Notícias

III Prêmio de Educação em Direitos Humanos premia escolas de Itaquera

A premiação visa incentivar e estimular a cultura de proteção aos direitos humanos.

Publicado em: 16/12/2015 10h36 | Atualizado em: 30/11/2020
direitos_humanos_740_x_430.jpg

No último dia 10 de dezembro, no Auditório do Ibirapuera, as Secretarias Municipais de Direitos Humanos e Cidadania e de Educação, em parceria, realizaram a cerimônia de premiação do projeto “III Prêmio de Educação em Direitos Humanos”, que visa incentivar e estimular a cultura de proteção aos direitos humanos. A homenageada da noite foi a Deputada Federal Luiza Erundina, reconhecida pela promoção e defesa dos direitos humanos.

A Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Vicentina Ribeiro da Luz foi premiada com o 2º lugar na categoria “Estudantes”, com o projeto “A Declaração Universal dos Direitos Humanos da EMEF Vicentina Ribeiro da Luz”, desenvolvido pela Coordenadora Pedagógica Marcela Moreira Cerencio e a Professora Lisandra de Moraes Domingues. O Centro Integrado de Educação de Jovens e Adultos (CIEJA) de Itaquera recebeu a Menção Honrosa na categoria “Professores”, pelo projeto “Adaptação do currículo para uma inclusão mais efetiva”, do Professor Marcos Vitorino da Silva. Ambas as instituições fazem parte da Diretoria Regional de Educação (DRE) de Itaquera.

Segundo o Professor Marcos Vitorino da Silva, ele conheceu o Prêmio de Educação em Direitos Humanos neste ano de 2015 e não tinha noção da importância do evento. “Só tive noção quando estive lá, com a presença do Prefeito, da Secretária de Educação Adjunta, do Secretário de Direitos Humanos, a deputada Luiza Erundina, homenageada da noite, sem contar os outros professores de peso que fazem a avaliação dos projetos, os projetos que foram premiados. Só estando lá que tive a dimensão do tema”, concluiu Marcos.

Leia Também
Melhores projetos de Educação em Direitos Humanos são premiados

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

1 2 3 1.312