Notícias

Fundação da Academia Estudantil de Letras Vinícius de Moraes

São 27 academias em escolas da Rede Municipal de Ensino

Publicado em: 08/08/2017 15h50 | Atualizado em: 30/11/2020

academia_estudantil_740_x_430.jpg

No dia 8 de agosto, o Teatro Nair Bello, do CEU Quinta do Sol, na zona leste de São Paulo, foi o palco da cerimônia da inauguração da Academia Estudantil de Letras (AEL) Vinícius de Moraes, da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Firmino Tibúrcio da Costa, a 27ª AEL da Rede Municipal de Ensino da cidade de São Paulo.

No evento, os alunos da AEL Vinícius de Moraes foram recepcionados pelos integrantes da AEL Cora Coralina, a 26ª AEL, da EMEF Prof. Luis Washington Vita, em um cerimonial onde cada integrante da nova academia recebeu uma rosa de um estudante da AEL Cora Coralina e tomou posse de sua cadeira.

Além dos alunos da AEL Cora Coralina, comparecerem ao evento os integrantes da AEL Padre Antônio Vieira (EMEF Padre Antônio Vieira), a primeira AEL da Rede Municipal de Ensino e das AELs Eva Furnari (EMEF Barão de Mauá), AEL Arnaldo Antunes (EMEF Prof. Antônio Carlos Rocha) e AEL Pedro Bandeira (EMEF Saturnino Pereira), as três em processo de formação.

“Sempre que nasce uma nova AEL representa muito para mim! É a consolidação de um trabalho iniciado meses, às vezes até anos antes na escola. Um ‘trabalho de formiguinha’ até chegar ao grande dia da posse dos alunos”, disse Maria Sueli Fonseca Gonçalves, coordenadora das Academias Estudantis de Letras e assistente técnico de educação na Divisão Técnica de Programas Especiais da Diretoria Regional de Educação Penha.

Segundo Sueli, a próxima AEL a ser fundada deverá ser a AEL Pedro Bandeira (EMEF Saturnino Pereira), a primeira AEL da Diretoria Regional de Educação (DRE) Guianases, em cerimônia que será realizada no CEU Inácio Monteiro no dia 6 de setembro.

Já no dia 30 de outubro acontecerá a cerimônia de inauguração da AEL Graciliano Ramos (EMEF Chico Mendes) no CEU Aricanduva. Será a segunda AEL da DRE Itaquera.

Academia Estudantil de Letras – Criada em 2005 na Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Padre Antonio Vieira pela professora Maria Sueli Fonseca Gonçalves, atual assistente técnico de educação na Divisão Técnica de Programas Especiais da Diretoria Regional de Educação Penha, a Academia Estudantil de Letras estimula o gosto pela leitura e pela escrita ao trabalhar a autoestima dos alunos da RME. Em aulas que acontecem uma vez por semana no contraturno escolar, os estudantes tomam contato com a obra e vida de autores que vão dos clássicos aos contemporâneos. Na capital paulista já são 27 Academias Estudantis de Letras instaladas em escolas da Rede Municipal de Ensino.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Fotografia de dois estudantes sentado frente a frente em uma entrevista.

Programa Imprensa Jovem celebra 18 anos 

Publicado em: 06/12/2023 5h37 - em Educomunicação

Fotografia de uma mulher negra com cabelos longos. Elá está em frente a um painel cheio de gráficos e outras imagens. Ela aponta com a mão direita para um dos gráficos e olha para duas pessoas que estão sentadas de costas para a câmera.

SME divulga lista final de habilitados para credenciamento de formadores

Publicado em: 05/12/2023 4h22 - em Secretaria Municipal de Educação

Arte com fundo branco e desenhos abstratos coloridos. Se lê

4º Encontro Municipal dos Grêmios Estudantis reunirá mais de 3 mil participantes nesta terça-feira

Publicado em: 05/12/2023 9h00 - em Secretaria Municipal de Educação

fotografia de elementos dos de Kits Uniforme E Material
Fotografia do estande da Sme Expo Favela

Estande da SME na Expo Favela apresenta políticas públicas da Educação

Publicado em: 01/12/2023 5h46 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 1.407