Notícias

Live discute programa que oferece aulas de português aos migrantes em São Paulo

Transmissão ao vivo tratará da iniciativa que proporciona à população migrante possibilidade de inserção social

Publicado em: 27/05/2021 13h05 | Atualizado em: 27/05/2021

Banner de divulgação da live Portas Abertas Português Para Imigrantes 2021 que vai acontecer no dia 28/05, às 14h, pelo facebook da SMENesta sexta-feira (28), às 14 horas, a Secretaria Municipal de Educação de São Paulo irá promover uma live para discutir o panorama e as novas perspectivas do Programa Portas Abertas: Português para os Imigrantes. A ação mostrará a iniciativa da cidade que proporciona à população migrante da capital aulas de português que auxiliam na inserção social. A transmissão será feita na página do Facebook da Secretaria Municipal de Educação e é aberta a qualquer pessoa interessada. 

Questões como o panorama da população migrante em São Paulo, o percurso do Programa Portas Abertas, possibilidades a partir do novo material didático que é específico para as aulas, processo de escrita e conteúdo do material, além de relato de prática de uma professora do projeto serão tratados no evento online.

O Programa Portas Abertas: Português para Imigrantes é uma iniciativa conjunta entre as Secretarias Municipais de Educação e a de Direitos Humanos e Cidadania que proporciona à população migrante aulas de português para que essas pessoas usufruam de seus direitos como cidadãos, acessem os serviços públicos e o mercado de trabalho. Podem participar da iniciativa pessoas com idade igual ou superior a 18 anos, independentemente de sua situação documental.

Acesse os materiais do Programa Portas Abertas: Português para Imigrantes

Farão parte da apresentação:

Fernando Padula (Secretário Municipal de Educação). É Bacharel em Direito e servidor público do Governo do Estado de São Paulo. Pós-graduado no programa Latino-Americano de Governabilidade, gerência política e gestão pública. É mestrando em Cidades Inteligentes e Sustentáveis. Já atuou na Secretaria Estadual de Projetos Orçamento e Gestão, no Arquivo Público do Estado de São Paulo, na Secretaria Estadual da Educação de São Paulo e na Secretaria Estadual de Assistência e Desenvolvimento Social.

Ana Claudia Carletto (Secretária Municipal de Direitos Humanos e Cidadania). É mestra em Cidades Inteligentes e Sustentáveis. Já atuou na Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida da Prefeitura de São Paulo, na Câmara Federal, na Assembleia Legislativa de São Paulo e na Câmara Municipal de São Paulo. Ocupou o cargo de secretária executiva adjunta de Políticas para Mulheres da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania. 

Felipe Costa – Diretor do Núcleo Técnico de Currículo (SME)

Vinicius Duque – Coordenador de Políticas para Imigrantes e Promoção do Trabalho Decente na Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania. É advogado e mestrando em Gestão de Políticas Públicas.

Carolinne Mendes – está à frente das ações para os Povos Migrantes no NEER (Núcleo de Educação para as Relações Étnico-Raciais) da SME. É professora de história, doutora e mestre em História pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, onde ministra cursos de extensão e realiza pesquisas nas áreas de relações raciais e de gênero no Brasil e história e audiovisual.

Bryan Sempertegui – Imigrante boliviano, gestor de políticas públicas e assessor da Coordenação de Políticas para Imigrantes e Promoção do Trabalho Decente da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania.

Mariana Alcalay – Oficial de projetos do Setor de Educação da Representação da UNESCO no Brasil, responsável pela área de Educação para o Desenvolvimento Sustentável e ponto focal para a resposta humanitária para migrantes venezuelanos. É mestre em direitos humanos, especialista em assistência humanitária e manutenção da paz internacional e bacharel em Relações Internacionais.

Ingrid Lidyane S. Silva – Mestranda do Programa de Pós-Graduação Humanidades, Direitos e Outras Legitimidades. Elaborou o livro didático, nível avançado, do Projeto Portas Abertas: Português Para Imigrantes. Concluiu Iniciação Científica em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação e em Linguística Africana. É educadora e atua promovendo formações em arte e cultura negra para professores, estudantes e interessados em literaturas africanas e afro-diaspórica.

Norma Vieira – Fez bacharelado e licenciatura em Ciências Sociais. Atua como docente na Rede Municipal de Educação. Lecionou em turmas do Portas Abertas: Português Para Imigrantes nas escolas municipais.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Educador Em Destaque

SME homenageia e premia professores da Rede Municipal no Educador em Destaque 2022

Publicado em: 01/12/2022 4h25 - em Secretaria Municipal de Educação

Uniceu

Quatro polos da Rede UniCEU estão com inscrições abertas para especialização gratuita

Publicado em: 01/12/2022 2h32 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotofrafia de uma pessoa com jaleco branco segurando uma escova de dentes gigantes e conversando com uma criança e duas pessoas adultas ao lado dela. Todos estão sorrindo e sentados à mesa que também possui uma dentadura gigante sobre ela.

Secretarias da Saúde e da Educação oficializam Programa Saúde na Escola

Publicado em: 01/12/2022 1h08 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia de uma mão fazendo o sinal de libras seguida da palavra LIBRAS

SME abre credenciamento para instrutores, intérpretes e guias-intérpretes de Libras/Língua Portuguesa

Publicado em: 30/11/2022 12h22 - em Secretaria Municipal de Educação

SAEL 50 Anos

SME celebra os 50 anos das Salas de Leitura nas escolas municipais

Publicado em: 29/11/2022 6h44 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 1.300