Notícias

Estudantes de Academias Estudantis de Letras homenageiam a escritora Marina Colasanti

Apresentações tiveram como tema central a obra da autora

Publicado em: 04/10/2022 15h02 | Atualizado em: 04/10/2022
Estudantes estão em cima de um palco onde tem cadeiras e caixas. Cada caixa está com uma letra na frente, que juntas formam a palavra "Encaixes", há uma caixa em cada lateral que está com frases escritas. Um menino está de pé no centro segurando uma caixa com uma planta dentro.

Uma das mais importantes escritoras brasileira da contemporaneidade, Marina Colasanti, que comemorou 85 anos em setembro, foi homenageada por estudantes do projeto AEL no evento “Hoje é dia de Marina”, realizado na tarde de quinta-feira, 29 de setembro, no auditório do Centro Educacional Unificado (CEU) Casa Blanca, da Diretoria Regional de Educação (DRE) Campo Limpo.

Todos os anos a Academia Estudantil de Letras (AEL) presta homenagem a um escritor contemporâneo, que representa uma referência na literatura brasileira. Em 2017, a indicada ao Prêmio Nobel de Literatura, Lygia Fagundes, foi a homenageada. Nos anos consecutivos os homenageados foram Walcyr Carrasco, Jô Soares e Ziraldo. Depois de dois anos sem atividades presenciais, devido ao distanciamento social por causa da pandemia do coronavírus (COVID-19), o evento foi retomado em 2022.

Cerca de 400 acadêmicos, de diferentes regiões de São Paulo, participaram do evento apresentando adaptações cênicas e leituras dramáticas de obras de Marina Colasanti, em destaque para a obra “A moça tecelã”, que contou com diferentes leituras ao longo da tarde.

O evento começou com a abertura realizada pela EMEF Prof⁰. Clemente Pastore (DRE Campo Limpo), que desenvolveu uma apresentação do conto “Além do bastidor”. Em seguida a EMEF Pres. Prudente de Morais (AEL Maurício de Sousa – DRE Ipiranga) trouxe ao palco a apresentação “Deu a louca nos Classificados”. A EMEF Julio de Grammont (AEL Maurício de Sousa – DRE São Mateus) fez uma adaptação cênica do conto “Rosto atrás do rosto”. A EMEF Luis Washington Vita (AEL Cora Coralina – DRE Penha) realizou uma apresentação intitulada “Nas Redes do Tempo”. Logo após, a EMEF Carlos Chagas (AEL Marina Colasanti – DRE Itaquera) trouxe os contos “Neste reino não se fala” e “De algum ponto além da cordilheira”, interpretados pelos estudantes.

Dando sequência ao evento, que contou com distribuição de livros aos estudantes, a EMEF Antenor Nascentes (AEL Heloísa Pires Lima – DRE Santo Amaro) trouxe uma peça intitulada “Encaixes”. Na continuidade do evento, a EMEF Dr. Hellio Tavares (DRE São Miguel) fez uma releitura do famoso conto “A moça tecelã”, que também seria apresentado, em outra abordagem, pela EMEF Sócrates Brasileiro Sampaio de Sousa Vieira de Oliveira (AEL Conceição Evaristo – DRE Campo Limpo).

Completando a programação, a EMEF Dr. Jose Kauffmann (AEL Márcia Ribeiro Pitta – DRE Pirituba/Jaraguá) apresentou a peça ”Tecendo doces sonhos” e, por fim, a EMEF Prof. Milton Ferreira de Albuquerque (AEL José Roberto Torero – DRE Capela do Socorro) contou o processo de criação do conto “Maria, Maria”, que relata a história de uma mulher que recebe a visita do Anjo do Senhor.

Para Samir Mustapha, coordenador do projeto AEL em SME, é fundamental homenagear escritores em vida e o projeto valoriza esse trabalho de pesquisa e apreciação literária. “O evento propiciou o encontro de academias venerando a sensível obra de uma escritora fundamental, como é a Marina Colasanti”, explica.

Quem é Marina Colasanti?

Marina Colasanti nasceu em 1937 e se tornou uma grande escritora da nossa literatura. Contista, jornalista e tradutora, Colasanti já recebeu dezenas de prêmios literários, como o Jabuti em 1993, 1994, 1997, 2009, 2010, 2011 e, em 2014, venceu o prêmio na categoria Livro do Ano de Ficção. Seu livro de contos “Uma Ideia Toda Azul” recebeu o prêmio “O Melhor para o Jovem”, da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil. Em 2010, recebeu o Prêmio Jabuti pelo livro Passageira em trânsito. Em 2017, ela recebeu o 13º Prêmio Ibero-americano SM de Literatura Infantil.

Em sua obra, Colasanti trata de temas diversos da experiência humana, como o amor e a necessidade da arte em nossas vidas, refletindo, principalmente, sobre a condição feminina.

Veja fotos de algumas apresentações:

 

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

EMEF cria escape room sobre mitologia grega para estimular o raciocínio lógico dos estudantes

EMEF cria escape room sobre mitologia grega para estimular o raciocínio lógico dos estudantes

Publicado em: 02/12/2022 1h47 - em Secretaria Municipal de Educação

foto ilustrativa de estágio

Prática de estágio em escola municipal é reconhecida pela Prefeitura de São Paulo

Publicado em: 02/12/2022 12h18 - em Diretoria Regional de Educação São Mateus

Educador Em Destaque

SME homenageia e premia professores da Rede Municipal no Educador em Destaque 2022

Publicado em: 01/12/2022 4h25 - em Secretaria Municipal de Educação

Uniceu

Quatro polos da Rede UniCEU estão com inscrições abertas para especialização gratuita

Publicado em: 01/12/2022 2h32 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotofrafia de uma pessoa com jaleco branco segurando uma escova de dentes gigantes e conversando com uma criança e duas pessoas adultas ao lado dela. Todos estão sorrindo e sentados à mesa que também possui uma dentadura gigante sobre ela.

Secretarias da Saúde e da Educação oficializam Programa Saúde na Escola

Publicado em: 01/12/2022 1h08 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 1.300