Notícias

Estudante da Rede Municipal de São Paulo vai representar o Brasil em Fórum Mundial da ONU para debater o desenvolvimento sustentável 

Vitória Calado, 14 anos, será a única representante de escola pública brasileira, com o apoio da Secretaria Municipal de Educação (SME), em evento da Organização das Nações Unidas (ONU)

Publicado em: 12/04/2024 17h47 | Atualizado em: 12/04/2024
Fotografia da estudantes Vitória Calado.

Vitória Calado, 14 anos, estudante da EMEF Paulo Duarte, da DRE São Mateus, será a única representante da escola pública brasileira na 7ª Reunião do Fórum dos Países da América Latina e do Caribe sobre Desenvolvimento Sustentável 2024, que acontecerá de 15 a 18 de abril, em Santiago, no Chile. Ela será acompanhada pela professora Mariana Ferreira da Cruz. A estudante e a professora terão as passagens, hospedagens e despesas custeadas pela Secretaria Municipal de Educação (SME).

Sob a mentoria de Renata Juliotti, jornalista e consultora para o processo preparatório para a conferência da ONU – Summit of the Future (Cúpula do Futuro) – e do tema transversal da deficiência no C20, grupo da sociedade civil para o G20, Vitória integra o Grupo de Trabalho de Jovens para ONU (Youth Stakeholder) de preparação para a Cúpula do Futuro, e também foi aceita como Delegada Jovem (Youth Delegate), da Coalizão para ONU que Precisamos (Coalition for the UN We Need – C4UN), que oferece uma plataforma global que permite maior impacto da sociedade civil no trabalho para um sistema das Nações Unidas fortalecido.

Para Renata, este é um “Aprendizado muito importante para Vitória, pois contribui para que ela se torne uma pessoa que defende a comunidade dela, os direitos das jovens meninas periféricas. Ali, ela está aprendendo a significar o papel dela com o espaço de representatividade”.

A primeira participação de Vitória nos eventos será dia 15 de abril, das 9h às 12h15, no “Foro de Niñas, Niños, Adolescentes y Juventudes de América Latina y el Caribe”.

Vitória contou sobre a importância de participar do evento da ONU: “Isso se reflete não somente para mim, mas é também uma ponte que estou trilhando e estou construindo para outros jovens e adolescentes terem a mesma oportunidade. A gente está quebrando todos os tipos de estereótipos e ocupando os lugares que são considerados de elite, então, não é só somente por mim, não é somente por ser um evento da ONU, mas é para abrir portas e trilhar caminhos para outros jovens e adolescentes”. 

“Agradecemos a Secretaria Municipal de Educação e toda a comunidade escolar que tornaram possível a representação do Brasil por jovens estudantes. Isso promove um espaço de escuta e protagonismo de futuras gerações. Assim como a participação para construção de um mundo melhor e sustentável”, enfatizou a professora Mariana Ferreira. 

O Secretário Municipal de Educação, Fernando Padula, destacou o potencial que a história de Vitória tem para inspirar outros estudantes. “A voz da Vitória irá representar a de milhares de jovens brasileiros cheios de aspirações. E a escola é esse espaço para permitir que todo o potencial dos nossos estudantes cresça e eles encontrem novos caminhos e oportunidades que beneficiam todo o território”, declarou. 

Vitória agradeceu a todos que colaboraram para tornar essa representatividade possível. “Representa a desconstrução de estereótipos pois somos estudantes, moradores de periferia e frutos de uma educação pública de qualidade. Por isso deixo aqui os meus agradecimentos a todos aqueles que ajudaram para que pudéssemos alcançar esse marco em reverência à escola pública”, disse. 

Mudanças de rumo

Vitória viu sua vida mudar de rumo quando recebeu um convite para atuar na Organização das Nações Unidas (ONU). “Pensei que poderia proporcionar algo para vida da Vitória e algo no qual ela possa se descobrir e encontrar seu próprio caminho”, disse Renata Julioti.

