Notícias

Formação em Tecnologia estimula aulas de robótica na Rede Municipal

Cerca de 150 professores ingressantes passaram por formação

Publicado em: 15/04/2019 13h33 | Atualizado em: 30/11/2020

Curso POIE_740x430-1.jpg

A Secretaria Municipal de Educação (SME), através Coordenadoria Pedagógica (COPED) e do Núcleo Técnico de Currículo, realizou nesta quarta-feira (10) e quinta-feira (11), o curso Formação de Professor Orientador de Informática Educativa (POIE) Ingressante, no Centro Universitário Anhanguera de São Paulo. Cerca de 150 professores participaram do evento.

A primeira parte do curso contou com uma palestra, que abordou desde o panorama histórico da Informática Educativa na Rede Municipal de Ensino (RME) de São Paulo, passando pelas competências gerais da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e pelo Currículo da Cidade.

Curso POIE_740x430 2-1.jpg

Num segundo momento, os participantes dividiram-se em pequenos grupos para escolher uma metodologia de aprendizagem (Investigativa, do Fazer e Refazer, de Jogos e Gamificação e de Projetos) e propuseram uma atividade prática.

Entre as ideias que surgiram está o projeto “Mão Robótica”, onde a proposta era mostrar a introdução à Robótica iniciando com matérias não estruturadas, como papelão, barbante e canudo de refrigerante até chegar aos kits de Robótica.

Para o professor Alessandro Bastos, a troca de experiências fortalece o processo de aprendizagem em sala de aula. “Essa formação traz um leque de possibilidades porque aproxima os POIEs das diferentes Diretorias Regionais e a gente fica conhecendo a ideia dos outros”, falou Bastos.

Curso POIE_740x430 1-1.jpg

O mesmo sentimento de troca de experiências foi compartilhado pela professora Débora Lia Minematsu. “Hoje, a gente tem um encontro maior com POIEs que estão ingressando e uma troca de ideias e dúvidas que são de todos. Com os meus alunos, estou basicamente trabalhando com jogos de vídeo game, algo que eles gostam muito”, destacou a professora.

Já a professora Selma dos Reis Miguel, lembrou a importância da formação para ser aplicada em sala de aula. “Eu acho muito importante essa formação pra gente ir se depurando, levando para a escola o trabalho que a gente está fazendo. Tudo o que a gente aprende aqui, a gente está levando para a escola para ajudar na formação dos alunos, na nossa própria formação, tirando as nossas dúvidas para gente saber como está trabalhando na escola”, finalizou Selma.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

1 2 3 4 1.311