureza, interferido positivamente no meio ambiente.

 

  • CEI São Norberto, com o Projeto Flor de Mãe para orientações às famílias sobre os cuidados básicos de higiene do bebê e esclarecimentos com profissional da área da saúde sobre os procedimentos correto de fazer a ordenha, higiene, massagem, alimentação e rotina integral do bebê em nosso espaço.

 

Imagem de uma criança de pé em frente a platéia tirando foto com um celular.

 

 

Dentre os finalistas, os vencedores foram o SASF Capão Redondo I, a UBS Jardim Eliane e o CEI São Norberto – Projeto Flor de Mãe que receberão até 5 mil reais em equipamentos e materiais. A professora-cantora Yara Barros entoou canções da Música Popular Brasileira.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Estudante do Imprensa Jovem opera equipamentos de rádio.
Imagem mostra estudantes da EMEF Marechal representando a Prefeitura de SP em Torneio no Clube Paulistano em 2019

Projeto que ensina xadrez completa dez anos na EMEF Marechal

Publicado em: 14/06/2021 2h48 - em Secretaria Municipal de Educação

Imagem possui quatro quadrantes cada um com um tabuleiro de Jogo da Onça diferente.

Saem os premiados do II Concurso do Jogo da Onça 2021

Publicado em: 11/06/2021 8h13 - em Secretaria Municipal de Educação

Imagem de duas meninas sentadas lado a lado com um livro sobre suas pernas. Elas estão em uma área externa com árvores ao fundo, sentadas sobre um brinquedo de madeira e olham para o livro. Na parte superior centralizada, o texto: Sala de Leitura: vivências, saberes e práticas
Imagem mostra a silhueta de uma cabeça e o cérebro, ambos em tons de azul, ao redor vários símbolos coloridos que se conectam ao cérebro.
1 2 3 1.166