Notícias

Premiação destaca boas práticas de atendimento à primeira infância na região Sul de São Paulo

Vencedores receberão até R$ 5 mil em equipamentos e materiais

Publicado em: 13/11/2019 16h00 | Atualizado em: 06/08/2021
Imagem tirada de trás do palco pegando os convidados sentados em cadeiras sobre o palco e ao fundo a platéia.

 

Cerca de 400 pessoas participaram na última sexta-feira (8), do Seminário Intersetorial Primeira Infância: “As potências e os desafios no enfrentamento à vulnerabilidade”, iniciativa que teve por objetivo divulgar boas práticas de atendimento à primeira infância nos serviços da rede municipal direta e parceira de Educação, Saúde e Assistência Social nas regiões de Capela do Socorro, Parelheiros, M’Boi-Mirim e Campo Limpo.

 

Taize Grotto de Oliveira, que integra a Divisão de Gestão Democrática e Programas Intersecretarias, unidade da Coordenadoria dos CEUs e Educação Integral (COCEU), da Secretaria Municipal da Educação (SME), explica que o Acordo de Cooperação “Famílias que Cuidam” celebrado entre a SME e a Instituição PLAN International enfatiza a importância do cuidado necessário à primeira infância e, sobretudo, aos adultos que participam de seu desenvolvimento, tecendo, desta forma, uma rede de apoio e afeto à família por meio dos serviços de atendimento à primeira infância.

 

“O projeto vem para melhorar o desenvolvimento integral de crianças de 0 a 6 anos, por meio de ações intersetoriais direcionadas ao fortalecimento das competências familiares, envolvendo as crianças, mães e pais, cuidadores, profissionais de saúde, educação e assistência social”, explicou Taize.

 

Durante o evento foram anunciados os projetos finalistas do Prêmio da Primeira Infância em São Paulo, iniciativa criada para premiar boas práticas de atendimento à primeira infância nos serviços da rede direta e da conveniada de saúde, educação e assistência social nos bairros da zona sul da Cidade de São Paulo. Foram eles:

 

Imagem do palco da Premiação de Boas Práticas De Atendimento à Primeira Infância.

 

Na área de Assistência Social, os indicados foram:

 

  • SASF Campo Limpo, que realizou visitas domiciliares; atividades grupais (reuniões com os responsáveis e as crianças, oficinas lúdicas) e atividades culturais.

 

  • SASF Capão Redondo I, que realizou visitas para orientar as famílias a respeito da importância do brincar, as possibilidades de construção de espaço saudável e seguro para o desenvolvimento integral das crianças.

 

Na área da Saúde, os indicados foram:

 

  • UBS Jardim Eliane, com o projeto “Brincar é coisa séria” cujo objetivo é o resgate e a valorização do brincar em um território permeado pela vulnerabilidade econômica e social, onde o brincar muitas vezes não tem espaço para existir.

 

  • UBS Cantinho do Céu, com o atendimento em grupo de estimulação Neuromotora e risco psíquico, rede de contato com unidades educacionais locais.

 

Na área da Educação, os finalistas foram:

 

  • CEI Flamboyant, cujo Projeto Político Pedagógico (PPP) busca oportunizar à criança ter acesso a materiais de largo alcance, possibilitando aos bebês e crianças escolherem com o que eles querem brincar, proporcionando uma interação que aguçe a imaginação, a criação e os tornem atores das suas próprias descobertas.

 

  • CEI Natalia Pedroso Rosemburg, com o Projeto Horta, que fortaleceu as relações entre a escola e a comunidade, integrando as famílias, permitindo que nossos bebês e crianças tivessem contato com a natureza, interferido positivamente no meio ambiente.

 

  • CEI São Norberto, com o Projeto Flor de Mãe para orientações às famílias sobre os cuidados básicos de higiene do bebê e esclarecimentos com profissional da área da saúde sobre os procedimentos correto de fazer a ordenha, higiene, massagem, alimentação e rotina integral do bebê em nosso espaço.

 

Imagem de uma criança de pé em frente a platéia tirando foto com um celular.

 

 

Dentre os finalistas, os vencedores foram o SASF Capão Redondo I, a UBS Jardim Eliane e o CEI São Norberto – Projeto Flor de Mãe que receberão até 5 mil reais em equipamentos e materiais. A professora-cantora Yara Barros entoou canções da Música Popular Brasileira.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Imagem mostra três meninos brincando em um brinquedo inflável e sendo molhados por um jato de água.
Estudante é vacinada em escola municipal

Saúde inicia vacinação de adolescentes em escolas da rede pública de SP

Publicado em: 25/11/2021 5h23 - em Secretaria Municipal de Educação

Estudantes e professores em atividade na EMEF Amorim Lima

Estudantes da EMEF Amorim Lima realizam exposição sobre poluição luminosa

Publicado em: 24/11/2021 4h32 - em Secretaria Municipal de Educação

Professora de ensino fundamental em sala de aula

SME vai contratar 6.889 professores para diversas funções

Publicado em: 24/11/2021 2h15 - em Secretaria Municipal de Educação

banner de divulgação da VI Jornada Pedagógica

Profissionais da Educação Infantil participam da VI Jornada Pedagógica

Publicado em: 24/11/2021 11h39 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 1.210