Notícias

Mais atenção aos protocolos de segurança nas aulas presenciais da rede pública municipal

4,5 mil mães de alunos auxiliarão no cumprimento dos protocolos sanitários de controle da Covid-19

Publicado em: 02/03/2021 13h39 | Atualizado em: 04/05/2021
Criança tendo sua temperatura aferida na porta da escola

O mês de março começa e, com ele, mais de três mil mães e moradoras das comunidades escolares iniciam trabalho junto aos educadores e estudantes que retornaram às aulas presenciais na rede pública municipal. Com o Programa Operação Trabalho (POT) Volta às Aulas, escolas passam a contar com mais auxílio para o cumprimento dos protocolos sanitários de controle da Covid-19.

As contratadas executarão tarefas importantes no dia a dia das Unidades Educacionais. Atuarão no monitoramento para o cumprimento das normas de distanciamento social, uso correto da máscara e do álcool em gel entre os estudantes.  Apoiarão os funcionários da escola para as boas práticas de higienização e segurança, com aferição de temperatura, higienização de equipamentos escolares e ambientes de uso coletivo.

No primeiro dia, 3.156 mulheres já assumiram suas vagas. As que foram convocadas para o trabalho, mas não puderam comparecer nos dias agendados, ainda podem procurar um dos 13 postos do CATE entre 10h e 16h para regularizar sua situação. O programa prevê a contratação de 4.590 pessoas.

Cada escola receberá três mulheres por seis meses.  Elas serão capacitadas pela Escola Municipal de Educação Profissional e Saúde Pública Professor Makiguti, que é vinculada à Secretaria do Trabalho.

Capacitação

Para atuar na função, as selecionadas serão capacitadas por meio de um curso on-line. Durante o período de permanência no POT Volta às Aulas, as participantes deverão cumprir também outras 24 horas mensais de qualificação profissional no Portal do Cate (cate.prefeitura.sp.gov.br).

POT Volta às Aulas

A iniciativa é uma parceria entre a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo e as secretarias municipais de Saúde e da Educação. As 4.590 mulheres selecionadas recebem uma bolsa auxílio no valor de R$ 1.155,00 mensais para uma jornada de trabalho de 30 horas semanais divididas em 6 horas por dia. O período de atividades tem duração de seis meses, de fevereiro a julho de 2021.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

EMEF cria escape room sobre mitologia grega para estimular o raciocínio lógico dos estudantes

EMEF cria escape room sobre mitologia grega para estimular o raciocínio lógico dos estudantes

Publicado em: 02/12/2022 1h47 - em Secretaria Municipal de Educação

foto ilustrativa de estágio

Prática de estágio em escola municipal é reconhecida pela Prefeitura de São Paulo

Publicado em: 02/12/2022 12h18 - em Diretoria Regional de Educação São Mateus

Educador Em Destaque

SME homenageia e premia professores da Rede Municipal no Educador em Destaque 2022

Publicado em: 01/12/2022 4h25 - em Secretaria Municipal de Educação

Uniceu

Quatro polos da Rede UniCEU estão com inscrições abertas para especialização gratuita

Publicado em: 01/12/2022 2h32 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotofrafia de uma pessoa com jaleco branco segurando uma escova de dentes gigantes e conversando com uma criança e duas pessoas adultas ao lado dela. Todos estão sorrindo e sentados à mesa que também possui uma dentadura gigante sobre ela.

Secretarias da Saúde e da Educação oficializam Programa Saúde na Escola

Publicado em: 01/12/2022 1h08 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 1.300