Notícias

“Experimentar” e “Self-Service para Crianças” na EMEI José Roschel Christi

Projetos da unidade têm o objetivo de incentivar as crianças a provarem diversos alimentos e evitar o desperdício.

Publicado em: 03/10/2016 16h31 | Atualizado em: 30/11/2020

Experimentar e SelfService para Criancas na EMEI Jose Roschel Christi_740x430.jpg

A Escola Municipal de Educação Infantil (EMEI) José Roschel Christi, da Diretoria Regional de Educação (DRE) Capela do Socorro, promove a nove anos duas iniciativas que buscam combinar dois objetivos: proporcionar uma alimentação saudável para os alunos e evitar o grande desperdício de alimentos. São eles os projetos “Experimentar” e “Self-Service para Crianças”, que acontecem em dois períodos e atendem aproximadamente 480 crianças.

O primeiro a ser colocado em prática foi o projeto “Self-Service para Crianças”. A iniciativa tem o objetivo de evitar um grande desperdício de comida e consiste basicamente em deixar as crianças decidirem quanto e quais alimentos querem comer. Wilma Helena da Silva é Coordenadora Pedagógica na unidade. Segundo ela, a ideia surgiu em 2007, para combater o desperdício de comida. “A escola agiu em duas frentes: conversando com as crianças sobre a questão e organizando o “self-service” para que elas tivessem a autonomia de escolher quantidade e o que comer”, explica.

Para garantir todos os nutrientes necessários para as crianças, a EMEI lançou o projeto “Experimentar”, que já tinha sido realizado algumas vezes, mas em momentos pontuais na sala de aula. A idealizadora desta segunda iniciativa foi a Professora Maria Joseluzia Meloz. “Hoje os projetos funcionam em dois períodos, atendem cerca de 480 crianças e envolve Agentes Escolares, Professores e Auxiliares Técnicos Educativos (ATEs)”, destaca Wilma.

Para a Coordenadora Wilma, que acompanha de perto esses dois projetos, o resultado é visível. “Conseguimos reduzir consideravelmente o desperdício. É possível medir pelo tamanho do descarte. Como Coordenadora Pedagógica, tenho acompanhado este processo e seus avanços de perto. Atribuo isso ao vínculo dos alunos com as professoras, que os incentivam a comer outros alimentos com os quais os pequenos não estão acostumados, como verduras, legumes e peixe”, completa.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

1 2 3 1.212