Notícias

PMLLLB realiza III Seminário sobre Leitura e Políticas Públicas

O Seminário foi planejado tendo como perspectiva promover estratégias de democratização do acesso ao livro.

Publicado em: 22/12/2023 16h36 | Atualizado em: 22/12/2023
Fotografia mostra 3 pessoas em um palco de um teatro. Ao fundo percebe-se um telão com o texto III Seminário Plano Municipal do Livro, Leitura, Literatura e Biblioteca

O Plano Municipal do Livro, Leitura, Literatura e Biblioteca (PMLLLB) realizou, no mês de dezembro, o Seminário “Políticas Públicas: como atender às demandas da sociedade em relação à leitura?” evento que ocorreu no Centro Cultural São Paulo (CCSP).

O evento ocorreu no dia 12 e marcou o fim da atual gestão dos conselheiros do plano, encerrada em dezembro de 2023, possibilitando um balanço das ações públicas na cidade nos últimos dois anos bem como necessidade e demandas dentro dos diagnósticos apresentados.

Na abertura do Seminário, a cantora Joy Santana, professora da rede municipal de Ensino da Prefeitura de São Paulo, fez uma abertura artística, apresentando canções autorais e novas interpretações de músicas compostas por outros letristas.

A primeira mesa do evento reuniu representantes da Secretaria Municipal de Educação (SME), da Secretaria Municipal de Cultura (SMC) e dos conselheiros civis do PMLLLB. Guilherme Cunha de Carvalho, Samir Mustapha dos Santos e Paula Felice, representantes da SME, destacaram ações como a promoção da bibliodiversidade nos acervos das Salas e Espaços de Leitura nas unidades escolares, o suporte a projetos que formam leitores, como a Academia Estudantil de Letras (AEL), e ações formativas com os bibliotecários dos CEUs.

Raquel da Silva Oliveira, coordenadora geral do Sistema Municipal de Bibliotecas e representante da SMC, destacou que o PMLLLB guia todas as ações da secretaria. Lizandra Magon (vice-presidente da Liga Brasileira de Editoras (LIBRE)), representante dos conselheiros, destacou avanços a partir das elaborações dos conselheiros, como o financiamento das festas literária, e pautas a serem desenvolvidas pela próxima gestão, como a possibilidade das feiras literárias também serem financiadas.

Após a primeira mesa, Nádia Patrícia Ribeiro, Doutoranda em Literatura e Crítica Literária (PUC-SP) Mestre em Educação (USCS) Especialista em Cultura e Literatura e Literatura Brasileira, apresentou o Projeto PLIT (Programa-Laboratório Integrado Transdisciplinar), que é liderado por Michaella Pivetti (Designer e Professora colaboradora da Faculdade Belas Artes / Pós-doutoranda da PUC – SP). Elaborado na cultura de design e projeto, o Programa-laboratório é destinado à construção de modelos inter e transdisciplinares, propondo a aproximação da literatura com outras áreas do conhecimento a partir de uma perspectiva de pesquisa inovadora.

Na primeira mesa da tarde, Silvani Chagas (uma das fundadoras da Biblioteca Comunitária Caminhos da Leitura e da Rede LiteraSampa) e Ângela Aparecida de São José Ferreira (gestora da Biblioteca Comunitária de Heliópolis/UNAS ) apontaram os desafios para a existência das bibliotecas comunitárias, mostrando a importância de que haja mais editais de fomento, como a primeira edição de fomento lançada neste ano pela SMC.

Por último, Lizandra Magon, representando o mercado do livro, e Mouzar Benedito (autor diversos livros, entre eles “Pobres, porém perversos”), representando os escritores, refletiram sobre a dificuldade das livrarias de se manterem abertas diante da concorrência de megalojas na internet, a necessidade de mais diversidade de gênero nos catálogos das editoras e a necessidade de programas de fomento a escritores independentes.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

1 2 3 4 1.440