Notícias

Literatura Russa na EMEF Professor João Carlos da Silva Borges

Atividades abordam autores clássicos da literatura do país-sede da Copa do Mundo

Publicado em: 03/07/2018 14h52 | Atualizado em: 30/11/2020

literatura_russa_740_x_430.jpg

Durante os dias 20 e 21 de junho, a Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Professor João Carlos da Silva Borges, da Diretoria Regional de Educação (DRE) Ipiranga, entrou no clima da Copa do Mundo na Rússia e promoveu atividades ligadas à literatura do país-sede da competição.

No dia 20 de junho, a unidade recebeu a palestra do jornalista e escritor Marcelo Coelho sobre o livro “De Quanta Terra o Homem Precisa”, de Liev Tolstói. Já no dia 21, Cecília Rosas, mestre e doutora em Literatura e Cultura Russa pela FFLCH-USP, realizou a leitura de “O Conto Maravilhoso de Tsar Saltan”, de Alexandre Pushkin.

Além disso, durante os dois dias foram desenvolvidos trabalhos de leitura compartilhada com as obras das palestras. O livro “De quanta terra precisa o homem” foi lido com os estudantes dos 6ºs anos A e B, e a obra “O Conto Maravilhoso de Tsar Saltan” foi trabalhada com os estudantes do 7º B durante as aulas de História, do professor Gonçalo de Andréz Fernandez, e na Sala de Leitura.

“A ideia de adotarmos o livro de Tolstói me veio a partir da leitura do posfácio ‘O século XXI precisa de Tolstói?’, escrito pela professora Denise Sales, tradutora de russo e professora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Já a escolha recaiu sobre Pushkin por várias razões: ele é um escritor muito importante na Rússia, seu nome está presente por toda parte, em logradouros públicos, museus e estações de metrô e ele é descendente de negros. Há, também, uma coincidência notável em sua obra: a pesquisadora Jerusa Pires Ferreira, em seu livro ‘Matrizes impressas do oral – conto russo no sertão’, identificou um cordel com a mesma história do conto de Pushkin: trata-se do “O romance do príncipe Guidon”, de Severino Milanês da Silva. No estudo de Jerusa, intitulado “Pushkin no sertão”, adverte-se que provavelmente o autor do cordel conhecia o conto do Tsar Saltan. Nesse caso, a nossa atenção se direciona para o que há de universal nos contos populares”, relata o professor Gonçalo.

literatura_russa_2_740_x_430.jpg

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Banner de divulgação do V Seminário Agosto Indígena - 2022 - Indígenas na cidade, São Paulo Terra Indígena. Fotografia estilizada de crianças indígenas brincando em uma árvore. Ao fundo, imagem estilizada de pontos turísticos da cidade de São Paulo.

SME promove seminário ‘Agosto Indígena’ no Theatro Municipal de SP nesta segunda (15)

Publicado em: 11/08/2022 4h42 - em Secretaria Municipal de Educação

Quatro estudantes estão sentadas em suas carteiras, há um livro na frente deles. Uma menina aparece à frente da fotografia, os outros estão desfocados mais ao fundo.

Dia do Estudante: Veja sete curiosidades da Rede Municipal de São Paulo

Publicado em: 11/08/2022 1h23 - em Secretaria Municipal de Educação

Oito pessoas estão sentadas, uma ao lado da outra, em cadeiras sob o palco. Atrás delas, há uma imagem projetada no telão com com oito fotografias. No canto esquerdo do palco, na frente, há um púlpito com uma faixa escrito

DRE Guaianases realiza 6º Vozes Estudantis em Movimento em comemoração ao Dia do Estudante

Publicado em: 11/08/2022 10h46 - em Diretoria Regional de Educação Guaianases

Professor e estudantes que jogam Carcassonne posando para foto.

Campeão nacional de carcassonne aprendeu jogo com professor da Rede Municipal

Publicado em: 10/08/2022 12h03 - em Secretaria Municipal de Educação

Sala de aula com estudantes da Educação de Jovens e Adultos.
1 2 3 4 5 1.263