Notícias

Estudantes e crianças da rede municipal produzem vídeos sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Produções foram realizadas por mais de mil alunos e orientadas por 103 professores formados no curso Imprensa Jovem Online

Publicado em: 20/12/2018 17h16 | Atualizado em: 30/11/2020

ODS_IJ_740X430.jpg

Qual o impacto do alcance das metas da ONU para o desenvolvimento sustentável em nossas vidas, comunidade e em todo o planeta? Foi em torno dessa reflexão que mais de mil estudantes e crianças da rede municipal de ensino foram convidados a produzir vídeos telejornalísticos no contexto dos projetos de educomunicação liderados por 103 professores que aprofundaram seus estudos, de forma contextualizada com a realidade e desafio dos territórios de suas escolas, sobre os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

O grupo de professores concluiu a sétima edição do curso Imprensa Jovem Online, realizada entre agosto e novembro de 2018, que teve como temática transversal as metas da ONU. Os educadores conduziram a realização das produções que, de forma inovadora, estão disponíveis em um
mapa virtual interativo.

O mapa materializa a riqueza da pluralidade e diversidades das escolas, realidades e territórios a partir dos vídeos produzidos pelos estudantes, unidos por um mesmo ideal: realizar ações, individuais e coletivas, que contribuam diretamente para as transformações necessárias para a sustentabilidade do mundo hoje, rumo ao alcance das metas da ONU em 2030. A proposta é compartilhar o exercício de intervenção social dos estudantes na cidade, apontando o que eles pensam a respeito das ODS em suas comunidades. 

Currículo da Cidade – O conteúdo do curso Imprensa Jovem Online está contextualizado ao Currículo da Cidade, o primeiro a integrar as temáticas das metas da ONU às diversas áreas do conhecimento, em todos os anos de Ensino Fundamental. Vale destacar que, além dos professores de ensino fundamental, participaram da sétima edição do curso Imprensa Jovem Online professores da Educação Infantil, que também trabalharam de forma inovadora, a partir da linguagem do telejornalismo, os ODS com crianças a partir de 4 anos.

Meio ambiente, igualdade de gênero, diversidades, consumo consciente, direito à alimentação, à cidade, à saúde e à educação, foram alguns dos temas abordados nos vídeos dos estudantes. A proposta de formação foi idealizada para incluir estudantes que participam do projeto de Recuperação Paralela
.

“Estudar sobre os ODS nos permitiu acompanhar os avanços das aprendizagens e a necessária construção de um olhar crítico sobre o mundo. Constatamos ainda um crescente aumento na frequência dos estudantes indicados para a Recuperação Paralela, assim como maior participação de familiares”, conta Lucimara Gabriel, professora da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Prof. Paulo Gonçalo dos Santos, do CEU Alvarenga.

Formação Imprensa Jovem Online – O curso Imprensa Jovem Online está ancorado em uma plataforma de formação a distância por meio da qual é possível desenvolver cursos com a participação de professores e estudantes. “A ideia é compartilhar experiências, conhecimentos, reflexões e pontos de vista entre os participantes de cada escola, oferecendo oportunidade para produção colaborativa a partir de diferentes linguagens midiáticas como telejornal, rádio e mídia impressa, em uma perspectiva dialógica e por meio de relações horizontais”, explica Carlos Lima, Coordenador do Núcleo de Educomunicação da Secretaria Municipal de Educação.

O curso prevê, em suas edições, a abordagem de temas diversos nas produções desenvolvidas pelos participantes. Os ODS foram apontados como proposta temática tendo em vista a sua importância social e seu alinhamento com o Currículo da Cidade. A formadora do Núcleo de Educomunicação, Maria Rehder, conduziu a abordagem do tema no curso por meio de um
webinar. “As discussões com os professores foram riquíssimas. Eles apontaram as relações entre os ODS e os PPPs (Projetos Políticos Pedagógicos) das suas escolas e o grande potencial realizador de ações, no âmbito do currículo, que transformem os comportamentos dos estudantes e de suas famílias em atitudes sustentáveis. Tudo isso ficou evidente na qualidade dos vídeos produzidos”, constata Rehder.

O curso ainda tem o objetivo de promover a autoestima dos estudantes. “Quando um aluno aprende a aprender, a experiência vivida lhe oferece uma imagem positiva de si mesmo e sua autoestima é reforçada, o que reflete em melhores resultados na escola”, conta Francisco Amparo, professor da EMEF Prof. Paulo Gonçalo dos Santos, do CEU Alvarenga.

A expectativa, para 2019, é realizar duas novas edições do curso. Os conteúdos trabalhados na formação são abertos e estão disponíveis no aplicativo
app.vc/educomsme.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

banner de divulgação do Premio Paulo Freire - Qualidade no Ensino Municipal 2022

São divulgados os 12 projetos vencedores do Prêmio Paulo Freire 2022

Publicado em: 19/08/2022 12h07 - em Secretaria Municipal de Educação

Cei Amigo Do Peito (1)

SME reconhece unidades educacionais que incentivam aleitamento materno 

Publicado em: 18/08/2022 12h48 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia de uma sala de aula com mesas e cadeiras. Duas mulheres em pé, uma escreve no cartaz sobre a mesa e a outra lê um cartaz diferente que também está sobre a mesa. No quadrante inferior direito, um cartaz escrito 'Quais possíveis causas favorecem a ocorrência do caso?'.

SME e Instituto Vladimir Herzog desenvolvem projeto sobre acolhimento e saúde emocional na DRE Guaianases 

Publicado em: 18/08/2022 12h07 - em Diretoria Regional de Educação Guaianases

Whatsapp Image 2022 08 17 At 10.08.12

Cursos de idiomas nos CELPs começaram nesta terça-feira

Publicado em: 17/08/2022 4h17 - em Secretaria Municipal de Educação

Reajuste (6)
1 2 3 1.264