Notícias

Festival Afro Minuto recebe inscrições até o dia 18 de outubro

Estudantes de rede municipal devem realizar produção audiovisual de até 1 minuto; evento vai homenagear a jornalista Glória Maria

Publicado em: 23/08/2023 16h05 | Atualizado em: 23/08/2023

Arte com fundo bege e a foto de uma pessoa negra encaixada em livros empilhados. Segue com o texto "Afroétnica FlikSampa - 11º Festa do Conhecimento Literatura e Cultura Negra. Gloria Maria Patrona 2023". Na borda inferior há desenhos de símbolos africanos.
A Secretaria Municipal de Educação de São Paulo (SME) e a Universidade Zumbi dos Palmares firmaram um acordo de cooperação para a realização do “Festival Afro Minuto – FlinkSampa – Vida e carreira de Glória Maria”. O concurso tem como finalidade estimular estudantes das redes pública e particular a promoverem o reconhecimento, valorização e respeito à diversidade étnico-racial brasileira, cultura afro-brasileira e africana a partir de produções audiovisuais. As inscrições vão até o dia 18 de outubro.

Neste ano, o Festival irá homenagear a vida e carreira da jornalista Glória Maria. Os interessados devem realizar uma produção audiovisual com o tempo máximo de um minuto de duração. Os vídeos podem ser feitos por qualquer tipo de equipamento que produza imagens em movimento, como câmera de vídeo, câmera de foto digital (sequências de fotos), câmera de celular ou animação feita no computador.

Podem participar do concurso estudantes matriculados e frequentes em qualquer escola do Ensino Fundamental – Anos Iniciais e Anos Finais e do Ensino Médio, regular ou integral, bem como atendimento e modalidades educacionais: Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Realização dos trabalhos

Cada escola poderá inscrever apenas um vídeo por categoria: Ensino Fundamental I; Ensino Fundamental II; Ensino Médio e EJA. A equipe deverá ser formada por até três estudantes e um(a) docente orientador(a) – que pode orientar mais de uma equipe.

As produções devem conter um minuto de duração, dialogando com o tema da atual edição, com tolerância de até 3 segundos para inclusão dos créditos. O arquivo deverá ser postado no YouTube e ser identificado com o nome do vídeo e o endereço postado no formulário de inscrição. 

A avaliação do vídeo levará em conta o respeito às regras constantes no regulamento, a adequação e pertinência ao tema proposto, apresentação da qualidade da imagem e do som, criatividade e originalidade na apresentação e desenvolvimento da proposta, qualidade e domínio da técnica, comunicação e repertório cultural.

As equipes vencedoras serão divulgadas no dia 13 de novembro e a cerimônia de premiação ocorrerá no dia 17 de novembro. 

Premiação:

  • Prêmio para os estudantes (individual e por categoria): Certificado de participação e 01 (um) aparelho kindle por estudante da equipe.
  • Prêmio para o professor(a) Orientador(a): Certificado de participação e livros de literatura afrobrasileira da Editora Unipalmares e/ou de Editoras parceiras.
  • Prêmio para escola: Certificado de participação e livros de literatura afro-brasileira da Editora Unipalmares e/ou de Editoras parceiras para a biblioteca.

Cronograma

FASE ESCOLA

  • 01/08 a 18/10/2023 – Produção e seleção nas escolas de vídeos das diferentes categorias (Ensino Fundamental I; Ensino Fundamental II; Ensino Médio; EJA).

Os selecionados devem ser enviados à DRE.

FASE DIRETORIA DE ENSINO

  • 09/10 a 19/10/2023 – Cada DRE avalia os vídeos recebidos e seleciona até 3 vídeos por categoria.

As DREs enviarão os vídeos selecionados para a SME.

FASE SME

  • 20/10 a 27/10/2023 –  SME selecionará 4 vídeos de cada categoria e enviará à Faculdade Zumbi dos Palmares.

FACULDADE ZUMBI DOS PALMARES

  • 31/10 a 9/11/2023 – Faculdade Zumbi dos Palmares selecionará os vídeos finalistas.

DIVULGAÇÃO DOS VENCEDORES  – 13/11/2023 – Divulgação dos vencedores e organização das escolas vencedoras para premiação.

CERIMÔNIA DE PREMIAÇÃO – 17/11/2023 – Local e horário a ser confirmado pela Faculdade Zumbi dos Palmares.

Para mais detalhes, clique aqui e verifique o regulamento geral 

Clique aqui e acesse o formulário de inscrição.

Vida e carreira de “Glória Maria” – Homenageada de 2023

Glória Maria foi a primeira brasileira a usar a Lei Afonso Arinos, que proibiu a discriminação racial no Brasil, em 1951. A repórter estudou em escolas públicas e logo se destacou por escrever excelentes redações. Com 18 anos, ingressou no curso de jornalismo e começou sua carreira na tv em 1970 na Rede Globo do Rio de Janeiro, como estagiária no departamento de jornalismo.

Glória Maria foi pioneira em sua carreira, sendo a primeira repórter negra da TV brasileira, a primeira repórter a aparecer ao vivo, a primeira mulher a entrar ao vivo na TV em cores pelo Jornal Nacional, em 1977, e a primeira mulher negra a apresentar o “Fantástico”. Em 2007, a jornalista realizou a primeira transmissão em HD da televisão brasileira.

Viajou o mundo em reportagens especiais e conheceu mais de 100 países. Após 10 anos realizando reportagens para o programa Fantástico, Glória Maria pediu licença de dois anos para se dedicar a projetos pessoais, como as viagens para a Índia e a Nigéria, onde trabalhou como voluntária.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Logo Make Music
Fotografia de estudantes do Imprensa Jovem sentados em um auditório de costas para a fotografia e vendo uma professora a frente com uma tela projetada onde se lê
Fotografia com fundo amarelo e, ao centro, uma mulher em pé vestida com camisa branca e calça jeans segura um computador portátil.

Polos UNICEU oferecem mais de 400 vagas em cursos de especialização

Publicado em: 18/06/2024 4h45 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia em ângulo fechado de duas mãos costurando um tecido lilás.

Inscrições abertas para cursos gratuitos profissionalizantes na zona Leste da capital

Publicado em: 18/06/2024 4h43 - em Secretaria Municipal de Educação

ilustração de 6 jovens. cada um deles está com uma balão de diálogo com bandeiras da
1 2 3 1.459