Notícias

Live discute programa que oferece aulas de português aos migrantes em São Paulo

Transmissão ao vivo tratará da iniciativa que proporciona à população migrante possibilidade de inserção social

Publicado em: 27/05/2021 13h05 | Atualizado em: 27/05/2021

Banner de divulgação da live Portas Abertas Português Para Imigrantes 2021 que vai acontecer no dia 28/05, às 14h, pelo facebook da SMENesta sexta-feira (28), às 14 horas, a Secretaria Municipal de Educação de São Paulo irá promover uma live para discutir o panorama e as novas perspectivas do Programa Portas Abertas: Português para os Imigrantes. A ação mostrará a iniciativa da cidade que proporciona à população migrante da capital aulas de português que auxiliam na inserção social. A transmissão será feita na página do Facebook da Secretaria Municipal de Educação e é aberta a qualquer pessoa interessada. 

Questões como o panorama da população migrante em São Paulo, o percurso do Programa Portas Abertas, possibilidades a partir do novo material didático que é específico para as aulas, processo de escrita e conteúdo do material, além de relato de prática de uma professora do projeto serão tratados no evento online.

O Programa Portas Abertas: Português para Imigrantes é uma iniciativa conjunta entre as Secretarias Municipais de Educação e a de Direitos Humanos e Cidadania que proporciona à população migrante aulas de português para que essas pessoas usufruam de seus direitos como cidadãos, acessem os serviços públicos e o mercado de trabalho. Podem participar da iniciativa pessoas com idade igual ou superior a 18 anos, independentemente de sua situação documental.

Acesse os materiais do Programa Portas Abertas: Português para Imigrantes

Farão parte da apresentação:

Fernando Padula (Secretário Municipal de Educação). É Bacharel em Direito e servidor público do Governo do Estado de São Paulo. Pós-graduado no programa Latino-Americano de Governabilidade, gerência política e gestão pública. É mestrando em Cidades Inteligentes e Sustentáveis. Já atuou na Secretaria Estadual de Projetos Orçamento e Gestão, no Arquivo Público do Estado de São Paulo, na Secretaria Estadual da Educação de São Paulo e na Secretaria Estadual de Assistência e Desenvolvimento Social.

Ana Claudia Carletto (Secretária Municipal de Direitos Humanos e Cidadania). É mestra em Cidades Inteligentes e Sustentáveis. Já atuou na Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida da Prefeitura de São Paulo, na Câmara Federal, na Assembleia Legislativa de São Paulo e na Câmara Municipal de São Paulo. Ocupou o cargo de secretária executiva adjunta de Políticas para Mulheres da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania. 

Felipe Costa – Diretor do Núcleo Técnico de Currículo (SME)

Vinicius Duque – Coordenador de Políticas para Imigrantes e Promoção do Trabalho Decente na Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania. É advogado e mestrando em Gestão de Políticas Públicas.

Carolinne Mendes – está à frente das ações para os Povos Migrantes no NEER (Núcleo de Educação para as Relações Étnico-Raciais) da SME. É professora de história, doutora e mestre em História pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, onde ministra cursos de extensão e realiza pesquisas nas áreas de relações raciais e de gênero no Brasil e história e audiovisual.

Bryan Sempertegui – Imigrante boliviano, gestor de políticas públicas e assessor da Coordenação de Políticas para Imigrantes e Promoção do Trabalho Decente da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania.

Mariana Alcalay – Oficial de projetos do Setor de Educação da Representação da UNESCO no Brasil, responsável pela área de Educação para o Desenvolvimento Sustentável e ponto focal para a resposta humanitária para migrantes venezuelanos. É mestre em direitos humanos, especialista em assistência humanitária e manutenção da paz internacional e bacharel em Relações Internacionais.

Ingrid Lidyane S. Silva – Mestranda do Programa de Pós-Graduação Humanidades, Direitos e Outras Legitimidades. Elaborou o livro didático, nível avançado, do Projeto Portas Abertas: Português Para Imigrantes. Concluiu Iniciação Científica em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação e em Linguística Africana. É educadora e atua promovendo formações em arte e cultura negra para professores, estudantes e interessados em literaturas africanas e afro-diaspórica.

Norma Vieira – Fez bacharelado e licenciatura em Ciências Sociais. Atua como docente na Rede Municipal de Educação. Lecionou em turmas do Portas Abertas: Português Para Imigrantes nas escolas municipais.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Imagem com fundo verde onde se lê 18ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas - OBMEP - IMPA - Somando novos talentos para o Brasil
Plateia Da Reunião Escolar

Integrantes da DRE Guaianases participam de reunião de Organização Escolar

Publicado em: 02/02/2023 2h45 - em Diretoria Regional de Educação Guaianases

Whatsapp Image 2023 02 01 At 12.13.21

Reunião de Organização Inicial 2023

Publicado em: 02/02/2023 12h23 - em Diretoria Regional de Educação Guaianases

fotografia de uma mulher auxiliando crianças no processo de higiene Mães Guardiãs
Foto da reunião de planejamento

SME recebe entidades sindicais para diálogo das ações de 2023

Publicado em: 01/02/2023 11h03 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 4 1.312