Tudo começou durante uma oficina presencial sobre comunicação e jornalismo, realizada no último trimestre de 2023. Na ocasião, Renata, doutoranda na Universidade Metodista, orientou os estudantes que participavam do projeto Revista Imprensa Jovem, uma parceria entre a escola pública e a universidade, para escreverem sobre os 18 anos do Programa Imprensa Jovem.

Ela ficou impressionada com o sonho de Vitória em atuar com Relações Internacionais e na ONU. Renata também veio de uma origem humilde na periferia de São Paulo e enfrentou muitos obstáculos. Sentiu uma forte identificação com Vitória e decidiu ajudá-la a trilhar seu próprio caminho. 

Dessa forma, Renata fez um convite para Vitória conhecer mais sobre suas atividades e eventos. Vitória começou a acompanhar os eventos organizados por Renata e, em seguida, foi convidada a participar do Grupo de Trabalho de Jovens para a ONU, conhecido como Youth Stakeholder. Este grupo, formado por jovens de diversos países, tem como objetivo preparar recomendações para a Cúpula do Futuro da ONU, que acontecerá em setembro em Nova York.

Como parte do Grupo de Trabalho, Vitória tem a oportunidade de dar voz às suas experiências e recomendações para a inclusão e participação de jovens. 

A ONU que Precisamos

Em sua escola, Vitória é muito engajada. Preside o Grêmio Estudantil, participa dos programas Imprensa Jovem e Aluno Monitor, também é poeta slammer. Em 2023, foi eleita Vereadora Jovem, no Parlamento Jovem 2023 – Ensino Fundamental, da Câmara Municipal de São Paulo. 

Com sua atuação destacada, Renata a indicou para ser uma Delegada Jovem da Coalizão para ONU que Precisamos, ou em inglês Coalition for the UN We Need (C4UN), uma organização voltada para a juventude. A diretoria da Coalizão aprovou sua indicação e a nomeou Youth Delegate.

Ao aceitar o convite, Vitória tornou-se uma representante jovem da Colisão da ONU e participará de eventos importantes, como o Fórum de Sustentabilidade dos Países da América Latina e Caribe, que acontece em Santiago, no Chile, entre os dias  15 e 18 de abril, no qual auxiliará Renata com as questões de comunicação e representação da organização. 

Assim, Vitória está vendo seu sonho de trabalhar na ONU se tornar realidade, graças ao apoio e mentoria de Renata Julioti e à sua própria determinação em superar desafios e buscar oportunidades de crescimento e impacto no cenário nacional e internacional.

Imprensa Jovem na cobertura

Um pequeno grupo de estudantes do Imprensa Jovem contará com a participação de Pedro Murilo Gonzaga Borges, Trinity Ohana da Silva Santos, e Stefany Petcov de Lima, a professora Regina Maria Nara e o ex-aluno Gustavo Henrique Gonçalves dos Santos para fazer a cobertura deste momento histórico de uma estudante da Rede Municipal de Ensino de São Paulo em um evento internacional da ONU. 

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

SME lança os Núcleos de Apoio e Acompanhamento para a Aprendizagem (NAAPAs)

NAAPAs são implantados na Rede Municipal de Ensino

Publicado em: 09/10/2015 4h12 - em Diretoria Regional de Educação Butantã

Curso Aprendizagem da leitura e escrita: além do diagnóstico de dislexia

Curso Aprendizagem da leitura e escrita: além do diagnóstico de dislexia

Publicado em: 09/10/2015 4h02 - em Diretoria Regional de Educação Butantã

Concursos de Remoção 2015 – Vagas Iniciais e Potenciais

Concursos de Remoção 2015 – Vagas Iniciais e Potenciais

Publicado em: 09/10/2015 12h28 - em Secretaria Municipal de Educação

DOT-P EJA promove formação em arte

DOT-P EJA promove formação em arte

Publicado em: 09/10/2015 12h12 - em Diretoria Regional de Educação São Mateus

CEI Jardim Colorado convida EMEF para apresentação musical

CEI Jardim Colorado convida EMEF para apresentação musical

Publicado em: 09/10/2015 12h10 - em Diretoria Regional de Educação São Mateus

1 1.447 1.448 1.449 1.450 1.451 1.460